Resenha - Classica - Novembre

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Haggen Kennedy
Enviar Correções  

8


"Classica" é o nome do terceiro disco do quarteto italiano Novembre. Pra quem já conhece seus lançamentos anteriores, "Wish I Could Dream Again..." (1995) e "Arte Novecento" (1997), já deve saber o que esperar. Pra quem não conhece, é válido dar uma ouvida com atenção.

publicidade

Há pontos de diversidade nesse disco. O ponto negativo é que infelizmente, o Novembre não traz nada de novo. Não há nada neste petardo que já não tenha sido feito antes por Anathema, Opeth, The 3rd and the Mortal e congêneres. Por outro lado, os pontos positivos (felizmente) superam os negativos: mesmo que fosse uma cópia, é preciso talento para tal. E o Novembre certamente o tem.

publicidade

Encabeçado pelos irmãos Camelo e Giuseppe Orlando (guitarra/vocais e bateria respectivamente), a formação conta ainda com Massimiliano Pagliuso (guit) e Alessandro Niola (baixo). E pode apostar que os italianos aí realmente sabem o que fazem. Ouvindo-se atentamente o disco pode-se perceber pequeninos toques de coisas do tipo Bathory e até Slayer. Porém, no geral, a linha que se segue aqui é a mesma de um Cryhavoc, por exemplo, mas com fortes influências de Anathema, podendo ser comparado facilmente com nomes italianos como Lacuna Coil.

publicidade

A começar por "Cold Blue Steel" e indo terminar em "Outro / Spirit of the Forest", o álbum tem 10 músicas. Das quais podem-se destacar a primeira, "Tales From A Winter To Come", "Nostalgiaplatz" e "Foto Blu Infinito" (lindíssima). Mesmo assim, não se pode dizer que as outras são decepcionantes, pelo contrário: o disco tem vários pontos altos e com certeza não há uma música que desaponte. Sem dúvida, quem é fã do estilo não poderá reclamar dessa nova chuva de Novembro...

publicidade

Material cedido por:
Century Media Records
Departamento de Publicidade
Caixa Postal 1240
São Paulo - SP
CEP 01059-970




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Separados no nascimento: Paul Stanley e Sidney MagalSeparados no nascimento
Paul Stanley e Sidney Magal

Metal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicasMetal Moderno
5 bandas aptas a se tornarem clássicas


Sobre Haggen Kennedy

Nascido ao fim dos anos 70 e adolescido em meio ao universo metálico, Haggen Heydrich Kennedy já trabalhou e atuou numa vultosa gama de atividades, como o jornalismo, o desenho, a informática, o design e o ensino, além de outros quefazeres. Atualmente vive em Atenas, Grécia, onde estuda História, Arqueologia e Grego Antigo na Universidade de Atenas. A constante nesse turbilhão de ofícios, todavia, sempre constituiu-se de dois fatores: as línguas (ainda hoje trabalha com tradução e interpretação) e a música - esse último elemento, definitivo alimento espiritual.

Mais matérias de Haggen Kennedy no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin