Resenha - Wishmaster - Nightwish

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Simas
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


O Nightwish é uma banda que desde seu primeiro disco , Angels Fall First, já arrematava muitos fãs. É daquelas bandas que, logo na primeira audição, com seu instrumental característico e o vocal da magistral Tarja, já se mostrava não ser "mais uma" apenas, e que vinha para ficar. O tempo passou, um segundo disco ótimo entrou para seu curriculum, Oceanborn, e estabilizou a banda como uma das maiores revelações do heavy metal destes últimos anos. Se você pensava que o terceiro álbum não conseguiria manter o nível encontrado nos outros dois , está redondamente enganado. Wishmaster é tão bom quanto, se não melhor que os anteriores, satisfazendo assim os fãs do grupo e com certeza assumindo seu posto dentro da cena underground de hoje.

Aerosmith: curiosidades sobre a voz de Steven TylerEpica: foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Musicalmente não houve uma evolução muito grande se comparado ao disco anterior, Oceanborn. Até mesmo porque não passou muito tempo entre os lançamentos desses dois álbuns, podendo apenas ser notado um maior trabalho por parte das guitarras, com mais peso e com mais riffs (como na primeira faixa, She Is My Skin), sem ir em detrimento ao teclado, ainda forte e uma das marcas do Nightwish. Obviamente Tarja continua perfeita, e cada vez mais suas melodias ficam enriquecidas e sua interpretação impecável. Mais uma vez Tuomas Holopainen, dono da banda, assume quase toda a autoria das faixas e ainda continua comandando com seu teclado.

Várias músicas podem ser ditas como destaques, mas é impossível não falar na própria Wishmaster, no mínimo brilhante, com vocais poderosíssimos, muito peso e velocidade. Além disso, é engraçado notar para os fãs que gostam da série de livros Dragonlance , algumas citações, como "A maiden elf calling with her cunning song 'Meet me at the Inn Of Last Home'", da letra de Wishmaster. Também são destaques a épica Fantasmic, com certeza a obra-prima do disco, e a rápida, bem naquele estilo Stargazers (do disco Oceanborn), Wanderlust, com melodias incríveis e com mais uma performance espetacular de Tarja.

O livreto também é muito bonito e cada música tem uma ilustração correspondente. A versão nacional ainda vem com uma faixa-bônus, Sleeping Sun, que era encontrada em um single importado.

Material cedido por:
Laser Company Records




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Nightwish"


Tarja Turunen: Passei dos 40, não sou mais aquela garotinha jovemTarja Turunen
"Passei dos 40, não sou mais aquela garotinha jovem"

Nightwish: Tarja duvida muito que possa ocorrer uma reuniãoNightwish
Tarja duvida muito que possa ocorrer uma reunião


Aerosmith: curiosidades sobre a voz de Steven TylerAerosmith
Curiosidades sobre a voz de Steven Tyler

Epica: foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?Epica
Foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

adGoo336