Tradução - Rage Against The Machine - Rage Against The Machine

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - Rage Against The Machine - Rage Against The Machine

Traduzido por Fernando P. Silva

  | Comentários:
Imagem

BOMBTRACK

It's just another bombtrack
And suckas be thinkin' that they can fake this
But I'm gonna drop it at a higher level
'Cause I'm inclined to stoop down
Hand out some beat-downs
Cold runna train on punk ho's that
Think they run the game
But I learned to burn that bridge and delete
Those who complete at a level that's obsolete
Instead
I warm my hands on the flames of the flag
As I recall out downfall
And the business that burned us all
See through the news and views that twist reality
Enough
I call the bluff
Manifest destiny

Landlords and power whores
On my people they took turns
Dispute the suits
Ignite and then watch'em burn

The thoughts of a militant mind
Hard-line, hard-line after, hard-line

Landlords and power whores
On my people they took turns
Dispute the suits
Ignite and then watch 'em burn

Chorus:
Burn, burn, yes ya gonna burn
Burn, burn, yes ya gonna burn
Burn, burn, yes ya gonna burn
Burn, burn, yes ya gonna burn

Another funky radical bombtrack
Started as a sketch in my notebook
But now dope hooks make punks take another look
My thoughts ya hear and ya begin to lear
That ya card will get pulled if ya interfere
With the thoughts of a militant mind
Hard-line, hard-line after hard-line

Landlords and power whores
On my people they took turns
Dispute the suits ignite
And then watch 'em burn

BOMBA

É mais uma bomba
E os trouxas achando que podem disfarçar isso
Mas eu vou joga-la a um nível maior
Pois eu estou com uma tendência baixa
Dando porradas
No trem que os punks viajam
Pois eles acham que comandam o jogo
Mas eu aprendi a queimar aquela ponte e apagar
Aqueles que chegam a um nível obsoleto
Mas em vez disso
Eu esquento minhas mãos nas chamas da bandeira
Enquanto me recordo da queda
E do negócio que queimou a todos nós
Não se deixe iludir pelas notícias que deturpam a realidade
O suficiente
Eu chamo o blefe
Destino manifestado

Os proprietários e as prostitutas do poder
O meu povo eles iludem
Disputam os ternos
Metem fogo e depois os observa queimar

Os pensamentos de uma mente militante
Linha dura, radical, linha dura

Os proprietários e as prostitutas do poder
O meu povo eles iludem
Disputam os ternos
Metem fogo e depois os observa queimar

Refrão:
Queimar, queimar, sim você vai queimar
Queimar, queimar, sim você vai queimar
Queimar, queimar, sim você vai queimar
Queimar, queimar, sim você vai queimar

Outra bomba radical assustadora
Começou como um esboço em meu caderno
Mas agora os traficantes fazem os punks darem outra olhada
Meus pensamentos você ouve e começa a entender
Que o seu tapete será puxado se você interferir
Com os pensamentos de uma mente militante
Linha dura, radical, linha dura

Os proprietários e as prostitutas do poder
O meu povo eles iludem
Disputam os ternos
Metem fogo e depois os observa queimar

KILLING IN THE NAME

Killing in the name of!
Some of those at work forces
are the same that burn crosses

Killing in the name of!
Killing in the name of

And now you do what they told ya
But now you do what they told ya
Well now you do what they told ya

Those who died are justified
For wearing the badge
They're the chosen whites
You justify those that died
By wearing the badge
They're the chosen whites

Some of those at work forces
are the same that burn crosses
Uggh!

Killing in the name of!
Killing in the name of

And now you do what they told ya
And now you do what they told ya
Now you're under control
And now you do what they told ya!

Those who died are justified
For wearing the badge
They're the chosen whites
You justify those that died
By wearing the badge
They're the chosen whites
Come on!

(Guitar solo)

Fuck you, I won't do what you tell me
Motherfucker!

Uggh!

MATANÇA EM NOME DE

Matança em nome de!
Alguns daqueles que servem às forças
são os mesmos que queimam cruzes

Matança em nome de...
Matança em nome de...

E agora você faz o que eles mandam
Mas agora você faz o que eles mandam
Bem você faz o que eles mandam

Aqueles que morreram são justificados
Por usarem o distintivo
Eles são os brancos escolhidos
Você justifica aqueles que morreram
Por usarem o distintivo
São os brancos escolhidos

Alguns daqueles que servem às forças
são os mesmos que queimam cruzes
Uggh!

Matança em nome de...
Matança em nome de...

E agora você faz o que eles te ordenam
E agora você faz o que eles te ordenam
Agora você está sob controle
E agora você faz o que eles te ordenam

Aqueles que morreram são justificados
Por usarem o distintivo
Eles são os brancos escolhidos
Você justifica aqueles que morreram
Por usarem um distintivo
São os brancos escolhidos
Vamos lá!

(Guitar solo)

Vá se fuder, não vou fazer o que você me diz
Filho da puta!

Uggh!

TAKE THE POWER BACK

Spoken: 'Crank the music up'

Bring that shit in! Uggh!
Yeah, the movement's in motion
With mass militant poetry
Now check this out...uggh!

In the right light, study becomes insight
But the system that dissed us
Teaches us to read and write

So-called facts are fraud
They want us to allege and pledge
And bow down to their god
Lost the culture, the culture lost
Spun our minds and through time
Ignorance has taken over
We gotta take the power back
Bam, here's the plan
Mother fuck Uncle Sam
Step back, I know who I am
Raise up your, I'll drop the style and clear
It's the beats and lyrics they fear
The rage is relentless
We need a movement with quickness
You are the witness of change
And to counteract

Chorus:
We gotta take the power back
We gotta take the power back
We gotta take the power back

The present curriculums
I put my fist in
Eurocentric every last one of 'em
See right through the red, white and blue
Disguise with lecture
I puncture the structure of lies
Installed in our minds and attempting
To hold us back
We've got to take it back
'Cause holes in out
Spirit are causin' tears and fears
One-sided stories for years and years and years
I'm inferior? Who's inferior?
Yea, we need a check the interior of the system
Who cares about only one culture?
And that is why
We gotta take the power back

Chorus

The teacher stands in front of the class
But the lesson plan he can't recall
The student's eyes don't perceive the lies
Bouncing off every fucking wall
His composure is well kept
I guess he fears playing the fool
The complacent students sit and
Listen to the bullshit that he learned in school

Europe ain't my rope to swing on
Can't learn a thing from it
Yet we hand from it
Gotta get it, gotta get it together then
Like the mother fuckin' weathermen
To expose and close the doors
On those who try
To strangle and mangle the truth
'Cause the circle of hatred continues
Unless we react

We gotta take the power back
We gotta take the power back

No more lies

Uggh!
Yeah!
Take it back Joe
Take it back, a-take it back
A-take it back Joe, come on!
Take it back Joe
Take it back, a-take it back
A-take it back Joe, come on!
Uggh!
Yeah!

RETOMAR O PODER

Falando: “Detone essa música”

Traga essa merda pra cá!
Sim, o movimento entra em ação
Com uma poesia militante de massa
Agora cheque isso...

Na hora certa, o estudo se torna inteligência
Mas o sistema que nos humilhou
Nos ensina a ler e escrever

Fatos supostos são fraudes
Eles nos querem para prestar juramento
E se curvar ao deus deles
Perdemos a cultura, a cultura se perdeu
Deturparam nossas mentes e com o tempo
A ignorância tomou conta
Precisamos retomar o poder
Aqui está o plano
Tio Sam filho da puta
Um passo para trás, eu sei quem eu sou
Levante a sua, eu irei derrubar a moda e é claro
São as batidas e a letra que eles temem
A raiva é implacável
Precisamos de um movimento com rapidez
Você é a testemunha da mudança
E para agir contra

Refrão:
Precisamos retomar o poder
Precisamos retomar o poder
Precisamos retomar o poder

Os currículos atuais
Eu investi meu punho neles
Eurocêntricos*, cada um deles
Não se deixe iludir pelo vermelho, branco e azul**
Um disfarce com lições de moral
Eu perfuro a estrutura das mentiras
Instalada em nossas mentes e tentando
Nos dominar
Nós temos que retomar
Pois os buracos dentro e fora
Os espíritos estão causando lágrimas e medos
Histórias facciosas durante anos e mais anos
Eu sou inferior? Quem é inferior?
Sim, nós precisamos checar o interior do sistema
Quem se importa com uma só cultura?
E é por isso que
Precisamos retomar o poder

