'Quinto beatle' lança disco e se aposenta

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Mike Collett-White, Fonte: UOL Música
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 18/11/06. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

LONDRES (Reuters) - O lendário produtor George Martin, chamado de "o quinto beatle" por seu trabalho nos discos da banda, atraiu críticas com um ousado novo disco baseado nas músicas do quarteto inglês, mas, aos 80 anos, considera sua missão finalmente cumprida.

362 acessosPaul McCartney: tocando Beatles com Bruce Springsteen por duas vezes5000 acessosBruce Dickinson: A esposa o traiu com Nikki Sixx, do Motley Crue?

"Love", uma parceria de Martin com seu filho Giles, é a trilha sonora de um espetáculo do Cirque du Soleil sobre os Beatles em Las Vegas.

Usando a mais avançada tecnologia, os Martins colocaram "camadas" de músicas superpostas, de modo que "Strawberry Fields Forever" também tem elementos de "Penny Lane" e "Hello, Goodbye", enquanto "Come Together" se combina com "Dear Prudence".

O CD da EMI, com 26 faixas, apresenta só músicas originais dos Beatles, com exceção do arranjo de cordas que George Martin fez para "While My Guitar Gently Weeps".

O primeiro obstáculo para trabalhar com os direitos da banda, o que significa ter o consentimento de Paul McCartney, Ringo Starr, Yoko Ono (viúva de John Lennon) e Olívia Harrison (viúva de George Harrison). É difícil imaginar que eles dariam a autorização para outro que não fosse Martin.

"Produzimos uma fita de 13 minutos mostrando como achávamos que o show soaria. Nós a tocamos individualmente para Paul e Ringo, Yoko e Olívia, e para nossa surpresa e também gratificação todos adoraram. Eles disseram: 'Fantástico, vá em frente e faça isso"', contou o produtor à Reuters.

Os quatro, segundo ele, apareceram nas sessões de produção nos estúdios Abbey Road, onde os próprios Beatles gravaram.

"Eles estavam intrigados, ansiosos. Foi um processo colaborativo o tempo todo. Eles adoraram o que fizermos. Acho que não decepcionamos."

McCartney disse ter incentivado a dupla de pai e filho a fazerem o disco mais experimental que pudessem ousar.

"Nós os incentivamos a bagunçar o quanto quisessem e mais um pouco", disse McCartney em um vídeo preparado para o lançamento de "Love", na sexta-feira. "Ver as coisas dos Beatles ficarem mais chamativas e mais novas: é como mágica."

Giles disse que ficou mais tranquilo com a companhia do pai. "Pude me esconder atrás dele quando a artilharia começou, e isso deixou o trabalho muito mais fácil, porque do contrário seria uma tarefa impossível vir ao Abbey Road e até mesmo tocar em uma fita dos Beatles", contou ele à Reuters.

Os Martins acreditam que "Love" reforce o legado dos Beatles, que continuam influenciando bandas hoje em dia.

Sobre o Oasis, banda sempre comparada aos Beatles, George disse que "eles se modelam provavelmente demais nos Beatles, são um grupo muito bom, mas de fato não tão bom quanto os Beatles."

Com problemas de audição, George diz que esse é seu último álbum.

"Devo dizer que tive uma carreira bem boa. Comecei com os Beatles em 1962, e eles romperam por volta de 1970, de modo que tivemos um longo período juntos."

"['Love'] é a última coisa que eu devo pensar em fazer, porque em dois meses terei 81 anos, e estou pensando em me aposentar precocemente", brincou.

Ele acha que Lennon teria reclamado de ver sua música como parte de um musical em Las Vegas, mas que no final seria convencido pelo resultado.

"John, com todas as suas intervenções, às vezes era realmente conservador em dar saltos no escuro, especialmente no que dizia respeito ao entretenimento. Ele não era uma pessoa do entretenimento, mas era um grande caráter."

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Lars Ulrich no U2Lars Ulrich no U2
Ele perdeu para Paul McCartney a chance de tocar bateria

362 acessosPaul McCartney: tocando Beatles com Bruce Springsteen por duas vezes2276 acessosE se for verdade?: Famosos que morreram e foram substituídos1418 acessosShows: em vídeo, Top 11 Músicas Viscerais de Encerramento0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

Paul McCartneyPaul McCartney
"Me chamo Fabíola e você é fabuloso!"

Muhammad AliMuhammad Ali
Roqueiros comentam morte de lenda do boxe

The QuarrymenThe Quarrymen
A história dos Beatles, antes de serem os Beatles

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"

Bruce DickinsonBruce Dickinson
A esposa o traiu com Nikki Sixx, baixista do Motley Crue?

HumorHumor
As primeira fotos de Horgh, do Immortal, no Brasil

CretinCretin
Transexual rompe barreiras no metal extremo

5000 acessosNicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester5000 acessosRamones - Perguntas e Respostas5000 acessosRock Brasileiro da Década de 505000 acessosTony Iommi: "não sei como criei aqueles riffs"5000 acessosKiss: "Não voltarei à banda", diz Bruce Kulick5000 acessosNightwish: a história da estátua de anjo na capa do álbum "Once"

Sobre Mike Collett-White

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online