Heavy Hour: O que está acontecendo com o público no Brasil?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Roberto Gardinalli
Enviar correções  |  Ver Acessos

No mês de setembro, o Brasil assistiu a dois festivais que tiveram a presença de nomes importantes para a história da música mundial e do rock. Simultaneamente, o Rock in Rio e o São Paulo Trip trouxeram artistas como Aerosmith, Guns N' Roses, The Who, Bon Jovi, entre outras bandas consagradas.

Guitarpedia: Os 10 riffs de guitarra mais complicados da históriaSlipknot: Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreira

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Passados os eventos, o que ficou em evidência, além dos shows, foi a forma como o público brasileiro se comportou em cada apresentação. Comentado por espectadores e inclusive por músicos que estiveram nos palcos, como Ian Astbury, vocalista do The Cult, que tocou no São Paulo Trip, o público, dessa vez prestou mais atenção no que estava acontecendo nos celulares ao invés de presenciar o show. E este é o tema da semana do Heavy Hour. Afinal, o que raios está acontecendo com o público brasileiro, que antes era tido como um dos mais agitados e participativos do mundo, e agora, se rendeu ao espetáculo pelo celular?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Opiniões

Guitarpedia: Os 10 riffs de guitarra mais complicados da históriaGuitarpedia
Os 10 riffs de guitarra mais complicados da história

Slipknot: Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreiraSlipknot
Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreira


Sobre Roberto Gardinalli

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280