Refrão

O professor se levanta perante a classe
Mas o plano de ensino, ele não consegue recordar
Os olhos dos estudantes não percebem as mentiras
Saltando pelas paredes
Sua compostura é bem mantida
Acho que ele tem medo de bancar o idiota
Os estudantes complacentes se sentam e
Ouvem o papo furado que ele aprendeu na escola

A Europa não é a minha corda para balançar
Não consigo aprender nada com isso
Embora abrimos mão disso
Precisamos se reunir e depois
Assim como os meteorologistas filhos da puta
Exibir e fechar as portas
Para aqueles que tentam
Estrangular e mutilar a verdade
Pois o círculo de ódio continua
A menos que haja uma reação nossa

Precisamos retomar o poder
Precisamos retomar o poder

Chega de mentiras!

Uggh!
Sim!
Retomar o poder, Joe
Retomar o poder, retomar o poder
Retomar, retomar o poder Joe, vamos!
Retomar o poder Joe
Retomar o poder, retomar o poder
Retomar o poder Joe, vamos!
Uggh!
Yeah!

* Eurocêntricos = nada mais que uma mistura de europeus com egocêntricos.

** Não se deixe iludir pelo vermelho, branco e azul = o verso faz uma crítica com referência a bandeira norte-americana.

SETTLE FOR NOTHING

A jail cell is freedom from the pain in my home
Hatred passed on, passed on and passed on
A world of violence rage
But it's one that I can recognize
Having never seen the color of my father's eyes
Yes, I dwell in hell but it's a hell
That I can grip
I tried to grip my family
But I slipped
To escape from the pain
An existence mundane
I gotta 9, a sign, a set and now
Gotta name

Read my writing on the wall
No one's here to catch me when I fall
But death is on my side
Suicide

A jail cell is freedom from the pain my home
Hatred passed on, passed on and passed on
A world of violence rage
But it's one that I can recognize
Having never seen the color of my father's eyes
Yes, I dwell in hell but it's a one that I can grip
I tried to grip my family
But I slipped
To escape from the pain
An existence mundane
I gotta 9, a sign, a set and now
Gotta name

Read my writing on the wall
No one's here to catch me when I fall
Caught between my culture and the system
Genocide

Read my writing on the wall
No one's here to catch me when I fall
If ignorance is bliss
Then knock the smile off my face

If we don't take action now
We, settle for nothing later
We'll settle for nothing now
And we'll settle for nothing later

CONTENTAR-SE COM NADA

Uma cela de prisão é a liberdade da dor em meu lar
O ódio passado de geração em geração
Um mundo de raiva e violência
Mas isto é o que eu posso reconhecer
Nunca tendo visto a cor dos olhos do meu pai
Sim, eu moro no inferno mas é um inferno
Que eu consigo me apegar
Eu tentei segurar minha família
Mas acabei soltando
Para escapar da dor
Uma existência mundana
Eu preciso de 9, um sinal, uma posição e agora
Preciso de um nome

Leia minha escrita na parede
Ninguém aqui para me segurar quando eu cair
Mas a morte está ao meu lado
Suicídio

Uma cela de prisão é a liberdade da dor em meu lar
O ódio passado de geração em geração
Um mundo de raiva e violência
Mas isto é o que eu posso reconhecer
Nunca tendo visto a cor dos olhos do meu pai
Sim, moro no inferno mas é um inferno que consigo apegar
Eu tentei segurar minha família
Mas acabei soltando
Para escapar da dor
Uma existência mundana
Eu preciso de 9, um sinal, uma posição e agora
Preciso de um nome

Leia minha escrita na parede
Ninguém aqui para me segurar quando eu cair
Preso entre minha cultura e o sistema
Genocídio

Leia minha escrita na parede
Ninguém aqui para me segurar quando eu cair
Se ignorância é felicidade
Então dê um soco no meu sorriso

Se não tomarmos uma atitude agora
Acabaremos nos contentando com nada
Iremos nos contentar com nada agora
E iremos nos contentar com nada depois

BULLET IN THE HEAD

This time the bullet cold rocked ya
A yellow ribbon instead of a swastika
Nothin' proper about ya propaganda
Fools follow rules when the set commands ya
Said it was blue
When ya blood was read
That's how ya got a bullet
Blasted through ya head

Blasted through ya head
Blasted through ya head

I give a shout out to the living dead
Who stood and watched
As the feds cold centralised
So serene on the screen
You was mesmerised
Cellular phones soundin' a death tone
Corporations cold
Turn ya to stone before ya realise

They load the clip in omnicolour
Said they pack the 9, they fire it at prime time
The sleeping gas, every home was like Alcatraz
And mutha fuckas lost their minds

Just victims of the in-house drive-by
They say jump, you say how high

Check-a, check-a, check it out
They load the clip in omnicolour
Said they pack the 9, they fire it at prime time
The sleeping gas, every home was like Alcatraz
And mutha fuckas lost their minds

No escape from the mass mind rape
Play it again jack and then rewind the tape
And then play it again and again and again
Until ya mind is locked in
Believin' all the lies that they're tellin' ya
Buyin' all the products that they're sellin' ya
They say jump
Ya say how high
Ya brain dead
Ya gotta fuckin' bullet in ya head

Just victims of the in-house drive-by
They say jump, you say how high

Ya standing in line
Believing the lies
Ya bowing down to the flag
Ya gotta bullet in ya head

BALA NA CABEÇA

Dessa vez a bala invisível te acertou
Uma tarja amarela ao invés de uma suástica
Nada formal sobre você, propaganda
Os tolos seguem as leis quando a lei te comanda
Eles disseram que era azul
Quando o seu sangue era vermelho
É como você teve uma bala
Estourada em seus miolos

Estourada em seus miolos
Estourada em seus miolos

Eu dou um grito para o morto vivo
Que se levantou e observou que
Assim como os agentes federais centralizados
Tão serenos na tela
Você também foi hipnotizado
Telefone celular que soa como um sinal de morte
Corporações frias
Te transformam em pedra antes que você perceba

Eles carregam o clipe em várias cores
Eles passam pra 9mm e o lançam em horário nobre
O gás do sono, todo lar era como Alcatraz
E os desgraçados perderam a cabeça

Apenas as vítimas das gangues de execução
Eles dizem pule, você diz de qual altura

Cheque, cheque, cheque isso
Eles carregam o clipe em várias cores
Eles passam pra 9mm e o lançam em horário nobre
O gás do sono, todo lar era como Alcatraz
E os desgraçados perderam a cabeça

Não há fuga do seqüestro de opiniões em massa
Passe de novo colega, e depois rebobine a fita
E passe de novo, várias vezes
Até a sua mente travar
Acreditando em todas as mentiras que estão te contando
Comprando todos os produtos que estão te vendendo
Eles dizem pule
Você diz de qual altura
Seu cérebro está morto
Você tem uma porra de uma bala na sua cabeça

Apenas as vítimas das gangues de execução
Eles dizem pule, você diz de qual altura

Você continua na fila
Acreditando em mentiras
Reverenciando a bandeira
Você tem uma bala na cabeça

KNOW YOUR ENEMY (*)

Huh! we're comin' back with another bombtrack
Think ya know what it's all about
Huh! Hey yo, so check this out
Yeah! Know your enemy!

Born with insight and a raised fist
A witness to the slit wrist
As we move into '92
Still in a room without a view
Ya got to know
Ya got to know
That when I say go, go, go
Amp up and amplify
Defy
I'm a brother with a furious mind
Action must be taken
We don't need the key
We'll break in

Something must be done
About vengeance, a badge, and a gun
'Cause I'll rip the mike
Rip the stage rip the system
I was born to rage against 'em

Fist in ya face, in the place
And I'll drop the style clearly
Know your enemy

Word is born
Fight the war, fuck the norm
Now I got no patience
So sick of complacence
With the d-e-f-i-a-n-c-e
The mind of a revolutionary
So clear the lane
The finger to the land of chains
What? The land of the free?
Whoever told you that is your enemy

Something must be done
About vengeance, a badge, and a gun
'Cause I'll rip the mike
Rip the stage, rip the system
I was born to rage against 'em

Now action must be taken
We don't need any key
We'll break in

I've got no patience now
So sick of complacence now
I've got no patience now
So sick of complacence now
Sick of sick of sick of sick of sick of you
Time has come to pay

Yes I know my enemies
They're the teachers
Who taught me to fight me
Compromise, conformity
Assimilation, submission
Ignorance, hypocrisy, brutality, the elite
All of which are American dreams

CONHECENDO O SEU INIMIGO (*)

Huh! Nós estamos de volta com outra bomba
Acho que você sabe do que se trata
Huh! Ei você, cheque isso!
Sim! Conheça o seu inimigo!

Nascido com discernimento e com o punho levantado
Uma testemunha para o punho ferido
Enquanto vivemos em 1992
Ainda num quarto sem uma visão
Você precisa saber
Você precisa saber
Que quando eu disser vá, vá, vá
Aumente o som e amplifique
Desafie
Eu sou um irmão com uma mente furiosa
Uma ação deve ser tomada
Não precisamos das chaves
Nós arrombaremos

Algo deve ser feito
Com relação à vingança, um distintivo, e uma arma
Pois eu vou destruir o microfone
Destruirei o palco, destruirei o sistema
Nasci com raiva contra eles

Um soco na sua cara, no lugar
E eu acabarei com a moda de forma clara
Conhecendo o seu inimigo

A palavra nasce
Dispute a guerra, fodam-se as normas
Agora não tenho paciência
Tão cansado de complacência
Com o desafio
A mente de um revolucionário
Então limpe a pista
O dedo apontado para a terra da escravidão
O que? A terra da liberdade?
Quem te disse que esse é o seu inimigo?

Algo deve ser feito
Com relação à vingança, um distintivo, e uma arma
Pois eu vou destruir o microfone
Destruirei o palco, destruirei o sistema
Nasci com raiva contra eles

Uma ação deve ser tomada agora
Não precisamos de nenhuma chave
Nós arrombaremos

Não tenho paciência agora
Tão cansado de complacência
Não tenho paciência agora
Tão cansado de complacência
Cansado, cansado de você
Chegou a hora de pagar

Sim eu conheço meus inimigos
Eles são os professores
Que me ensinaram a me enfrentar
Compromisso, conformidade
Assimilação, submissão
Ignorância, hipocrisia, brutalidade, a elite
Todos os quais são os sonhos dos americanos

WAKE UP

Although ya try to discredit
Ya still never edit
The needle, I’ll thread it
Radically, poetic
Standin' with the fury that they had in 66
And like E-Double, I'm mad
Still knee-deep in the system's shit
Hoover, he was a body remover
I'll give ya a dose
But it'll never come close
To the rage built up inside of me
Fist in the air, in the land of
Hypocrisy

Movements come and movements go
Leaders speak, movements cease
When their heads are flown
'Cause all these punks
Got bullets in their heads
Departments of police, the judges, the feds
Networks at work, keepin' people calm

You know they went after King
When he spoke out on Vietnam
He turned the power to the have-nots
And then came the shot

With poetry, my mind I flex
Flip like, Wilson
Vocals never lackin', dot finesse
Whadda I have to do to wake ya up
To shake ya up, to break the structure up
'Cause this blood still flows in the gutter
I'm like taking photos
Mad boy kicks open the shutter
Set the grooves
Then I stick and move
Like I was Cassius Rep the stutter step
Then bomb a left upon the facists
Yea, the several federal men
Who pulled schemes on the dream
And put it to an end

Ya betta beware
Of retribution with mind war
20/20 visions and murals with metaphors

The networks at work, keepin' people calm

Ya know they murdered X
And tried to blame it on Islam
He turned the power to the have-nots
And then came the shot

What was the price on his head?

I think I heard a shot
I think I heard, I think I heard a shot

Background: 'Black nationalism'
He may be a real contender for this position
Should he abandon his supposed obediance
to white liberal doctrine of non-violence...
And embrace black nationalism
'Through counter-intelligence it should be possible to pinpoint potential trouble-makers...
And neutralise them

Wake up! Wake up! Wake up! Wake up!
Wake up! Wake up! Wake up! Wake up!

Spoken: "How long? Not long, 'cause
what you reap is what you sow."

ACORDE

Embora você tente duvidar
Você nunca demonstra
A agulha, eu a enfiarei
Radicalmente, poético
Suportando a fúria que eles tiveram em 1966
E como uma nota Mi dupla, eu fico louco
Ocupação no sistema é besteira
Hoover*, ele era um removedor de corpos
Eu te darei uma dose
Mas ela nunca chegará perto
Da raiva construída em mim
Punho no ar, na terra da
Hipocrisia

Movimentos vêm e movimentos vão
Líderes falam, os movimentos cessam
Quando suas cabeças estão viajando
Pois todos esses vagabundos
Tomaram um tiro na cabeça
Departamentos de polícia, os juízes, os agentes federais
Redes de trabalho, mantendo a calma das pessoas

Você sabe que eles perseguiram Martin Luther King
Quando ele falou sobre o Vietnã
Ele passou o poder para os que não tem
E então veio o tiro

Com poesia, eu curvo minha mente
Reajo violentamente como Wilson**
Vocais nunca faltam, cheios de sutileza
O que eu devo fazer para te acordar
Para te chacoalhar, quebrar a estrutura?
Pois este sangue ainda escorre na sarjeta
Eu gosto de tirar fotografias
O garoto furioso chuta e abre o obturador***
Preparo as estrias (da arma de fogo)
Então eu agüento e vou levando
Como se fosse Cassius Rep
Então manda uma de esquerda nos fascistas
Sim, os diversos homens federais
Que bolaram os esquemas num sonho
E puseram um fim nisto

É melhor você tomar cuidado
Com a retaliação da mentalidade de guerra
20/20 visões e murais com metáforas

As redes de trabalho, mantendo a calma das pessoas

Você sabe que eles assassinaram Malcom X
E tentaram pôr a culpa no Islamismo
Ele passou o poder para os que não tem
E então veio o tiro

Qual era o preço na cabeça dele?

Eu acho que eu ouvi um tiro
Eu acho que eu ouvi, eu acho que ouvi um tiro

Falando ao fundo: 'Nacionalismo dos negros'
Ele pode ser um candidato real para esta posição
Ele deveria abandonar sua suposta obediência pela doutrina liberal branca de não-violência...
E abraçar o nacionalismo dos negros
Pela contra-inteligência deveria ser possível localizar os encrenqueiros potenciais...
E neutraliza-los

Acorde! Acorde! Acorde! Acorde!
Acorde! Acorde! Acorde! Acorde!

Falado: "Até quando? Não muito tempo, pois
o que você colhe é o que você plantou."

* Hoover = Referência a John Edgar Hoover (1895-1972), que foi chefe do FBI por 48 anos.

** Wilson = sobrenome do ex-presidente norte-americano Woodrow Wilson, presidente á época da 1° guerra mundial.

*** Shutter = Obturador. Dispositivo em uma câmera que abre e dispara rapidamente permitindo que a luz de um objeto incida sobre o filme.

**** Martin Luther King = um dos grandes líderes negros nos EUA no século 20. Nascido em 15 de janeiro de 1929 em Atlanta, Geórgia, Luther King foi um ministro dos Batistas que liderou o movimento dos direitos civis nos Estados Unidos, da metade da década de 50 até o seu assassinato em 1968. Sua liderança foi fundamental para o sucesso do movimento terminando com a segregação de negros no Sul e em outras partes nos EUA.

**** Malcom X = Outro grande líder do movimento dos direitos civis negros, nascido em 19 de maio de 1925 em Omaha, Nebraska, EUA. Seu nome original era Malcolm Little (em muçulmano, El-Hajj Malik el-Shabazz). Foi o líder militante negro que articulou os conceitos de orgulho de raça e nacionalismo dos negros em meados dos anos 60. Depois do seu assassinato (em 21 de fevereiro de 1965 em Nova York), a distribuição difundida da sua autobiografia— A vida de Malcolm X (1965)— fez dele um herói ideológico, especialmente entre a comunidade negra.

FISTFUL OF STEEL

Silence
Something about silence makes me sick
'Cause silence can be violent
Sorta like a slit wrist

If the vibe was suicide
Then you would push da button
But if ya bowing' down
Then let me do the cuttin'

Some speak the sounds
But speak in silent voices
Like radio is silent
Though it fills the air with noises
Its transmissions bring, submission
As ya mold to the unreal
Mad boy grips the microphone
Wit' a fistful of steel

Chorus:
Wit' a fistful of steel
('Cause I know the power of the question)
Wit' a fistful of steel
Wit' a fistful of steel
And I won't stop
'Cause I know the power of the question)

