Matérias Mais Lidas

imagemPaul Di'Anno detona Regis Tadeu após vídeo em que critica seu encontro com Iron Maiden

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemMichael Anthony diz que "Van Halen III" foi "a coisa mais louca que a banda já fez"

imagemComo foram os últimos meses de Renato Russo e a causa da sua morte

imagemNovo álbum do Krisiun será lançado em julho; veja capa e tracklist

imagemGeezer Butler, Heavy Metal e a clássica canção do Black Sabbath inspirada por Jesus

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemBlind Guardian divulga vídeo oficial de "Blood Of The Elves"; veja aqui

imagemA banda de forró que uniu Nenhum de Nós, Legião, Titãs e Paralamas na mesma música

imagemA apaixonada opinião de Elton John sobre "Nothing Else Matters", clássico do Metallica

imagemMetallica libera vídeo da clássica "Fight Fire With Fire" ao vivo em Belo Horizonte


Resenha - Wasteland Serenades - Griffin

Por Rafael Carnovale
Em 26/08/02

Nota: 7

Anos 80. Foi o que veio a minha mente ao ouvir este cd. A sonoridade do heavy oitentista se faz pulsante na música deste quarteto norueguês. Nada mal resgatar um som importante na vida de qualquer ouvinte de heavy que se preze. Mas o Griffin foi ainda mais adiante. Resolveu mescla-lo com elementos de hard, e até prog, em algumas passagens. O resultado: legal, mas um tanto confuso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Mechanized Reality", a primeira faixa, de cara nos remete ao bom thrash dos anos 80, com o vocal de Tommy Sebastian sendo muito influenciado pelos bons anos de James Hetfield (Metallica). Logo após somos brindados com outra pérola heavy oitentista, que de cara me lembrou o Anthrax de "Among the Living",com uma pegada mais speed. O thrash rola solto no cd, através de faixas como "Bsession", "New Business Capitalized" (com vocais mais guturais) e "Punishiment Macabre" (muito influenciada pelo Metallica de "And Justice for All"). O clima de peso e agressividade só é quebrado na última faixa "Dream of the Dreamers (Bliss2)", uma semi-balada, que não mostra nenhuma empolgação, sendo entediante e desnecessária. Os momentos prog aparecem na fraca "Always Closing", que tenta remeter ao Dream Theater, mas sofre por ser cansativa e lenta... não emplaca.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O maior pecado do cd reside na tentativa de mesclar o heavy oitentista com elementos de outros estilos, como acontece na última faixa e em faixas como "Hunger Strikes", com uma pegada mais grunge, deixando o cd um tanto confuso, pois a banda não soube encaixar direito tais elementos, criando uma atmosfera bem esquisita para quem ouve. Sem contar o excesso de faixas speed no cd, o que o torna também um tanto repetitivo.

Uma boa banda, mas que não fez nada especial nesse cd. Vale ouvir antes de comprar. Quem sabe com uma orientação mais específica e mais cuidado na elaboração das músicas a banda não melhore sensivelmente?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Line Up:
Johnny Wandberg – Guitarras
Tommy Sebastian – Baixo, Vocais
Kai Nergard – Guitarra
Markus Karlsen – Bateria

Material cedido por:
Rock Brigade Records/Laser Company Records
http://www.rockbrigade.com.br
http://www.lasercompany.com.br

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.