Matérias Mais Lidas


Voivod: Show intenso no Hangar 110 de São Paulo

Resenha - Voivod (Hangar 110, São Paulo, 30/04/2014)

Por Marco Néo
Postado em 01 de maio de 2014

Depois de uma tentativa frustrada em 2010, abortada em razão de "problemas com vistos de trabalho", não parecia muito provável uma vinda do Voivod ao Brasil. Boatos que nunca serão confirmados davam conta de uma suposta baixa venda de ingressos como o real motivo, o que justificaria o cancelamento da primeira vinda e a incerteza que, bem no início, pairou sobre esse novo show. Mas outras datas que foram marcadas no Rio, em Santa Catarina e em Minas, além da presença confirmada no festival chileno Metal Fest, somadas a excelente divulgação rapidamente dissiparam a incerteza, que deu lugar a ansiedade por finalmente ter em nosso país uma banda tão influente na cena.

Voivod - Mais Novidades

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Chegando ao Hangar, a primeira boa surpresa ficou por conta do excelente público que, mesmo em dia de semana, compareceu para prestigiar os heróis canadenses.

E por falar em heróis, a abertura ficou por conta de uma banda brasileira também histórica: o Necromancia, que desde a saudosa época do Headthrashers Live representa muito bem o Metal do ABC paulista. Um show na medida certa entre sons novos do mais recente Back From The Dead e clássicos de álbuns como Necromancia e Check Mate obteve a aprovação do público.

Sem muita demora, começa a apresentação dos canadenses, que iniciam o massacre sonoro com a nova Kluskap O'Klom. Uma coisa que chamou a atenção foi o permanente sorriso estampado no rosto de todos os integrantes, que durante todo o show interagiram com os presentes e demonstraram uma alegria genuína por estarem no Brasil depois de tantos anos. E quem estava assistindo fez questão de demonstrar que a alegria era recíproca!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

A música seguinte, a clássica Tribal Convictions, fez abrir a primeira roda do show e, a partir daí, a histeria tomou conta do Hangar. Uma banda extremamente motivada por um público que não decepcionou tocando um setlist recheado de obras primas atemporais do Metal, como Nothingface, Overreaction, Chaosmongers, Psychic Vacuum, Forgotten In Space, The Unknown Knows, Ripping Headaches (que roda, que roda!)... Tem coisa que só estando no local pra entender plenamente. O jargão nesse caso explica bem: palavras não conseguem traduzir o sentimento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Após o encerramento do show normal com a nova Mechanical Mind e o bis com Voivod, para terminar o massacre, e Astronomy Domine, uma belíssima homenagem ao saudoso Piggy, cujo nome foi bradado por todos os presentes, não havia uma testemunha que não estivesse literalmente embasbacada pelo que tinha acabado de presenciar: um show que merece entrar para a galeria de shows históricos de São Paulo.

Destaques? Para todo mundo: o vocalista Snake realmente interpreta e sente as letras que está cantando como poucos, Away mostra ser suficiente um kit minimalista de bateria quando se conhece o ofício, Blacky trouxe de volta o Blower Bass que tanta falta fez nos anos 90 e no começo dos 2000 e Chewy mostrou conhecer a essência do Voivod como poucos, tendo formado, com Blacky, um time de compositores que vai garantir a existência do Voivod por muitos anos, tanto em estúdio como ao vivo. E para o público, que causou uma impressão tão boa na banda que o guitarrista Dan Mongrain fez questão de registrar a intensidade do show de ontem no seu perfil pessoal de uma rede social, ressaltada com um "do caralho", assim mesmo, em bom português.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Que bom, e que venham mais shows!

Setlist Voivod:

Kluskap O'Klom
Tribal Convictions
Target Earth
Nothingface
Corps Etranger
Chaosmongers
Overreaction
Psychic Vacuum
Ripping Headaches
Warchaic
Forgotten In Space
The Unknown Knows
Mechanical Mind

Bis:

Voivod
Astronomy Domine

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.
Mais matérias de Marco Néo.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS