.38 Special

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Janary Damacena
Enviar correções  |  Ver Acessos

No final dos anos 1960, os Estados Unidos viviam uma realidade diferente do restante da Europa (principalmente da Inglaterra) no que diz respeito ao Rock'n'Roll. O hard rock estava cada vez mais influente e agitava milhões de pessoas mundo afora, mas o mercado americano era pouco atingido por essa leva musical, pois no país outro estilo nascia e desfrutava de fama e glória: o Southern Rock! O estilo tinha como base o country norte americano, mas sua estrutura variava de acordo com as influências da banda, existiam as mesclas com blues e também com hard rock. As principais bandas emergentes eram Allman Brothers Band e Lynyrd Skynyrd, mas nos EUA, não foram apenas elas que atingiram o status de super bandas, outras seguiram de perto o glamour sulista dos confederados. E o .38 Special não ficou de fora! Seu líder Donnie Van Zant era irmão do frontman do Lynyrd, Ronnie Van Zant.

Larry Junstrom: baixista do 38 Special e Lynyrd Skynyrd morre aos 70 anosDavid Bowie: muito mais assustador que Michael Jackson

A banda foi formada em Jacksonville, no estado da Florida em 1975, e sua principal influência era exatamente a banda do irmão mais velho do vocalista, o Lynyrd Skynyrd. O primeiro e homônimo álbum, .38 Special foi lançado no ano de 1977 pela gravadora A&M Records, e a formação que o gravou contava com Donnie Van Zant, nos vocais e guitarra, Don Barnes também nos vocais e guitarra, o baixista Ken Lyons e na terceira guitarra (marca registrada do southern rock) Jeff Carlisi, além do baterista Jack Grondin. Ainda em 1977 a banda lança outro álbum, intitulado Special Delivery.

Em 1979 mais um disco é lançado, Rockin' Into the Night, que eleva a banda a um posto ainda mais alto. Com esse terceiro trabalho a banda consolida seu nome, sendo que a música que dá título ao disco entra na lista das 40 músicas mais ouvidas nos EUA, enquanto o álbum aparece na 57ª posição dos mais vendidos nos país. Mesmo com todo furor que cercava o álbum, o baixista Jen Lyons não estava satisfeito com os rumos que a banda estava tomando, achando que o grupo se tornava melódico demais, então logo após a gravação do disco abandona o grupo, e em seu lugar entra Larry Junstrom.

Embora no início, o .38 Special fizesse um som recalcado no country, o estilo sulista, com o passar dos anos a banda foi incorporando elementos do hard rock, o que pode ser claramente notado quando a banda chega aos anos 1980. Mas mudança não descaracterizou o som southern do grupo, apenas o deixou pouco mais pesado e rápido, enquanto seus álbuns eram cada vez mais aclamados pelo público. Então em 1981 o grupo, que estava gozando de grande fama e prestígio, não descansa e lança Wild-Eyed Southern Boys, um disco que mudaria muita coisa no conceito da banda.

Com o disco eles conseguem um grande hit, Hold on Loosely, que figurou na posição 27ª entre as mais tocadas nas rádios americanas. Assim como outras duas músicas se destacaram com grande sucesso, "Fantasy Girl" e a faixa-título do álbum, que veio a se tornar disco de Platina e ocupar o 18º lugar da Associação Americana das Indústrias de Gravação (RIAA), que representa todas as indústrias fonográficas nos Estados Unidos.

Com uma turnê americana quase interminável, o grupo só conseguiu entrar em estúdio para lançar outro álbum em 1982, e este já trazia marcas de como o som havia se modificado. Special Forces foi o disco mais aclamado do toda carreira do .38 Special, e seu hit "Caught Up In You" foi um grande estrondo ficando entre os cinco mais ouvidos do ano e influenciou toda geração seguinte de hard rock e glam rock americano. Novamente a banda recebeu disco de Platina, e o álbum ocupou o 10º lugar no ranking da RIAA. Outras músicas ficaram entre as 50 mais tocadas em rádios: "You Keep Runnin' Away", "Chain Lightnin" e "Back on the Track". A revista especializada em música, Billboard, lançou no final daquele ano uma edição em que falava que o disco havia sido o melhor lançamento do ano.

Um ano depois, em 1983, a banda grava Tour de Force, que mesmo sem obter o grande sucesso de seu antecessor, permanece entre os mais vendidos e transforma o grupo em uma das maiores bandas americanas da época. Mais um disco de Platina é conquistado com esse disco, que aparece na 22ª colocação da RIAA. Duas músicas ficam entre as 20 mais executadas pelos Djs americanos: "If I'd Been The One" e "Back Where You Belong".

Após algum tempo de férias, o .38 Special retorna com fôlego para incendiar com mais um disco memorável! Em 1986, é lançado Strength in Numbers, que imediatamente se torna disco de Ouro e fica na posição 17 da RIAA. As três músicas mais executadas são: "Like No Other Night", "Somebody Like You" e "Heart's on Fire", que mesmo sem chegar a marca do Special Forces, mantém a banda no auge. Mas nem tudo era apenas alegria, sendo que por divergências musicais no ano seguinte Don Barnes e Steve Brookins (era percursionista e baterista da banda desde 1975) deixam o .38 Special. Para o lugar de Don, foi recrutado Danny Chauncey, que permanece até hoje.

Em 1987 sai a primeira coletânea do grupo, Flashback, que não chega a ser um grande sucesso, apesar de conseguir um disco de Platina, reapresentando algumas músicas dos primeiros álbuns. Mas não era exatamente o tipo de sucesso com que o grupo estava acostumado, então para o próximo disco a banda entra em estúdio com um cuidado maior nas audiências, para lançar um disco mais polido, agora também contando com a presença do tecladista Max Carl. O disco é chamado de Rock & Roll Strategy, que mesmo assim não conseguiu levar o grupo ao prestígio dos últimos álbuns, mas permanecendo na lista dos 60 mais tocados nos EUA.

Na tentativa de melhorar sua imagem, o .38 Special lança ainda em 1989 o disco Second Chance. O álbum, porém não acrescenta nada de inovador ao som da banda e o disco não obtém a repercussão desejada. A banda então sai de férias por mais de um ano e quando volta está reformulada. Com o baixo resultado dos últimos álbuns, Max Carl vai para o Grand Funk Railroad, e os veteranos Jeff Carlisi e Jack Grondin, deixam a banda. Para cair na estrada novamente, os remanescentes chamam Scott Holffman para a batera, mas não fica por muito tempo e antes da gravação do próximo disco as baquetas são assumidas por Gary Moffatt, e Bobby Capps para o teclado. Mas como não é só de tristezas que a banda vive e Don Barnes membro clássico do grupo, retorna para as guitarras de onde nunca deveria ter saído.

O grupo lança ainda em 1991, Bone Against Steel, que apesar de não estar nas graças da crítica especializada, agrada a alguns fãs. O efeito não era o esperado e a banda entra em uma época de turnês inacabáveis enquanto seus integrantes realizavam projetos variáveis.

O único que se manteve em boa posição foi Donnie Van Zant, que lançou alguns discos em parceria com seu irmão mais novo Johnny Van Zant (que se tornou o vocalista do Lynyrd Skynyrd após a morte do irmão Ronnie). Um novo álbum do .38 Special só sairia seis anos depois, em 1997 e seu nome era Resolution, que retoma grande parte do prestígio da banda e aparece inclusive entre uns dos mais tocados nas rádios americanas. O disco causou grande impacto no grupo que foi recrutado para ser a grande atração do Festival de Motocicletas de Sturgis, na Dakota do Sul, em 1999. O show foi tão impressionante que serviu como base para o álbum "Live at Sturgis", a primeira realização do grupo para a CMC International.

A banda ainda lançou em 2001, um álbum com músicas de natal chamado A Wild-Eyed Christmas Night, a crítica se mostrou favorável ao lançamento. O último lançamento do grupo foi em 2004, Drivetrain, que levantou novamente a auto-estima do grupo, que gosta de se gabar de mesmo após décadas de atividade continua realizando mais de 100 shows por ano. De acordo com Donnie "Esse álbum é uma verdadeira personificação do que o é o Rock 'n' Roll! São músicas maravilhosas de se ouvir pela estrada". Há quatro anos a banda se mantém na estrada realizando uma grande turnê, mas infelizmente ainda não há planos para um próximo álbum.

FONTES:

http://en.wikipedia.org/wiki/38_Special_(band)
http://profile.myspace.com/index.cfm?fuseaction=user.viewpro...
http://www.38special.com/home.htm
http://www.sing365.com/music/lyric.nsf/38-SpecialBiography/0...
http://www.mtv.com/music/artist/thirty_eight_special/artist....
http://collective-collection.blogspot.com/2008/02/38-special...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "38 Special"


Larry Junstrom: baixista do 38 Special e Lynyrd Skynyrd morre aos 70 anosLarry Junstrom
Baixista do 38 Special e Lynyrd Skynyrd morre aos 70 anos


David Bowie: muito mais assustador que Michael JacksonDavid Bowie
Muito mais assustador que Michael Jackson

Nirvana: quem é o bebê da capa de Nevermind?Nirvana
Quem é o bebê da capa de Nevermind?


Sobre Janary Damacena

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336