Alice Cooper: "morreria se não parasse de beber"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Eduardo, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar Correções  

ALICE COOPER construiu em Phoenix, em 2007, um centro cristão juvenil para jovens marginalizados da região. O velho roqueiro acredita que o centro de US$7.3 milhões seja uma alternativa para jovens marginalizados saírem das ruas e talvez iniciarem uma carreira na música.

Loudwire: 10 rock stars que abandonaram os vícios e continuam sóbrios até hoje (vídeo)

Roqueiros conservadores: a direita do rock na revista Veja

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Se você fizer com que um garoto viciado em crack se torne viciado em guitarra, isto mudará sua vida, tenho certeza disto", disse Cooper em entrevista para a Reuters. "Alguns destes garotos simplesmente nunca tiveram uma chance. Tudo que o ambiente onde elas vivem lhes ensina é como desviar de balas e como ser um bom criminoso".

Alice se tornou cristão devotado após superar o alcoolismo há mais de duas décadas. Mas até chegar neste ponto, ele teve de superar muitos obstáculos: "Cheguei ao ponto de beber tanto que toda manhã eu vomitava sangue", disse Alice. "Sujeitos na minha profissão - como Jimi Hendrix e Jim Morrison - geralmente só chegam até os 27 anos de idade. Eu os ví beber até a morte, e estava seguindo o mesmo caminho".

Segundo a Reuters, Cooper ajudou a levantar aproximadamente dois milhões de dólares para o projeto sair do papel, mediante uma organização sem fins lucrativos chamada "Solid Rock Foundation", fundada por ele em 1995 junto com o jovem pastor Chuck Savale.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O centro tem um estúdio de gravação, um salão para shows e uma sala de café com palco para apresentações. As atividades tem mensagens cristãs. "Somos uma organização cristã e esta é nossa fé", disse Cooper.


Cli336x280 CliIL Cli336x280