Yes, it's time to flow
Like the fluid in ya veins
If ya will it, I will spill it
And ya out just as quick as ya came
Not a silence one
But a defiant one
Never a normal one
'Cause I'm the bastard son
With the visions of the move
Vocals not to soothe
But to ignite and put in flight
My sense of militance
Groovin', playin' this game called survival
Status the elite, the enemy, the rival
The silent sheep, slippin', riffin', trippin'
Give ya a glimpse of the reality
I’m gripping stepping into the jam
And I'm slammin' like Shaquile
Mad boy grips the microphone
Wit' a fistful of steel

Chorus

A 44 full of bullets
Face full pale
Eyes full of empty
A stare full of nails
The roulette ball rolls alone on the wheel
A mind full of fire
And a fistful of steel

If the vibe was suicide
Then you would push da button
But if ya bowin' down
Then let me do the cuttin'

PUNHADO DE AÇO

Silêncio
Algo sobre o silêncio me irrita
Pois o silêncio pode ser violento
Tipo um pulso ferido

Se a vibração fosse suicídio
Então você apertaria o botão
Mas se você se ajoelhar
Então me deixe fazer o corte

Alguns falam os sons
Mas falam em vozes silenciosas
Assim como o rádio está mudo
Embora ele encha o ar de ruídos
Suas transmissões trazem, submissão
Conforme você se molda para o ilusório
O garoto furioso agarra o microfone
Com um punhado de aço

Refrão:
Com um punhado de aço
(Pois eu conheço o poder da questão)
Com um punhado de aço
Com um punhado de aço
E eu não vou parar
Pois eu conheço o poder da questão

Sim, é hora de fluir
Como o fluído em suas veias
Se você irá faze-lo, eu irei derrama-lo
E você caiu fora tão rápido quanto veio
Não um boca fechada
Mas um desafiante
Nunca um normal
Pois eu sou o filho bastardo
Com as visões do movimento
Vocais para não se acalmarem
Mas para incendiar e pôr em prática
Meu sentido de militante
Abrindo caminho, jogando este jogo chamado sobrevivência
Status da elite, o inimigo, o rival
A ovelha muda, deslizando, tocando o refrão e viajando
Dando a você um reflexo da realidade
Eu estou entrando em apuros
E estou batendo feito Shaquile
O garoto furioso agarra o microfone
Com um punhado de aço

Refrão

Um 44 carregado
Rosto todo pálido
Olhos cheios de vazio
Um olhar fixo cheio de pregos
A bola da roleta rola só no círculo
Uma mente cheia de fogo
E um punhado de aço

Se a vibração fosse suicídio
Então você apertaria o botão
Mas se você se ajoelhar
Então me deixe fazer o corte

TOWNSHIP REBELLION

Rebel, rebel and yell
Locked in a cell
Yes, the structure's a cell
Mad is the story I tell
How long can we wait
Come on, seeing what's at stake
Action for reaction
If your mind's in a somewhat complacent state
Get a check-up
This is a stick up
Out freedom of your life
I wish I could be peaceful
But there can be no sequel

Chorus:
Now freedom must be fundamental
In Johannesburg on south central
On the mic, 'cause someone should tell 'em
To kick in the township rebellion

Yes
So you thought ya could get with the hardliners
That fill your mind
The thoughts, battles fought
And lessons taught
And I'll display the fitness
And flip like a gymnast
Raise my fist and resist
Asleep, though we stand in the midst of the war
Gotta get mine
Gotta get mine
Keeping the mic warm against the norm
'Cause what does it offer me
I think often it's nothing but a
Coffin

Gotta get wreck
Until our necks never swing on a rope
From here to the cape of no hope

Chorus

Why stand on a silent platform
Fight the war, fuck the norm

REBELIÃO NO MUNICÍPIO

Rebele-se, rebele-se e grite
Preso numa cela
Sim, a estrutura é uma cela
Furiosa é a história que eu conto
Até quando podemos esperar?
Vamos ver o que está em jogo
Ação e reação
Se sua mente está em um estado complacente
Faça um exame
Isso é um assalto à mão armada
Liberdade da sua vida
Eu queria ser uma pessoa pacifica
Mas não pode haver nenhuma seqüela

Refrão:
Agora a liberdade deve ser fundamental
Em Johannesburg no sul central
No microfone, pois alguém deveria lhes dizer
Para quebrar o pau na rebelião do município

