Audioslave: coisas que fazem Tom Morello sorrir

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: For Him Magazine
Enviar correções  |  Comentários  | 

Não é fácil fazer estádios tremerem e ter que se submeter às autoridades. Às vezes até um rock star que viaja o mundo todo precisa relaxar e assistir ao Family Feud (programa de competição entre famílias, transmitido no Brasil pelo SBT) antes de mexer no seu velho e potente “muscle car”. Veja algumas coisas que fazem Tom Morello sorrir – você pode se surpreender.

472 acessosRage Against The Machine: Tom Morello responde as suas perguntas5000 acessosHeavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregos

Family Feud

“Quando eu estava no Rage Against the Machine, eu organizei um jogo tipo ‘Family Feud’ no ônibus. Foi mais ou menos assim: ‘Vamo lá, pessoal, vocês são a família Cratchit e eu sou...’ Eles não gostaram nem um pouco da idéia. Mas, em festivais, os caras do Smashing Pumpkins brincavam comigo”.

Star Trek

“Eu participei do filme Star Trek: Insurreição. Tive que passar por cinco horas de maquiagem para fazer uma figuração. Os outros atores que representavam alienígenas sofriam pra caramba no calor do deserto, mas eu estava nas nuvens porque eu pude falar com o capitão Jean-Luc Picard (o ator Patrick Stewart)”.

Charadas

“Charadas é um jogo que aprendi com o ator Vince Vaughn (Jurassic Park 2, Inimigo em Casa, Psicose). Cada equipe fica em um cômodo de uma casa. Os capitães se reúnem, pegam uma palavra, vão para suas salas e transmitem a palavra através de mímica, depois voltam pra pegar mais uma palavra. É permitido bloquear alguém fisicamente”.

Muscle Cars

“Eu adoro o som, o cheiro e o visual dos ‘muscle cars’. Eu tenho um Dodge Dart Demon 340 Hemi ano 71 com carburador de quatro estágios pintado de laranja, que é muito bonito. Custou US$7.500 e já ganhou prêmios em exposições”.

Will & Grace

“Eu gosto do cara desastrado. Adoro o fato de que Will & Grace é um dos programas mais populares dos EUA, porque este é um país que odeia os gays. Isso significa que há esperança. Também gosto do Everybody Loves Raymond – há muita coisa da vida real nesse programa”.

Babe, o porquinho

“Eu sempre fico do lado do ‘underdog’ (coitado) ou, nesse caso, do ‘underpig’ Minha namorada teve que me arrastar pro cinema, que custava US$2 pra ver esse filme mas, no final do filme eu já estava pulando da cadeira, gritando ‘Vai, Babe! Vai!’. Babe tem um clímax que está entre os mais excitantes da história do cinema”.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Riffs parecidosRiffs parecidos
Led, Sabbath, Maiden, Metallica, Dio, AC/DC e mais

472 acessosRage Against The Machine: Tom Morello responde as suas perguntas289 acessosProphets of Rage: "Destrua a audiência para que a mensagem chegue"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Audioslave"

Chris CornellChris Cornell
Brad Pitt não gostou da divulgação de fotos com sangue

SupergruposSupergrupos
Leitores da revista Rolling Stone elegem os melhores

Chris CornellChris Cornell
Corey Taylor canta Pink Floyd em sua homenagem

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Audioslave"


Heavy MetalHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos

SlipknotSlipknot
Pornografia inspirou primeiro álbum da banda

Oops!Oops!
Dez erros eternizados em gravações

5000 acessosMarilyn Manson: é do cantor o vídeo mais assustador5000 acessosOs Simpsons: bandas de Rock na versão amarela5000 acessosCorey Taylor: Verdades sobre Joey Jordison e Jim Root5000 acessosAnos 80: canções nacionais com nomes de garotas5000 acessosCarlos Eduardo Miranda: "Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"5000 acessosNirvana: Kurt limpou casa de banhos para manter a banda

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 17 de maio de 2017


Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online