Tradução - An Elixir For Existence - Sirenia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando P. Silva, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

[Lithium And A Lover]

When all my demons set their sails
And my mind is riding the last train
Down a one-way track to the final station
Destination Devastation

A thousand demons at my door
Screaming at my crumbling walls
My river's bleeding, my fields are burning
My world has stopped turning

I will be your lithium
And I'll be your lover

Give me something for my mind
Something for the pain inside
A remedy, a cure for life
An elixir for this manica of mine

Give me what I'm deep in need of
A sanctuary beyond this cruel world
A peerless cure-all to recover
Like lithium and a lover...

[Lítio E Um Amante]

Quando todos os meus demônios zarparem
E minha mente estiver viajando no último trem
Em uma viagem só de ida para a estação final
Destino, Devastação

Mil demônios à minha porta
Gritando para as minhas paredes que desabam
Meu rio está sangrando, meus campos estão queimando
Meu mundo parou de girar

Eu serei seu lítio
E eu serei seu amante

Me dê algo para minha mente
Algo para a dor interior
Um remédio, uma cura para a vida
Um elixir para este meu recipiente

Me dê aquilo que eu tanto preciso
Um santuário além deste mundo cruel
Uma panacéia inigualável para se recuperar
Como o lítio e um amante...

[Voices Within]

Darkness drapes my weary eyes
Drape the void that grows inside
And I can't take this veil away
I can't find the strength
I tried to shield my scenery
Tried to set my mind free
This life has brought me to my knees
Devastation unleashed

Whispers...calling on the wind
Like voices calling from deep within
Shivers...all down your spine
I'm the void that rides your aching mind

Nightfall seems to come my way
And it seems as if to stay
A shadow haunts me from the past
Will it forever last?
A voice is calling in the wind
Yon the horizons, and from within
I deem the thought, shall I abide
These ghastly whispers inside?

Whispers...called you on the wind
Like voices called you from deep within
Wither... wane down the line
I'm the void that rode your aching mind...

[Vozes Interiores]

A escuridão drapeja meus olhos cansados
Drapeja o vazio que cresce por dentro
E eu não consigo tirar este véu
Eu não consigo encontrar a força
Eu tentei proteger meu cenário
Tentei libertar minha mente
Esta vida me deixou de joelhos
A devastação desencadeada

Sussurros... chamando no vento
Como vozes chamando lá do fundo
Calafrios... espinha abaixo
Eu sou o vazio que percorre sua mente dolorida

O anoitecer parece vir em minha direção
E ele parece que veio para ficar
Uma sombra me assombra do passado
Isso durará para sempre?
Uma voz está chamando no vento
Além dos horizontes, e de dentro
Eu julgo o pensamento, irei agüentar
Estes apavorantes sussurros por dentro?

Sussurros... chamaram você no vento
Como vozes que te chamaram lá do fundo
Se enfraquecem... minguam até o fimEu sou o vazio que percorreu sua mente dolorida...

[A Mental Symphony]

Sleep in the fire, in thorns and decay
Dreams and desires they have all been a waste
I'm getting closer, so close to awake
So close to what life's been, yet still so far away

Dancing through days...
Where the pain ascend in a thousand ways
Dancing through nights...
Where the darkness strikes me from inside
Dancing through life...
Where its strife enshrines all my desires
Dancing through death...
A dance with the devil and a flirt with the dead

Leaving the fire, abandon the flames
Lost in denial, all your life's been in vain
Life growing colder, it's closing in on you
I know you're going down
But there's no more I can do

Calm me down to the sound of my insanity
Voices screaming, astral dreaming
A mental symphony...

[Uma Sinfonia Mental]

Durma no fogo, em espinhos e decadência
Sonhos e desejos, têm sido tudo um desperdício
Estou me aproximando, tão próximo de acordar
Tão perto daquilo que foi a vida, mas ainda tão distante

Dançando através dos dias...
Onde a dor ascende de mil maneiras
Dançando através das noites...
Onde a escuridão me ataca de dentro
Dançando através da vida...
Onde sua discórdia sacramenta todos os meus desejos
Dançando através da morte...
Uma dança com o diabo e um flertar com os mortos

Deixando o fogo, abandone as chamas
Perdido em negação, toda sua vida foi em vão
Vida se tornando mais fria, está se fechando sobre você
Eu sei que você está afundando
Mas não há nada mais que eu possa fazer

Me acalme ao som da minha insanidade
Vozes gritando, sonho astral
Uma sinfonia mental...

[Euphoria]

I feel the magic rushing in
I feel the heaven works
Ascend like a sun within
All my travail is on the wane
A lucid bliss sets in
And the world sails away

I'm cold seed
I'm your sweetest leaf
I'll ease your mind
I'll set you free

My queen come rise in me
Hallucination or dream ascendancy?
I cry come bring me on a high
We'll watch the angels fly
Then we'll ride the crimson sky

Hear you screaming out in hours of living hell
And the void inside you've carried it so well
Seems like living now gets harder every day
Seems like you don't care for life the same way

Winds of euphoria and lucid needs
A call, a desire deep inside of me
A hope yon all loss and broken dreams
An ephemeral walk in elysian fields

A new dawn is rising within me
I ride the ninth cloud in the seventh dream
A haven yon life and its cruelty
If life will pass me by, then so be it...

[Euforia]

Eu sinto a magia se aferventando
Eu sinto que o paraíso trabalha
Ascendendo como um sol interior
Todo meu esforço está minguando
Uma felicidade lúcida se inicia
E o mundo navega para longe

Eu sou uma semente fria
Eu sou sua folha mais doce
Eu vou aliviar sua mente
Eu vou te libertar

Minha rainha venha, desperte em mim
Alucinação ou uma elevação do sonho?
Eu imploro, venha me levar às alturas
Assistiremos os anjos voarem
Depois cavalgaremos o céu carmesim

Ouço você gritando nessas horas de um inferno de vida
E o vazio por dentro, você o carregou tão bem
Parece que viver agora se torna mais difícil a cada dia
Parece que você já não se importa com a vida como antes

Ventos de euforia e necessidades lúcidas
Um chamado, um desejo do meu âmago
Uma esperança além da perda e dos sonhos destruídos
Um caminhar efêmero nos campos Elíseos*

Um novo amanhecer está despontando dentro de mim
Eu cavalgo a nona nuvem* no sétimo sonho
Um refúgio além da vida e da sua crueldade
Se a vida passará por mim, então que assim seja...

* Elysian Fields (Campos Elíseos) = Na Mitologia Grega, a morada dos heróis e dos justos após a morte.

* Ninth cloud = Nona nuvem. Ou geralmente "cloud nine", a nuvem nove. Simboliza o estado mais alto de espiritualidade e êxtase. Assim como há sete céus, há nove nuvens.

[In My Darkest Hours]

In my darkest of hours
I yearn for the light my life devours
Winter's at hand
In search of a key, a door, an end

Hear my voice, don't quail inside the void
Nor fear the sound of winter winds around

In my darkest of nights
I yearn for the dawn to bring me alive
How to ascend?
While you hold the key that shield my end

Hear my voice, it's calling on the dawn
Ascend to fall, but never to withdraw

Winter nights...I hold them inside
I stand to fall, giving in on life as a whole
Winds of time...won't mend my sombre mind
I can't deny that I'm on a closing way down

Morning star...shining from afar
Your radiance diminish every day now
Evening star...you've lost your stalwart
Your skies endark
Like my mind, my soul and my heart

Come take my hand
And lead me on towards the end
The darkness in me
Devours the strength I craved
For all these years

These feelings I have never shown
Remain unknown
I really don't know if I'm that strong...

These secrets I have held inside
Through all my life
I guess I'll shield them till I die...

[Nas Minhas Horas Mais Obscuras]

Nas minhas horas mais obscuras
Eu anseio pela luz que minha vida devora
O inverno está próximo
A procura de uma chave, uma porta, um fim

Ouça minha voz, não ceda internamente para o vazio
Nem tema o som dos ventos de inverno ao redor

Nas minhas noites mais obscuras
Eu anseio pelo amanhecer para me trazer à vida
Como ascender?
Enquanto você detém a chave que protege meu fim

Ouça minha voz, está chamando no amanhecer
Suba para cair, mas jamais retroceder

Noites de inverno... Eu as retenho por dentro
Estou em pé para cair, se entregando à vida como um todo
Ventos do tempo... não irão sanar minha mente sombria
Eu não posso negar que estou em um triste desfecho

Estrela matutina...brilhando de tão longe
Seu brilho diminui a cada dia
Estrela da tarde... você perdeu sua coragem
Seus céus escureceram
Como minha mente, minha alma e meu coração

Venha pegar minha mão
E me conduzir em direção ao fim
As trevas em mim
Devora a força que eu almejei
Por todos estes anos

Estes sentimentos que nunca demonstrei
Permanecem desconhecidos
Eu realmente não sei se sou tão forte...

Estes segredos que guardei
Por toda minha vida
Acho que irei protegê-los até morrer...

[Save Me From Myself]

Save me now
Before my world falls
Save me now
From myself
Before the dawn

Save me now
I'm at the Reaper's door
Can't you see
You hold the key
To set my mind free...

[Salve-Me de Mim Mesmo]

Salve-me agora
Antes que meu mundo desabe
Salve-me agora
De mim mesmo
Antes do amanhecer

Salve-me agora
Eu estou na porta do Anjo da Morte*
Você não vê?
Você possui a chave
Para libertar minha mente...

* The Reaper (Anjo da Morte) = Na teologia, o anjo encarregado de recolher a alma dos seres humanos quando estão para morrer. Geralmente representado pela tradicional figura de um esqueleto vestido de preto com uma foice na mão.

