Resenha - Nuclear Fire - Primal Fear

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por André Toral
Enviar Correções  

9


Alguns dizem que o terceiro álbum de uma banda sempre é o mais complicado, mas o Primal Fear mostrou que isso é errado, pelo menos consigo mesmo. Nuclear Fire traz tudo o que um fanático por heavy metal deseja, ou seja, peso, riffs inspirados e melodia na dose certa. E se levarmos em conta que esta é a banda do vocalista Ralff Scheepers (ex-Gamma Ray), saberemos, assim, que existe um atrativo a mais. Realmente é impressionante como ele está cantando; imagine um Rob Halford mais agressivo, na época do álbum Painkiller. Tal feito se expande por todas as músicas, mas em especial em "Back From Hell". "Kiss Of Death" é outra que, em seu início, se parece bastante com "Hell Patrol", do próprio Judas Priest.

publicidade

Já "Iron Fist In A Velvet Glove", apesar de ser uma bonus track, é uma das melhores, combinando dedilhados e peso muito bem distribuídos. Outra que merece destaque é "Eye Of An Eagle". "Living for Metal" vem com aquele louvor tradicional ao heavy metal, mas apesar de soar manjada, tem uma pegada muito forte. Mostrando, mais uma vez, a capacidade da banda em incluir peso e melodia sem deixar de ser heavy tradicional, "Red Rain" impressiona fortemente. Certamente que "Angel In Black", "Now Or Never", "faixa-título", "Bleed For Me", "Fight The Fire" e "Fire On The Horizon" também se encaixam no contexto geral, sem soar repetitivas entre si. Para finalizar, seria injusto deixar de fazer um comentário a favor do baixista Matt Sinner, que é quem faz praticamente tudo na banda, inclusive linhas de vocais em que Ralff somente encaixa sua voz. Enfim, investimento garantido.

publicidade


WhiFin WhiFin