Matérias Mais Lidas

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagem"Não existe esta coisa de New Wave of British Heavy Metal", diz Paul Di'Anno

imagemComo o clássico "Angel Dust" fez o guitarrista Jim Martin sair do Faith No More

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1988 é um ano inesquecível

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemO álbum do Kiss que infelizmente é ignorado pela banda, segundo Andreas Kisser

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemPor motivo de saúde, Tracii Guns faz show inteiro do L.A.Guns dentro do banheiro

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemMarky Ramone sobre o CBGB: "Era como um lixão, mas era o nosso lixão"

imagemTico relembra trauma que o fez entrar na Fazenda e briga bizarra com Sérgio Mallandro

imagemA opinião sincera de Lemmy Kilmister sobre os Beatles e os Rolling Stones

imagemEdu Falaschi e as versões de "Bleeding Heart" que "dá uma tristezinha" de ouvir

imagemVídeo mostra o Guns N' Roses novamente tocando "Back in Black" do AC/DC


Stamp

Sebastian Bach: cobertura e fotos no Rock Express

Resenha - Sebastian Bach (Carioca Club, São Paulo, 17/04/2012)

Por Edu Lawless
Fonte: Rock Express
Em 25/04/12

Já havia um bom tempo que eu não via tamanha tietagem em um show de Rock, mas a noite desta terça feira (17 de Abril) a exemplo do que já havia acontecido no último sábado, os anos 90 pareciam estar de volta. Público Hard Rock, muitas garotas ao velho estilo Glam e muita, mais muita histeria!

A casa lotada novamente mesclava os velhos fãs do Skid Row com um publico bem mais jovem e nos mostrava a tamanha força que o Hard Rock ainda tem no cenário Heavy Metal e talvez tenha sido pouco explorado, e sem dúvida alguma a legião de fãs que Bach ainda carrega ao longo de sua carreira.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O aquecimento do espetáculo ficou por conta da banda Madjocker que tratou de aquecer o público com um Rock’n’Roll de músicas próprias e algumas covers. O vocalista Gus Nascimento usou de todos os artifícios para levantar o público e até brincou dizendo que Sebastian Bach entraria no palco para uma participação especial, o que causou grande frison no público, porém tudo não passava de uma brincadeira já que a grande estrela da noite ainda não havia nem chego ao Carioca Club. O ponto alto do show foi sem dúvida nenhuma a cover do Guns’n Roses "You Could be Mine", cantada em uníssono pela platéia.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Aproximadamente as 21h45 as cortinas se abriram e o soar das guitarras davam a introdução de "Slave to the Grind" levaram o Carioca Club, nitidamente com uma maioria feminina, a completa histeria. Sebastian entrou acelerado e arrebentando mostrando toda sua potencia vocal e fazendo parecer que os 20 anos passados desde sua primeira apresentação aqui no Brasil, simplesmente não tivessem passado de míseros poucos anos.

A histeria do público feminino não se dava simplesmente pelos descabelamento e gritos, mas sim por muitos presentes que as fãs jogavam ao palco, bandeiras do Brasil assinadas pelos fãs - que o vocalista ia expondo a frente do palco - camisas da seleção, souveniers e até mesmo uma calcinha que Bach analisou um pouco antes de pendurar em um dos microfones - Ahhh os bons tempos do Hard Rock de volta!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um dos grandes destaques no palco era o não tão grande Nick Sterling, jovem aposta de Bach que foi um dos principais responsáveis por toda a composição do novo álbum. Nick realmente mostrou uma grande habilidade técnica e de peso na guitarra, porém ainda falta talvez um pouco de intimidade de Nick com o palco.

‘Tião’ – apelido que o próprio vocalista adotou dos fãs brasileiros – prosseguiu destruindo com duas músicas de seu novo álbum – "Kicking and Sreaming" e "Dirty Power" – antes de embalar com dois de seus antigos sucesso que colocaram fogo definitivamente no público – "Here I Am" e "Big Guns". Durante a execusão desta última, Tião interrompeu o show para dar uma bronca em um principio de confusão que se iniciava, dizendo que aquela era uma noite de festa e entoando o refrão de "Get Fuck Out" para os arruaceiros.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Aos soar as primeiras notas de "18 and Life" a galera incêndio e a primeira estrofe entoada praticamente apenas pelo público. Sebastian mostrou um pouco mais de toda sua técnica vocal sem o acompanhamento de nenhum instrumento em um medley com as músicas "In a Darkness Room" e "Quicksand Jesus".

Em "Monkey Business", Tião mostrou seu carisma brincando com o público paulistano dizendo que ele cantaria "Macaco Business" – e realmente o fez alternando o refrão em Monkey e Macaco – o que foi realmente divertido.

A sensacional "My Own Worst Enemy" também do novo álbum foi destruidora, afinal era grande a expectativa de vê-la ao vivo, já que essa é considerada uma das melhores faixas do álbum. Como sempre, "Youth Gone Wild" veio para fechar o show e acabar o último fôlego do público que agitou sem parar.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Mais uma vez o Hard Rock mostrou toda sua força e público em um memorável show, e quem sabe assim abrir ainda mais as portas para essas lendas do Metal aqui no Brasil.

Para o set list completo e galeria de fotos (+22) acesse:
http://www.rockexpress.net.br/?p=2479


Outras resenhas de Sebastian Bach (Carioca Club, São Paulo, 17/04/2012)

Resenha - Sebastian Bach (Carioca Club, São Paulo, 17/04/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

In-Edit
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sebastian Bach: "descobri novos meios de se consumir maconha"


Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Edu Lawless

Editor e criador do site Rock Express, que deu asas ao grande desejo de escrever e viver um pouco mais intensamente o mundo do Rock. A filosofia é a vertente do Hard Rock - Sexo & Rock - e a ideologia é sempre escrever sua própria matéria e continuar Fotografando e Animalizando...! Keep rockin' dudes!!! \,,/

Mais matérias de Edu Lawless.