Matérias Mais Lidas

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha

Bruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atençãoBruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atenção

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

Steve Vai: Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como eleSteve Vai: "Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como ele"

Após treta com Max Cavalera, Marc Rizzo elogia Andreas Kisser e novo disco do SepulturaApós treta com Max Cavalera, Marc Rizzo elogia Andreas Kisser e novo disco do Sepultura

Mãe de Cazuza revela herança do amigo Renato Russo e diferença genética dos músicosMãe de Cazuza revela herança do amigo Renato Russo e "diferença genética" dos músicos

YouTube ajudou Eric Clapton a montar o quebra-cabeça anti-vacina; me chamam de loucoYouTube ajudou Eric Clapton a "montar o quebra-cabeça anti-vacina"; "me chamam de louco"

John Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com YokoJohn Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com Yoko

Judas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstreamJudas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstream

Youtuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiroYoutuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiro

Legião Urbana: conheça o casal que inspirou Eduardo e Mônica, que virou filmeLegião Urbana: conheça o casal que inspirou "Eduardo e Mônica", que virou filme

A música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk HammettA música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk Hammett

Bruce Dickinson canta Tears of the Dragon em sua apresentação na FlóridaBruce Dickinson canta "Tears of the Dragon" em sua apresentação na Flórida


O Whiplash.Net é um site lucrativo?

Sim. Whiplash.Net hoje é um site lucrativo. E damos muito valor a isso, pois nem sempre foi assim. :-)

Depois de 10 anos bancando o site com prejuizo, o diretor do Whiplash.Net vive hoje com o que o site lhe paga. O Whiplash.Net paga ainda editores de conteúdo e alguns poucos redatores.

O site possui hoje uma boa quantidade de anunciantes. Embora cobre pelo espaço de publicidade valores bem inferiores a outros sites semelhantes, a situação financeira é, na maior parte do tempo, muito confortável.

Mas nem tudo são flores. Os custos para manter um site deste porte são maiores do que se imagina. Além de servidores dedicados e várias outras contas de hospedagem, temos custos bastante altos com segurança e suporte aos servidores, manutenção da empresa (impostos, contador, etc), correio, telefones e despesas eventuais como impressão de camisetas, adesivos e brindes diversos. Por outro lado as verbas de publicidade são menores do que se imagina, pois praticamos os menores preços entre os sites semelhantes. Clique no link ANUNCIAR na parte de cima do site para confirmar isso.

Durante os seus primeiros anos de existência Whiplash.Net foi extremamente deficitário, consumindo boa parte do salário do abnegado webmaster responsável pelo site. E contou ainda com serviço voluntário de abnegados editores. :-)

Nos anos que se seguiram o site conquistou alguns anunciantes e passou a cobrir todos os seus custos. Mais tarde a verba publicitária passou a ser suficiente para não apenas cobrir os custos, mas fazer alguns investimentos como melhores servidores para hospedagem, impressão de camisetas e adesivos, entre outros.

Apenas em 2009 o criador do site (João Paulo Andrade), responsável pela parte técnica, marketing, comercial e outros aspectos do Whiplash.Net, passou a se dedicar em tempo integral ao projeto, abandonando um outro emprego que mantinha. Outros editores recebem hoje um valor mensal do site pelos serviços prestados, mas não trabalham exclusivamente para o site.

Poder ter uma equipe maior e trabalhando mais tempo no site (o que depende, claro, de remuneração) é um sonho que sempre perseguimos. Mais do que uma realização pessoal, isso é algo que influiria muito positivamente na qualidade do Whiplash.Net.

Não achamos que seja nenhuma vergonha (embora alguns queiram fazer parecer isso) viver do site. Qual a sua opinião? :-)

Leia o blog onde o webmaster relata a experiência de viver do site


Sobre João Paulo Andrade

Sempre quis viver de Rock e/ou Heavy Metal. Tentou tocar baixo mas era tremendamente incompetente no instrumento. Em 1996 criou o site Whiplash.Net e hoje vive do seu sonho. :-)

Mais matérias de João Paulo Andrade.