Resenha - Best Of Madball - Madball

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Raphael Crespo
Enviar correções  |  Ver Acessos


O New York Hardcore (NYHC) é forjado por sangue. Não só daquele que eventualmente espirra nas vigorosas rodas de 'slam dancing', aquelas que lembram uma pancadaria generalizada nos shows de som pesado, mas também por se tratar de um estilo que tem entre seus principais pilares dois membros da mesma família. Basicamente criado no palco CBGB's, o NYHC teve como nome seminal o Agnostic Front, do vocalista Roger Miret, que já no início da banda deixava seu irmão mais novo, Freddy Cricien, com apenas sete anos, no cantinho do palco da casa de shows que, anos atrás, foi também o berço do punk. Pois foi Freddy o responsável pelo surgimento do Madball, outra banda lendária do estilo.

Loudwire: as 10 melhores músicas do Slipknot segundo o siteBlack Metal: banda brasileira fez clipe mais bizarro do universo

Se quando criança Freddy acompanhava os shows de seu irmão mais velho, ainda na adolescência a veia hardcore saltou de vez e ele subiu ao palco pela primeira vez com o Madball em 1988. No ano seguinte, a banda lançou o single Ball of Destruction e começou a fazer seu nome, para depois conseguir um contrato com a gravadora Roadrunner, graças ao EP Droppin' Many Suckers. Já com o apoio de um selo grande, a banda lançou três pérolas do NYHC: Set it off (1994), Demonstrating my style (1996) e Look my way (1998), cujas principais faixas foram compiladas na coletânea The Best o Madball, mais uma da série The Roots of Roadrunner, trazida para o Brasil pela Sum Records.

O peso do Madball, uma das bandas do NYHC que mais se aproximou do heavy metal, aparece em alguns de seus maiores clássicos, como Set it off, New York City, Down by law e Demonstrating My Style. Das 21 faixas compiladas, apenas duas ultrapassam os três minutos de duração, sendo que três delas não chegam nem a um minuto. Uma em especial, Hardcore Still Lives!, tem apenas seis segundo e se resume à banda gritando, em coro, o título da música, afirmando a atitude e o peso do New York Hardcore.

Em 2000, a banda lançou o excelente, porém obscuro, Hold It Down, pela Epitaph, gravadora conhecida por acolher as bandas punk da Costa Leste, principalmente da Califórnia. Sem nenhum disco completo desde então, o Madball segue atualmente fazendo shows esporádicos e promete um novo lançamento completo ainda para este ano. Uma prévia já saiu, um EP com quatro faixas inéditas, com o singelo nome de NYHC.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Madball"


Loudwire: as 10 melhores músicas do Slipknot segundo o siteLoudwire
As 10 melhores músicas do Slipknot segundo o site

Black Metal: banda brasileira fez clipe mais bizarro do universoBlack Metal
Banda brasileira fez clipe mais bizarro do universo


Sobre Raphael Crespo

Raphael Crespo é jornalista, carioca, tem 25 anos, e sempre trabalhou na área esportiva, com passagens pelo jornal LANCE! e pelo LANCENET!. Atualmente, é editor de esportes do JB Online, mas seu gosto por heavy metal o levou a colaborar com a seção de musicalidade do site do Jornal do Brasil, com críticas de CDs e algumas matérias especiais, que também estão reunidas em seu blog (http://www.reviews.blogger.com.br). Sua preferência é pelo thrash metal oitentista, mas qualquer coisa em termos de som pesado é só levantar na área que ele mata no peito e chuta. Gosta também de outros tipos de som, como MPB, jazz e blues, mas só se atreve a escrever sobre o que conhece melhor: o metal.

Mais matérias de Raphael Crespo no Whiplash.Net.

adClioIL