Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemNovo álbum do Krisiun será lançado em julho; veja capa e tracklist

imagemGeezer Butler, Heavy Metal e a clássica canção do Black Sabbath inspirada por Jesus

imagemMichael Anthony diz que "Van Halen III" foi "a coisa mais louca que a banda já fez"

imagemComo foram os últimos meses de Renato Russo e a causa da sua morte

imagemTobias Forge, do Ghost, diz que ABBA deveria receber um Prêmio Nobel

imagemBlind Guardian divulga vídeo oficial de "Blood Of The Elves"; veja aqui

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemMorre Andy Fletcher, tecladista e membro fundador da banda Depeche Mode


Stamp

Resenha - Clandestino - Manu Chao

Por Rafael Adolfo de Souza
Em 19/10/00

Manu Chao é um francês pra lá de muito louco. Foi integrante da principal banda de rock da França nos últimos tempos, a Mano Negra (grupo que esteve na mídia nacional por sua apresentação no Rio de Janeiro, durante a Eco 92). Durante essa visita, a banda excursionou em um cargueiro, fazendo apresentações de porto em porto. Passearam também pela costa do pacífico, de trem, e fazendo shows gratuítos a cada estação que paravam.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O destino quis que a Mano Negra se separasse em 1995. Depois de tantas andanças pelo mundo, a influência da música latina se incorporou a Manu Chau. E este é o ponto de partida de Clandestino, excepcional estréia solo, composto por 16 canções simples, pessoais e viciantes, compostas em francês, inglês, espanhol e até português.

O disco abre com a irretocável Clandestino (que já recebeu versão acústica de Adriana Calcanhoto e em português pelo grupo Tihuana), já ditando o ritmo do álbum. Letra pessoal e melancólica de um trovador solitário (Solo voy con mi pena / sola va mi condena / correr es meu destino / por no llevar papel / perdido en el corazón / de la grande babylon / me dicen el clandestino / yo soy el quiebra ley).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O medley Bongo Bong e Je Ne T'Aime Plus prova como a boa música é universal: pode ser cantada em qualquer língua sem perder o encanto.

Lagrimas de Oro é uma das com o sotaque latino mais acentuado, com direito a sampler de uma narração de um jogo do Flamengo sob os violões mariachi e instrumentos de sopro. Mama Call tem o charme do sotaque francês na música cantada em inglês. Demais.

O lado subversivo de Manu Chao está em todas as letras, principalmente nas mexicanas Luna Y Sol (excelente) e Welcome to Tihuana (Welcome to Tihuana / Tekila, Sexo y Marihuana / Welcome to Tihuana / Con el coyote no hay Aduana).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O português do cantor se mostra mais para portunhol em Minha Galera, principalmente no encarte onde percebe-se alguns erros ortográficos: macona, cashueira, cashaça, Flamenga, cadea, maloka. Nada que tire a beleza da música.

Clandestino é um grande disco e foge de todos os padrões radiofônicos do momento. Suas letras e melodias falam muito da alma do artista: um menestrel dos tempos modernos, um cara que sai pelo mundo, pregando suas idéias revolucionárias, doa a quem doer. Mais que um músico, Manu Chao é um militante solitário.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock