Ira!: Comemorando os discos de ouro e platina do Acústico MTV

Resenha - Ira! (Credicard Hall, São Paulo, 19/02/2005)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Luciana Ueda
Enviar correções  |  Ver Acessos







Comemorando os discos de ouro e platina do Acústico MTV, o Ira! fez a festa no Credicard Hall (SP). A festa começou com um pouco de atraso, mas a ansiedade era tanta que ninguém pensou em reclamar... a cada minuto que passava, se a luz diminuía de intensidade ou o som ambiente parava, o público gritava "Ira! Ira! Ira!..." e assoviava.

Nasi, Edgard Scandurra, Ricardo Gaspa e André Jung tocaram quase na íntegra o último disco, incluindo a bônus "Saída", e muitos clássicos.

Confira o set-list:

Pra ficar comigo (Train Vain)
15 anos
Flerte fatal
Dias de luta
Rubro Zorro
O Girassol
Eu quero sempre mais
Poço de sensibilidade
Flores em você
Vida passageira
Tarde vazia
Por amor
Ciganos
Tanto quanto eu
Muito além
Boneca de cera
Envelheço na cidade

Quarteto
Saída
Núcleo base

"Dias de luta", "Eu quero sempre mais", "Vida passageira", "Tarde vazia", "Envelheço na cidade" e "Bebendo vinho" (que acabou entrando mesclada no bis) tiveram o reforço do público cantando bem alto toda a letra (emocionantemente nas partes cantadas por Pitty). Luzes de isqueiros e celulares iluminaram a pista e os camarotes.

No retorno para o bis, apresentaram os músicos convidados, Adriano Grineberg no piano, Jonas Moncaio no violoncelo, Thiago Castanho no violão, Lino Cris no backing vocal e a bela Michele Abu, que deu um beijo em Nasi e levantou a temperatura do público.

Nasi aproveitou o momento para descontrair e conversar, comentando sobre o time de futebol de Jung (Palmeiras) e o porquê da cor da camisa que estava usando (tricolor como o São Paulo).

O show acabou. As luzes acenderam. Ninguém se moveu.
O público pediu e recebeu não só a música "Pobre paulista", como também "Teorema" em um segundo bis não programado.
O Ira! comemorou o fim do horário de verão (um show com DUAS meia-noites!) com muito bom humor e fez de tudo para que esta apresentação entrasse para a memória de muitos fãs. Será que alguém vai conseguir esquecer?



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Ira!"


BRock: Os 10 melhores álbuns dos anos 80BRock
Os 10 melhores álbuns dos anos 80

Ira!: Edgard Scandurra comenta a polêmica Pobre PaulistaIra!
Edgard Scandurra comenta a polêmica "Pobre Paulista"

Nasi: Chorão foi o maior roqueiro de sua geraçãoNasi
"Chorão foi o maior roqueiro de sua geração"


Slipknot: Veja membros atuais sem máscaraSlipknot
Veja membros atuais sem máscara

Ôôôôôeeee: Sílvio Santos aprovou montagem com Steve HarrisÔôôôôeeee
Sílvio Santos aprovou montagem com Steve Harris

Meet & Greet: Como os roqueiros de verdade se comportamMeet & Greet
Como os roqueiros de verdade se comportam

Free: a paixão de Dave Murray por Paul KossoffFree
A paixão de Dave Murray por Paul Kossoff

Classic Rock: os 50 maiores álbuns de rock progressivoClassic Rock
Os 50 maiores álbuns de rock progressivo

Dio: ex-tecladista Claude Schnell diz que holograma é desrespeitosoDio
Ex-tecladista Claude Schnell diz que holograma é "desrespeitoso"

Black Sabbath: Tony Iommi fala sobre o clássico ParanoidBlack Sabbath
Tony Iommi fala sobre o clássico Paranoid


Sobre Luciana Ueda

"Nasci com o BRock. Cresci com o BRock. Mas morrerei muito antes do BRock..." Com o frescor dos seus 21 aninhos, Luciana Ueda a-do-ra o rock nacional cada vez mais! Mas isso não quer dizer que ela goste exclusivamente de rock nacional. Entre suas preferências internacionais incluem Pink Floyd, Led Zeppelin, Eric Clapton, os lendários Beatles e uma infinidade de outras bandas... Por enquanto, ela é só mais uma estudante de Telecomunicações. Mas quem vai saber o que ela será amanhã?

Mais matérias de Luciana Ueda no Whiplash.Net.