[an error occurred while processing this directive]

Matérias Mais Lidas


Stamp

Marilyn Manson: No Rio, Manson foi uma competente versão de si mesmo

Resenha - Marilyn Manson (Fundição Progresso, Rio de Janeiro, 25/09/2007)

Por Cláudio Borges
Postado em 26 de outubro de 2007

Marilyn Manson é mais conhecido pelo seu comportamento extravagante do que pela sua música. A (má) fama precede qualquer nota tocada. Devido a isso, há sempre uma aura de "qualquer coisa pode acontecer" e extravagância por onde passa.

Não foi diferente na sua primeira apresentação no Rio de Janeiro. A Fundição Progresso parecia uma festa de halloween fora de época ou um boate gótico-erótica, tamanha a profusão de lingeries a mostra, botas de salto plataforma, máscaras, couro, vinil e muita, mas muita maquiagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Se os fãs tentavam se espelhar no ídolo, este parecia distante das práticas e do senso estético que criou. Pois o cantor, que entrou no palco às 22:30h, passaria incólume em qualquer lugar não fosse a pesada maquiagem ostentada.

A gótica "If Was Your Vampire", do último CD, "EAT ME DRINK ME", foi a escolhida para descortinar o palco e apresentar os músicos Tim Skold (guitarra, ex-Shotgun Messiah), Rob Holliday (baixo, ex-Prodigy e The Mission), Chris Vrenna (teclado, ex-Nine Inch Nails) e Ginger Fish (bateria), o único remanescente da formação original. Cantando com um microfone encaixado a um falso punhal e todo de preto, Manson foi recebido com os uivos de uma platéia ensandecida. Na sequência, "Disposable Teens" arrancou o primeiro canto em uníssono e fez com que todos tentassem chegar mais perto do palco. Um problema técnico parou o show por cerca de 10 minutos. Ao retornar, MM gracejou: "vocês cantam tão alto que danificaram um dos equipamentos". Se saiu bem. "mOBSCENE" fez a platéia esquecer esse pequeno contratempo e voltar a cantar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

Mesmo sendo o foco das atenções, o Anti-Cristo Superstar parece ter deixado a idade (ou seria o novo relacionamento?) o tornar um tanto "careta". Não fez nada que desabonasse sua conduta: não houve bíblia rasgada, nenhuma auto-flagelação, não mostrou a bunda (ainda bem!) e seu palco era o mais discreto possível. Apenas uma solitária bandeira com as iniciais MM em vermelho cobria alguns amplificadores no fundo do palco. Numa tentativa de baixar os custos, a produção trouxe a versão light do espetáculo. Em todos os sentidos.

Apesar da competência e profissionalismo, ou talvez por conta do seu excesso, o show foi ficando cada vez mais burocrático. Após "Sweet Dreams" (Eurythmics), o público foi esfriando. A vibração de outrora só retornou em "Heart Shaped Glasses" e "Rock is Dead".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Tarde(?) demais. "The Reflecting God" fez o grupo sair de cena. Um longo intervalo se seguiu (parecia mais um problema técnico) e "The Beautiful People" fechou a tampa do caixão. Para surpresa geral, afinal foram apenas 70 minutos de show, as luzes são acesas. Ficou a sensação de que sem o característico show de horrores, Marilyn Manson não passa de uma competente versão de si mesmo.

01-Intro (Piano Flat)
02-If I Was Your Vampire
03-Disposable Teens
04-mOBSCENE
05-Irresponsible Hate Anthem (we hate love, we love hate)
06-Just a Car Crash Away
07-Medley Sweet Dreams/Lunchbox
08-The Fight Song
09-Putting Holes in Happiness
10-Heart Shaped Glasses
11-The Dope Show
12-Rock is Dead
13-The Reflecting God
14-The Beautiful People

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Alter Bridge: show prova que podem carregar a bandeira do Rock


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS