RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemMembro do Guns N' Roses vai na Galeria do Rock de SP e compra camiseta oficial

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás

imagemA banda que mostrou no Rock in Rio como se faz um show num festival gigantesco

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemRafael Bittencourt confessa ambições no início do Angra: "Queria derrubar o Metallica!"

imagemA curiosa origem da rivalidade Sepultura x Sarcófago, segundo Jairo Guedz

imagemO dia que Renato Russo colocou companheiro da Legião em saia justa após piti homérico

imagemO motivo que fazia Ozzy Osbourne não se sentir "tão importante" no Black Sabbath

imagemOs dois rockstars que influenciaram Casagrande a entrar no mundo das drogas

imagemGuns N' Roses pede sugestões de músicas para tocar nos shows

imagemA chave oculta no disco do Led Zeppelin que Raul usou para abrir as portas do conhecimento

imagemO hit de Cazuza feito durante internação e que seria indireta para affair Ney Matogrosso

imagem"Tá na hora de termos críticos de críticos", diz Maurício Meirelles sobre Regis Tadeu

imagemCinco perrengues que todo headbanger já passou em algum show de metal

imagemEx-guitarrista do Whitesnake relembra seu teste para substituir Ace Frehley no Kiss


Stamp

Max e Iggor Cavalera: voltando às raízes e comemorando 25 anos de seu sexto álbum de estúdio

Resenha - Max e Iggor Cavalera (Audio, São Paulo, 07/08/2022)

Por Diego Camara
Em 09/08/22

Foi em fevereiro de 1996 que o álbum mais icônico do metal nacional foi lançado. O fim de um projeto extremo, que durou mais de um ano. E neste ano, 25 anos após seu lançamento, foi a vez de Max e Iggor Cavalera em seu retorno ao Brasil comemorarem com o público um álbum que até hoje é um símbolo da música extrema e inspiração para bandas em todo o mundo (estou olhando para vocês, Gojira). Confira abaixo os principais detalhes do show, com as imagens de Fernando Yokota.

A abertura ficou na responsabilidade das meninas da SINAYA, que puderam mais uma vez mostrar um pouco da sua música para os fãs que chegaram cedo a Audio. O show foi muito bom, o som incrivelmente bem alinhado para uma banda de abertura e um apoio de todos os fãs do Sepultura. A banda contou também com a presença de Mayara Puertas, do Torture Squad.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A festa continuou com o KRISIUN, no show de lançamento do extremamente agressivo "Mortem Solis". O destaque novamente ficou para a Audio e a equipe técnica, que entregaram um som potente e extremamente forte, especialmente na bateria de Max Kolesne. Os fãs tiveram a oportunidade em primeira mão de curtir o som agressivo e raiz do novo disco em músicas como "Sworn Enemies" e "Swords into Flesh", que viram a sua estreia nos palcos na noite.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O público curtiu muito o show, batendo cabeça e já esquentando na pista para o grande espetáculo da noite. O claro amor (ou diria, ódio) dos fãs deixou a banda sem palavras para todo o apoio que receberam nos últimos dias com o novo disco. Finalizando o show, a banda soltou seu clássico - que não poderia faltar - cover de "Ace of Spades", combinada com o grande sucesso "Hatred Inherit". No final, parece que quem ficou sem palavras foi o público com essa apresentação energética da banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O show principal foi só começar as 21h45m, com 15 minutos de atraso a dupla subiu no palco na companhia do lendário Dino Cazares e o baixista Mark Leon. A banda não começou com brincadeiras, e abriu o show com "Roots Bloody Roots". O resultado não poderia ser diferente, o público já foi a loucura e a cantoria e o bate cabeça tomaram toda a casa, lotada até a tampa para ver a dupla do Sepultura.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A apresentação foi de altos e altos, e a sequência musical foi digna da comemoração do álbum. Destaque para a belíssima abertura de "Ratamahatta", outro sucesso do "Roots", e a divertida interação de Max Cavalera com o público, fazendo os fãs repetirem cada um dos versos da música, com uma homenagem ao também lendário Zé do Caixão, ícone do obscuro e do terror nacional - além de grande inspiração ao Sepultura. Também fica registrada a excelente participação de Dino Cazares na música, em um impressionante solo de guitarra.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Se a banda entregava tudo, o público também não deixou barato. Os fãs foram nada menos que viscerais durante o show. Loucos e insanos, a cada roda que abriam para cada uma das músicas que eram tocadas na noite. O público, formado em boa parte pelos fãs hardcore do Sepultura, que de maneira orgulhosa mostravam suas camisetas com a frase "O futuro é indígena" - repetida também por Max para aplauso dos fãs - realmente fizeram valer toda a apresentação da banda, entregando tudo na plateia.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De todos os destaques da festa, se destaca a performance a luz dos celulares de "Dusted", com todas as luzes da casa desligadas, a incrível introdução de "War Pigs", em homenagem ao BLACK SABBATH que encantou os fãs e a performance mística de "Itsari", onde Iggor mostrou toda a sua técnica no solo de bateria. No fim da música, a convite de Max o cacique Paulo Cipassé Xavante subiu ao palco, pedindo aos fãs que não esqueçam a proteção do meio ambiente e o momento terrível que o país vive, o que fez com que o público demonstrasse todo o seu amor ao atual presidente da República, do mesmo modo que todo este amor seria demonstrado pelos fãs também na música "Dictatorshit", onde Max gritou as palavras de ordem "Ditadura nunca mais!", para delírio do público.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para o bis, a banda não guardou o gás. Voltaram já com uma bela introdução de "Raining Blood" do SLAYER, outra homenagem a um precursor da música extrema. A música a seguir - "Troops of Doom - tem a participação especial de Moyses Kolesne e de Igor Amadeus, filho de Max Cavalera. A seguinte foi "La Migra" do BRUJERIA. Esta em homenagem a Dino Cazares, que se mostrou extremamente contente em fazer parte desta turnê.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Fechando o show, a banda não faltou com mais homenagens. Primeiro num paredão da morte insano aberto a pedido de Max para a música "Orgasmatron", do MOTÖRHEAD, homenagem a banda e também as raízes do Sepultura, que usou a música gravada no álbum "Arise" como um importante trampolim para ganhar o gosto dos fãs brasileiros e alcançar as rádios no início da década de 90.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, a banda apresentou sua versão ogro de "Polícia", dos TITÃS, que fez o público bater cabeça e se debater na pista, feita no melhor estilo metal extremo nem parece que tem as mesmas origens da composição original.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No fim, Max apenas agradeceu o público e disse "até ano que vem", sinalizando que não se demorará em retornar aos palcos brasileiros.

