Matérias Mais Lidas

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemEvanescence anuncia a saída da guitarrista Jen Majura

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemDo Ozzy ao Slayer: veja os momentos mais metal do desenho South Park

imagemRitchie Blackmore revela como o impactou a chegada de Jimi Hendrix na Inglaterra

imagemVinte excelentes músicas do Iron Maiden escritas pelo "chefe" Steve Harris

imagemSe vira nos 30: Andre Matos tomou cano de produtor e fez milagre pra agradar fãs

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"

imagemO clássico dos Rolling Stones que levou mais de 30 anos para ser tocado ao vivo

imagemA visão de Arnaldo Antunes sobre sua timidez no período da adolescência

imagemFreddie Mercury revelou em 1985 como foi conciliar carreira solo e o Queen


Resenha - Winterheart's Guild - Sonata Arctica

Por Rafael Carnovale
Em 08/06/03

Nota: 8

Os finlandeses do Sonata Arctica rapidamente alcançaram um "status" respeitável por toda a Europa, principalmente graças às turnês realizadas com o Stratovarius e Rhapsody, e um sucesso estrondoso no Japão (por muitos considerado o paraíso do metal melódico). Após lançarem seu primeiro cd ao vivo "Songs Of Silence – Live in Tokyo", o tecladista Mikko Harkin saiu da banda, deixando os membros remanescentes com a necessidade de procurar um tecladista, pois iriam entrar em estúdio para gravar o sucessor do cd "Silence". E se o Sonata já é comparado diretamente ao Stratovarius, quem seria a melhor escolha? Acertou quem falou o nome de Jens Johansson, que pilota os teclados em quatro músicas deste novo cd, ficando as restantes à cargo do vocalista Tony Kakko.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Winterheart’s Guild" é de longe o melhor cd já lançado pela banda. A primeira faixa "Abandoned, Pleased, Brainwashed, Exploited" (que título), que por sinal foi a abertura do shows do Sonata no Japão (aonde o cd saiu com quase um mês de antecedência do resto do mundo, sem contar a faixa bônus) é o típico power/speed influenciado por Stratovarius, mas com diferenças: a banda está investindo muito na mudança de andamentos, e Kakko manda bem nos teclados. Já a segunda faixa é uma bela semi-balada "Gravenimage", com um bom vocal de Tony e uma banda bem coesa. Duas faixas que diferem do padrão adotado pela banda. Mas já nas faixas "The Cage" (um bom speed melódico), "Silver Tongue" (outro power cadenciado muito interessante), o primeiro single "Victoria’s Secret" (mais um speed bem legal) e "Champaigne Bath" (que lembra bastante o estilo de Yngwie Malmsteen nas músicas, não nos solos) a banda se aproxima muito de seus compatriotas do Stratovarius, principalmente pelo excelente teclado de Jens Johansson, que possui um timbre inconfundível e um talento reconhecido. Não são faixas ruins, mas fica sempre aquele stigma de que toda banda vinda da Finlândia tem que seguir os passos das bandas que vieram anteriormente (até o Nightwish sofre um pouco isso). Mas chamá-las de ruins, não mesmo. Só são extremamente repetitivas, parecem ter saído dos outros cd’s da banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Sonata acerta a mão quando foge do óbvio, como nas baladas "The Mistery" (que bela performance da banda) e na semi-pesada "Draw Me" (aonde Kakko mostra que poderia ter pilotado os teclados em todo o cd) e na especial "Broken", aonde a banda flerta com o metal gótico (belíssimos teclados de Kakko), com andamentos lentos e vocais contidos de Kakko. Esta é sem dúvida a melhor faixa do cd, e mostra o talento que a banda tem, finalmente moldando sua personalidade.

O Sonata Arctica acaba de nos oferecer seu melhor cd. Ainda está muito preso ao estilo Stratovarius de ser, mas começa a se definir melhor como banda. Se continuar assim o próximo será matador. Vale conferir.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Site oficial: http://www.sonataarctica.com

Line Up:
Tony Kakko – Vocais, Teclados
Jani Lumatainen – Guitarras
Marko Paasikoski – Baixo
Tommy Portino – Bateria
Jens Johansson – Tecladista Convidado.

Lançado pela Universal/Spinefarm em 2003.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Lucas de Melo Bonez: "Entre o heavy metal e os lobos - inspirações criativas"


Sonata Arctica: Finlândia não é o paraíso que muitos pensam



Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.