[The Fall Within]

One moment I froze in life
I tried to grasp the time
That moment seized to be
Revealed my destiny

Once you were a shining star
I've watched you from the fields afar
The brightest of them all
Descend to face its fall

How can I sleep?
When I don't know whether I live or dream
And how can I weep?
When I don't know if the pain I feel is real

I stand upon the fall
I'm giving in on all
I watch the sun's decline
For one last closing time

The sundown share my thoughts of you
The winter moon bewail you too
You still remain to me
A pending mystery

Voices are calling beyond the dawn
Where life and dream seems as one
Moments and aeons pass before your eyes
While you stand frozen in life
Years all have passed now, since you gave in
On the world of living
Awaiting your strength there, upon the fall
To put an end to it all...

[A Queda Interior]

Por um momento eu congelei na vida
Eu tentei agarrar o tempo
Aquele momento retido
Revelou o meu destino

Outrora você era uma estrela brilhante
Eu te observava de campos distantes
A mais luminosa de todas
Descendo para encarar sua queda

Como eu posso dormir?
Quando eu não sei se eu vivo ou sonho
E como eu posso chorar?
Quando eu não sei se a dor que eu sinto é real

Eu estou atento a queda
Eu estou cedendo a tudo
Eu observo o declínio do sol
Por um último encerramento

O pôr-do-sol compartilha meus pensamentos de você
A lua de inverno também te lamenta
Você ainda continua para mim
Um mistério pendente

Vozes estão chamando além do amanhecer
Onde a vida e o sonho parecem um só
Momentos e eras passam diante de seus olhos
Enquanto você permanece congelada na vida
Os anos se passaram agora, desde que você desistiu
De viver no mundo
Esperando sua força lá, atenta a queda
Para pôr um fim nisso tudo...

[Star-Crossed]

A wanderer in time
Comes strolling through my mind
It seems she lost her way
It seems she led astray
The sun sets in her eyes
A lunar moon arise
Her life all seems in vain
A mystery...arcane

Summer's on the wane
My life it seems so frail
Descend again to the sombre fields of pain
Winter's on a rise
I've held its cold inside through all my life
Like a star-crossed winter child

A waning silvereye
A starless winter sky
No scent of morning dew
Her tears all frozen through
This wanderer comes my way
All aeons seems as days
A sea so deep and wild
A star-crossed winter child

Dusk creeping upon us
The dawn...ne'r to appear
The nightfall weeps along thus
It's the darkness that we fear
Fall for me lost angel
I'll fall for thee as well
To the world we're only strangers
Like a winter's chill in hell...

[Malfadada]

Uma errante no tempo
Surge vagando pela minha mente
Parece que ela perdeu seu caminho
Parece que ela foi para o mau caminho
O sol se põe em seus olhos
Uma lua nasce
Tudo em sua vida parece em vão
Um mistério ...arcano

O verão está minguando
Minha vida parece tão frágil
Descendo novamente aos campos sombrios de dor
O inverno está surgindo
Eu mantive seu frio aqui dentro por toda minha vida
Como uma malfadada criança do inverno

Um olho prateado minguando
Um céu de inverno sem estrelas
Nenhuma fragrância do orvalho da manhã
Suas lágrimas todas congeladas
Esta errante vem em minha direção
Todas as eras parecem como dias
Um mar tão profundo e selvagem
Uma malfadada criança do inverno

O crepúsculo rasteja sobre nós
O amanhecer... próximo do raiar
O anoitecer lamenta desta forma
É a escuridão que nós tememos
Caia por mim anjo perdido
Eu cairei por ti também
Para o mundo nós somos somente estranhos
Como o frio de um inverno no inferno...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Álbuns TraduzidosTodas as matérias sobre "Sirenia"


Musas do Metal: confira as 10 mais lindas atualmenteMusas do Metal
Confira as 10 mais lindas atualmente

Metalhead: as mulheres mais sexys do Heavy MetalMetalhead
As mulheres mais sexys do Heavy Metal

Symphonic Metal: As dez cantoras mais influentes e impressionantesSymphonic Metal
As dez cantoras mais influentes e impressionantes


Dead Fish: A proposta mais indecente que a banda já recebeuDead Fish
A proposta mais indecente que a banda já recebeu

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1983Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1983

Metal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicasMetal Moderno
5 bandas aptas a se tornarem clássicas

Guns N' Roses: melhores músicas segundo a Ultimate Classic RockGuns N' Roses
Melhores músicas segundo a Ultimate Classic Rock

Spin: as melhores faixas instrumentais de todos os temposSpin
As melhores faixas instrumentais de todos os tempos

Rolling Stones: nas pegadas da banda em MatãoRolling Stones
Nas pegadas da banda em Matão

Damian Salazar: provavelmente o músico de rua mais shreder que você ja viuDamian Salazar
Provavelmente o músico de rua mais shreder que você ja viu


Sobre Fernando P. Silva

Fernando Silva é membro do Whiplash! e responsável pela seção de traduções. Colaborando com o site há mais de 5 anos, é quem organiza e revisa todas as traduções que são publicadas nesta seção, contando também com o auxílio de amigos e colaboradores do site. Eclético, curte desde o blues e um bom rock n' roll até o melhor do hard e do heavy, sendo o Metallica (até a eternidade) sua banda preferida. Correções de material postado anteriormente, críticas ou sugestões para novas traduções podem ser feitas através do contato direto com o autor.

Mais matérias de Fernando P. Silva no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336