Setlist:
Roots Bloody Roots
Attitude
Cut-Throat
Ratamahatta
Breed Apart
Straighthate
Spit
Dusted
Lookaway (com trechos de "Territory" e "War Pigs")
Itsári
Ambush
Dictatorshit

Bis:
Troops of Doom (com trechos de "Raining Blood" e "Territory")
La Migra (cover do Brujeria)
Refuse/Resist
Orgasmatron (cover do Motörhead)
Polícia (cover do Titãs)
Roots Bloody Roots (versão rápida)

KRISIUN

SINAYA

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

NFL Steve Harris


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

A curiosa origem da rivalidade Sepultura x Sarcófago, segundo Jairo Guedz

Jairo Guedz pediu benção de Max, Iggor e Kisser para usar nome "Troops of Doom"

"Para mim, não há regras no metal", diz Max Cavalera

Jairo Guedz fez terapia por 5 anos: "Me escondia e não queria falar sobre Sepultura"

Brothers Of Metal: irmãos que tocam (ou já tocaram) na mesma banda

Max Cavalera diz que gravadora não gostou do nome "Roots"; "parecia reggae"

Sepultura cresceu e não dava força para banda nenhuma? Jairo Guedz responde

Andreas Kisser e a importante bandeira que ele decidiu levantar após perder a esposa

Luan Santana é adorado por vocalista do Maneskin, que deseja parceria com Sepultura

Andreas Kisser explica em detalhes como Eloy Casagrande quebrou perna

Após rumores de colaboração com Sepultura, Anitta diz que nunca mais pisa no Rock in Rio

Sepultura: Jean Patton mostra em seu canal ensaios e tour com a banda

Andreas Kisser diz que eutanásia precisa entrar na pauta de discussões da sociedade

Andreas Kisser confessa para João Gordo que tinha medo do Ratos de Porão e revela motivo

O que impediu o Ratos de Porão de ser tão grande quanto o Sepultura, conforme João Gordo

Max e Iggor Cavalera: conheça o ônibus de turnê dos irmãos

Sepultura: 10 curiosidades sobre o novo disco, "Machine Messiah"

Wikimetal: Top 11 Músicas Perfeitas

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São Paulo

Oh, não!: clássicos do Rock Heavy Metal e que foram "estragados" pelo tempo


Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre

Mais matérias de Diego Camara.