Sim
Então você achou que pudesse lidar com os radicais
Que enchem sua mente
Os pensamentos, batalhas disputadas
E lições ensinadas
E eu irei demonstrar a aptidão
E voar como um ginasta
Ergo meu punho e resisto
Adormecido, apesar de estarmos no meio da guerra
Preciso ter o meu
Preciso ter o meu
Mantendo o microfone quente contra as normas
Pois o que isso me oferece?
Penso freqüentemente que isso é nada mais do que um
Caixão

Precisamos destruir
Até nossos pescoços nunca balançar numa corda
Daqui até o cabo de nenhuma esperança

Refrão

Por que estamos numa plataforma silenciosa?
Lute a guerra, fodam-se as normas

FREEDOM

Solo, I'm a soloist on a solo list
All live, never on a floppy disk
Inka, inka, bottle of ink
Paintings of rebellion
Drawn up by the thoughts I think

It's set up like a deck of cards
They're sending us to early graves
For all the diamonds
They'll use a pair of clubs to beat the spades
With poetry I paint the pictures that hit
More like the murals that fit
Don't turn away
Get in front of it

Chorus:
Brotha did ya forget ya name
Did ya, lose it on the wall
Playing tic-tac-toe

Yo, check the diagonal
Three brothers gone
Come on
Doesn't that make it three in a row?
Anger is a gift

Chorus

Yo, check the diagonal
Three million gone
Come on
'Cause ya know they're counting
Backwards to zero

Environment
The environment exceeding on the level
Of our unconsciousness
For example
What does the Billboard say?
Come and play, come and play
Forget about the movement
Anger is a gift

Freedom, freedom, yeah right

LIBERDADE

Solo, eu sou um solista numa lista solo
Tudo ao vivo, nunca num disquete
Tinta, tinta, frasco de tinta
Retratos da rebelião
Feitos com base em meus pensamentos

Isso se encaixa como um baralho
Estão nos mandando precocemente à sepultura
Por todos os diamantes
Eles usarão naipes de paus para vencer os de espadas
Com poesia eu pinto os retratos que acerto
Mais como os murais que se encaixam
Não se afaste
Fique na frente dele

Refrão:
Irmão você se esqueceu do seu nome?
Você o perdeu na parede
Brincando de jogo da velha?

Ei, confira na diagonal
Três irmãos se foram
Vamos lá
Não foram os três em seguida?
A raiva é uma dádiva

Refrão

Ei, confira a diagonal
Três milhões se foram
Vamos lá
Pois você sabe que eles estão
Fazendo uma contagem regressiva

Meio Ambiente
O meio ambiente que excede ao nível
Da nossa inconsciência
Por exemplo
O que diz a Billboard?
Venha e jogue, venha e jogue
Esqueça-se do movimento
A raiva é uma dádiva

Liberdade, liberdade, sim!










Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Rage Against The Machine"

Van Halen: Bruce Springsteen e Tom Morello fazem cover de "Jump"
E Se...: Sua banda favorita mudasse de gênero musical?
Kiss: Tom Morello irá apresentar banda ao Hall da Fama
AC/DC: Vedder, Springsteen e Tom Morello em "Highway To Hell"
Tom Morello: "Farei um disco que Hendrix estaria fazendo hoje"
NME: os clipes mais legais da história, na opinião dos leitores
Bruce Springsteen: Fazendo o antigo soar como novo
Bruce Springsteen: conheça capa e tracklist de novo álbum
Bruce Springsteen: single com Tom Morello confirmado
Tom Morello: ouça a parceria com Julian Assange e Calle 13
Tom Morello: álbum de heavy rock já está em produção
Rage Against The Machine: L.A. Rising voltará em 2014
Ideologia Rock: o peso e a melodia do Audioslave
Tom Morello: guitarrista estará na trilha sonora de "Pacific Rim"
Tom Morello: para guitarrista, traidor da CIA é um "herói"

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Fernando P. Silva

Fernando Silva é membro do Whiplash! e responsável pela seção de traduções. Colaborando com o site há mais de 5 anos, é quem organiza e revisa todas as traduções que são publicadas nesta seção, contando também com o auxílio de amigos e colaboradores do site. Eclético, curte desde o blues e um bom rock n' roll até o melhor do hard e do heavy, sendo o Metallica (até a eternidade) sua banda preferida. Correções de material postado anteriormente, críticas ou sugestões para novas traduções podem ser feitas através do contato direto com o autor. Email: [email protected].

Mais matérias de Fernando P. Silva no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas