Universidade detêm licença sobre guitarra de Dimebag

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Felipe Ferraz, Fonte: Ohio.com, Tradução
Enviar Correções  

O site Ohio.com noticia que a Universidade de Arkansas conseguiu a licença das guitarras estilo Razorback, feitas em homenagem ao ex-guitarrista do PANTERA/DAMAGEPLAN "Dimebag" Darrel Abbot, que foi assassinado em um show em Columbus, Ohio.

Duas empresas da Flórida criaram um modelo e começaram a vendê-lo após a morte de Abbot em 2004. Ele era conhecido por utilizar uma gilete em seu pescoço. Em 2007, a Universidade abriu um processo, alegando que o uso indevido das linhas de guitarras Razorback infringiam os direitos autorais da Universidade. A equipe atlética de Arkansas utiliza o nome de Razorback.

publicidade

Um acordo feito na terça-feira (6 de maio) dá à Universidade o controle da licença das guitarras, mas as duas companhias continuam a vender os modelos.

Em curtos três anos sem procedentes, o modelo Razorback se tornou um nos modelos mais vendidos pela Dean, alem de se tornar um dos mais reconhecidos, com suas afiadas pontas e massiva presença de palco. O modelo Razorback é a edição do século 21 da "Classic Dean ML Shape", que "Dimebag" Darrel utilizou pela primeira vez a mais de duas décadas atrás.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Hard Rock: as 25 melhores músicas acústicas do gêneroHard Rock
As 25 melhores músicas acústicas do gênero

Music Radar: Os maiores frontmen de todos os temposMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos


Sobre Felipe Ferraz

Estudante de computação conformado com o futuro dos dedos em um teclado e longe dos fretes de uma guitarra, pois após muito tentar teve que admitir que, com sua sofrível técnica, nem se quisesse tocar no Calypso teria chance. Amante de Rock e Heavy Metal desde ouvir os primeiro acordes de "Iron Man" do Black Sabbath, não se prende a rótulos musicais, ouvindo tudo que lhe agrada. No geral sons pesados, melódicos e com muita guitarra, apesar de detestar exibições de virtuosismo desnecessárias nas músicas. Acompanha o Whiplash! desde os tempos de internet discada, tomando a feliz iniciativa de contribuir após desistir de virar notícia no site e encontrar o link de colaboração.

Mais matérias de Felipe Ferraz no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin