Megadeth: "Symphony of Destruction" e suas curiosidades

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fabrício de Castilho, Fonte: Deja Vu Do Rock
Enviar correções  |  Ver Acessos

Lançado em 1992, o single "Symphony of Destruction" do Megadeth é a segunda faixa do quinto álbum de estúdio da banda o "Countdown to Extinction".

Playlist: o melhor do Big Four do thrash metalSeparados no nascimento: Dave Mustaine e Mika Hakkinen

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A faixa fala sobre ditaduras, líderes políticos e organizações poderosas que nos controlam, mostrando como várias pessoas são afetadas negativamente por políticos que elas mesmas defendem.

No refrão Mustaine usa o famoso conto do flautista de Hamelin para descrever como somos guiados cegamente por um governos corrupto, porém, ao invés do canto de uma flauta, este governo executa uma verdadeira sinfonia da destruição.

É muito interessante essa simbologia usada por mustaine pois o conto do flautista de Hamelin também discorre sobre corrupção.

Pra quem não conhece, a história se passa na cidade de Hamelin ( Alemanha) e narra o sofrimento de seu povo devido a enorme quantidade de ratos que tomava conta da pequena cidade, invadindo casas, praças e mercados. Até o dia em que um estranho flautista aparece dizendo ser capaz de acabar com todo aquele sofrimento, tudo em troca de um pouco de ouro.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Desesperados, os governantes de Hamelin fecham um acordo com o flautista, uma moeda de ouro para cada rato que o músico pegar. O homem aceita o acordo, pega sua flauta e hipnotiza todos os ratos da cidade, afogando-os no Rio Weser. Porém, apesar de obter sucesso, o povo de Hamelin se recusa a pagar o Flautista.

Semanas depois, o musico volta e toca sua flauta novamente, porém desta vez hipnotizando todas as crianças de Hamelin, cento e trinta meninos e meninas foram enfeitiçados e trancados pelo flautista em uma caverna.

A inspiração para a faixa veio depois que Dave Mustaine assistiu ao filme "Sob o domínio do mal" de 1962.

O filme se passa perto do fim da Guerra da Coreia e mostra um pelotão dos EUA sofrendo lavagem cerebral pelos Russos e Chineses.

Uma curiosidade interessante é o som de abertura da música, esse som e a junção de uma orquestra afinando seus instrumentos e um breve trecho de "Offertorium, Domine Jesu Christe" do Réquiem composto por Wolfgang Amadeus Mozart.

Assista o vídeo abaixo e confira mais detalhes desta brilhante faixa:




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Megadeth"


Playlist: o melhor do Big Four do thrash metal

Megadeth: Morre Michelle, irmã de Dave MustaineMegadeth
Morre Michelle, irmã de Dave Mustaine

Lista: os 100 melhores álbuns de metal dos anos 1990, segundo a Metal HammerLista
Os 100 melhores álbuns de metal dos anos 1990, segundo a Metal Hammer

Megadeth: trailer de documentário de Nick Menza mostra membros do PanteraMegadeth
Trailer de documentário de Nick Menza mostra membros do Pantera

Megadeth: Dave Mustaine e filha em cover de Come Together dos BeatlesMegadeth
Dave Mustaine e filha em cover de "Come Together" dos Beatles

Megadeth: Playlist para ouvir na quarentenaMegadeth
Playlist para ouvir na quarentena

Kiko Loureiro: ainda sou meio que parte do Angra, eles ainda precisam de mimKiko Loureiro
Ainda sou meio que parte do Angra, eles ainda precisam de mim

Chris Poland: Ouça o álbum fusion do ex-Megadeth

Megadeth: veja a banda tocando jazzão antes de show na Bulgária (vídeo)Megadeth
Veja a banda tocando "jazzão" antes de show na Bulgária (vídeo)

Clássicos imortais: os 30 anos de Rust In Peace, uma das poucas unanimidades do metalClássicos imortais
Os 30 anos de Rust In Peace, uma das poucas unanimidades do metal

Wikimetal: Top 11 Músicas que fazem arrepiarWikimetal
Top 11 Músicas que fazem arrepiar

Megadeth: Espero que a estada de Ellefson seja permanenteMegadeth
"Espero que a estada de Ellefson seja permanente"


Separados no nascimento: Dave Mustaine e Mika HakkinenSeparados no nascimento
Dave Mustaine e Mika Hakkinen

Aerosmith: Tyler acha que Kiss é banda de história em quadrinhosAerosmith
Tyler acha que Kiss é banda de história em quadrinhos


Sobre Fabrício de Castilho

Nascido em 29 de novembro de 1980 na cidade de Pindamonhangaba, estudou musica durante 2 anos na FASC. Durante a juventude esteve de forma ativa no cenário metálico do vale, fazendo parte do projeto MAD METAL, que dispunha de um programa de radio que também era exibido online, além de um programa de TV chamado VALE METAL exibido pela TV Vivax de Taubaté. Como músico Fabrício tocou no Brasil todo com a banda STEELGODS e gravou a demo "The First Demo Album". Fabrício também participou durante três anos como vocalista das bandas EXCALIBUR e SPACECRAFT. Atualmente Fabrício leciona aulas Particulares de Baixo, violão e canto.

Mais matérias de Fabrício de Castilho no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline