Lothlöryen: explorando Tolkien de forma especial

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Lothlöryen: explorando Tolkien de forma especial


  | Comentários:

O mineiro Lothlöryen vem desde 2002 lapidando cada vez mais seus arranjos e explorando de forma toda especial a mitologia de J. R. R. Tolkien. O resultado pode ser observado facilmente em seu segundo registro, "Some Ways Back No More", lançado pela Die Hard Records e que conquistará ainda mais o público que não abre mão daquele Heavy Metal com melodias grudentas.

Leonaldo Oliveira (voz), Wesley 'Leko' Soares (guitarra), Alan Wagner (guitarra), Michel Aguiar (baixo), Dênnis Paiva (teclados) e Marcelo Benelli (bateria) atualmente estão divulgando este álbum na "In The Name Of Tolkien - Folk Metal Tour 2009", que procura fugir do convencional em se tratando de apresentações no Brasil. Na entrevista a seguir o leitor conhecerá mais detalhes da boa fase pela qual o Lothlöryen vem passando.

Imagem

Whiplash!: Olá pessoal! Como vocês comparam o Lothlöryen atual com o do início de sua carreira, nos idos 2002?

Leko Soares: Hoje com certeza temos os objetivos mais bem traçados, sabemos onde podemos chegar e isso acaba nos mantendo com os pés mais fincados no chão, ao contrário do início da banda, quando acabávamos confundindo um pouco a questão dos sonhos com as condições reais de onde uma banda underground no Brasil pode chegar. Musicalmente falando, acredito que a maior similaridade com o início da banda é o fato de que tanto o nosso primeiro CD, a demo “Thousand Ways To The Same Land”, quanto o novo álbum possuem como principal característica a diversidade de ritmos e influências durante todo o trabalho, algo que queremos manter para os futuros discos, pois essa diversidade representa exatamente o ecletismo musical presente na atual formação da banda.

Whiplash!: Seu debut, “... Of Bards And Madmen" (05) foi bem recebido, mas gerou muitas comparações com o veterano Tuatha de Danann. Agora, que elementos vocês decidiram mudar ou agregar na sonoridade de "Some Ways Back No More"?

Imagem
Imagem
Leko Soares: Mudamos todos os elementos que lembravam o Tuatha, haha! Brincadeira. Na verdade, tentamos trabalhar em cima da diversidade de sons e estilos que poderíamos explorar. A idéia básica para esse CD foi acrescentar uma dose extra de peso e concentrar as composições nos instrumentos típicos do metal, usando o sintetizador para fazer as vezes de outros instrumentos e também para explorar novas sonoridades. Durante a gravação agregamos também alguma influência de modernidade ao som, pois acho que essa fusão de elementos tradicionais com sonoridade e produção modernas nos deu um ponto de vista diferente em relação às composições. O resultado final nos foi altamente satisfatório.

Whiplash!: É inegável que suas bonitas melodias conseguem capturar muito do clima medieval europeu. Mas, afinal, qual a real ligação do conteúdo lírico do Lothlöryen com as obras de J. R. R. Tolkien?

Leko Soares: As obras de Tolkien servem como uma espécie de banco de dados de onde tiramos elementos que usamos como metáforas para representar os assuntos que tratamos nas nossas músicas. Apesar de muitas bandas beberem da fonte da Terra Média, e isso não ser novidade para ninguém, acredito que a forma como abordamos e exploramos a mitologia tolkieniana é algo bem próprio do Lothlöryen, pois não recontamos as histórias, apenas pegamos alguns elementos e personagens e usamos como pano de fundo para temas que gostamos de explorar, como a loucura, temas psicológicos, sentimentos intrínsecos ao ser humano, etc...

Whiplash!: “My Mind In Mordor”, “Hobbits’ Song”, “A Secret Time” e “Unfinished Fairytale” mostram que a banda tem tido inspiração de sobra no momento de compor. Que outras faixas vem chamando a atenção do público na turnê "In The Name Of Tolkien - Folk Metal Tour 2009"?

Leko Soares: Das novas composições, além das que você citou, com certeza um dos pontos alto do show é a faixa-título do novo álbum, “Some Ways Back No More”. É uma música mais Power Metal que, por ser mais rápida, acaba funcionando muito bem ao vivo. Das antigas, acredito que a “There And Back Again” e a “Bards’ Alliance” felizmente já se tornaram tradicionais pontos altos dos nossos shows.

Whiplash!: A paixão pelas obras de Tolkien fez com que vocês preparassem algo especial, que fosse além da música propriamente dita, certo? Como estão funcionando os estandes de RPG, cultura medieval e as comunidades de Tolkien na tour?

Leko Soares: Para os eventos em que estamos levando todo o cast da tour, com certeza a presença dos estandes conta muito para enaltecer o clima medieval que pretendemos oferecer. Porém, tudo isso tem dependido muito da vontade dos contratantes, que nem sempre é igual a nossa, pois no Brasil ainda o que prevalece é o antigo formato do underground com várias bandas de estilos diferentes, o que eu acho totalmente válido, mas acaba limitando nosso projeto somente à execução do show do Lothlöryen em si. Acredito que nos eventos do segundo semestre, a idéia inicial da tour poderá ser presenciada pelo público de forma mais constante e efetiva, pois os contratantes já manifestaram essa vontade de ter o todo o conceito da tour à disposição nos seus eventos. E espero também que os próximos contratantes possam aderir à nossa idéia, que realmente acreditamos ser muito válida.

Imagem
Whiplash!: O Lothlöryen sempre se mostrou bem organizado, tanto que já tocou por várias cidades do Brasil. Há algum fato particular que tornou alguma destas apresentações memorável?

Leko Soares: Felizmente, ao longo dos anos temos colecionado inúmeros momentos especiais em cima do palco e são tantas cidades e eventos especiais que é difícil citar somente um. Costumo avaliar um show como positivo quando temos a participação da galera, seja cantando as músicas, dançando, batendo palma, dando mosh, enfim, celebrando o show junto com a gente. Essa participação do público, na minha opinião, é muito mais importante do que a quantidade de pessoas. A qualidade do público conta muito para o êxito de um show.

Leko Soares: No ano passado tivemos momentos fantásticos, como o show em Poços de Caldas, tocando em praça pública para uma platéia realmente especial e também na abertura para o Symphony X, onde tocamos para um público de um estilo que não é muito nossa praia, mas acabamos sendo bem aceitos e a galera participou muito do show. Esperamos novos momentos memoráveis na “In The Name Of Tolkien” esse ano.

Whiplash!: Como previsto, o ano de 2009 está se mostrando economicamente difícil... Como sua nova gravadora, a Die Hard Records, está contornando as dificuldades para divulgar "Some Ways Back No More"?

Leko Soares: A Die Hard tem distribuído o CD para as lojas que ela tem parceria, e só não tem o novo álbum, de fato, as cidades onde as lojas não procuraram a distribuidora. A estratégia da Die Hard, e acho que da maioria das gravadoras underground no Brasil, tem sido trabalhar mais nos bastidores, abrindo um pouco mão da quantidade de propagandas publicadas, que às vezes são ótimas para a visibilidade e crescimento das bandas, mas nem sempre uma estratégia perfeita de retorno em vendas, do ponto de vista da gravadora. Enfim, confiamos no trabalho que está sendo feito, pois a credibilidade de quem está por trás da Die Hard fala por si só.

Imagem
Whiplash!: O que você pode adiantar em relação aos próximos passos da banda? Há algo que você espera alcançar musicalmente com o futuro disco?

Leko Soares: No momento, estamos centrados em cumprir as datas da “In The Name Of Tolkien” e provavelmente encerrar a divulgação do novo álbum até o fim do ano. Somente após isso iremos de fato centrar as forças em um futuro disco ou algum novo projeto que anteceda a ele.

Whiplash!: Finalizando, observei no site do Lothlöryen que alguns de vocês dizem acreditar em fadas e duendes, ou algo neste sentido. Cara, até que ponto vocês realmente levam a sério estas fantasias?

Leko Soares: Acho que essa fantasia faz parte da atmosfera que pretendemos passar, e para isso ser verdadeiro, precisamos acreditar de fato em tudo que escrevemos. E nesse ponto a analogia a esses elementos de fantasia são essenciais à nossa música. Pessoalmente, como professor de História, sei que esses elementos são apenas criações da mente humana e não seres reais que podemos tocar e conversar, mas, quando digo acreditar em fadas e duendes não é na questão física, mas exatamente no poder destes símbolos em despertar o imaginário das pessoas e levá-las a um mundo diferente, que se torna extremamente útil quando usado como válvula de escape para nossa realidade tão desgastada e desprovida de certos valores morais, que muitas vezes conseguimos encontrar justamente em mundos de fantasia.

Whiplash!: Ok, pessoal! Agradeço pela entrevista desejando boa sorte ao Lothlöryen. Fiquem a vontade para alguma mensagem final aos leitores do Whiplash!.

Leko Soares: Com certeza é uma honra para eu conceder essa entrevista ao Whiplash!. Como havia te dito, esse site tem sido a página inicial do meu navegador faz uns cinco anos. Aproveito para agradecer o apoio recebido por parte do pessoal do site que sempre nos levou a sério, tratando o Lothlöryen de forma igual às outras bandas, sejam elas nacionais ou gringas.

Leko Soares: Para os leitores que quiserem conhecer melhor nosso trampo, visitem nosso myspace oficial e esperamos encontrar vocês em alguns de nossos shows deste ano, que estão apenas começando.

Leko Soares: FOLK YOU!!!

Contato:
http://www.myspace.com/lothloryenband
http://www.lothloryen.net

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Entrevistas
Todas as matérias sobre "J.R.R.Tolkien"
Todas as matérias sobre "Lothloryen"

Tolkien: A influência do autor no rock e no heavy metal
Beatles: por que Tolkien vetou a versão de Senhor dos Anéis?
Lothlöryen: de Tolkien à Loucura
O Hobbit: UCR divulga lista de canções relacionadas a Tolkien
Rock: seis bandas que se inspiraram na cultura Pop
Marillion: algumas curiosidades sobre a banda
Lothlöryen: "deixamos as referências a Tolkien de lado"
Viking Metal: origens folclóricas pagãs como temática
Varg Vikernes: "Belus", Tolkien, política, e mais
Blog Cena: "O Senhor dos Anéis" e o Rock'n Roll
Andûril
Lothlöryen: explorando Tolkien de forma especial
A História do Burzum
Gauntlet: Top 25 de músicas inspiradas em Tolkien
Lothlöryen: segunda parte do podcast no Portal Valinor

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas