My Chemical Romance: Watchmen e a idéia do cover de Dylan

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Silvio Somer, Fonte: Gigwise.com, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Gerard Way, vocalista do MY CHEMICAL ROMANCE, descreveu Watchmen como a "melhor história em quadrinhos já escrita."

Galeria - Tatuagens em homenagem a artistas e bandas - Parte 1Batismo: Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e Metal

Way disse que a série, que foi adaptada para o cinema, foi influente em sua carreira de músico e de criador de quadrinhos. "Mais do que qualquer álbum essa foi a primeira coisa que realmente me fez dizer pra mim mesmo, 'É isso que eu quero fazer'", disse Way para o The Guardian.

Watchmen, que foi criado por Alan Moore e Dave Gibons, foi originalmente lançado como um quadrinho em série limitada em 1986. A trilha sonora para a adaptação do cinema inclui um cover que o MY CHEMICAL ROMANCE fez da música 'Desolation Row', de BOB DYLAN.

No website do jornal Way escreveu que sua versão da música foi "particularmente relevante" para a série dos quadrinhos. "Nossa versão veio do desejo de fazer algo 'da era', que no caso de Watchmen é numa década de 1980 alternativa," escreveu ele. "Eu queria que a música soasse como a cultura juvenil sentia na época, assim nós a abordamos como uma música new wave dos anos 80".

Enquanto isso Way também comentou o quanto sua série de quadrinhos, The Umbrella Academy [sem tradução no Brasil], "deve" a Watchmen. "Você não quer sabotar alguém, mas quer explorar coisas que eles começaram a explorar," ele escreveu. "Mesmo que sejam apenas personagens tendo uma conversa estranha enquanto tomam café em uma cobertura ou em restaurante

"O fato de que os personagens em 'Umbrella Academy' já tinham uma história foi, definitivamente, um reconhecimento a Watchmen, também. E o fato de que todos eles já têm 30 anos e a diversão de sua juventude meio que acabou".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Covers e Versões"Todas as matérias sobre "My Chemical Romance"Todas as matérias sobre "Bob Dylan"


Metallica: Enter Sandman em uma versão smooth jazzMetallica
"Enter Sandman" em uma versão smooth jazz

Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributoCovers
Quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

Pantera: um cover inusitado para o clássico WalkPantera
Um cover inusitado para o clássico "Walk"


Galeria - Tatuagens em homenagem a artistas e bandas - Parte 1Galeria - Tatuagens em homenagem a artistas e bandas - Parte 1
Galeria - Tatuagens em homenagem a artistas e bandas - Parte 1

Batismo: Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e MetalBatismo
Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e Metal

Ultimate Guitar: as 28 canções mais sombrias de todos os temposUltimate Guitar
As 28 canções mais sombrias de todos os tempos

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1983Metallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For AllPrince: sem herdeiro, ele deixou fortuna de 1 bilhãoQueen: a polêmica de I Want To Break Free no Rock In Rio I

Sobre Silvio Somer

Inicialmente meu gosto musical foi marcado por bandas como Black Sabbath, Iron Maiden e Deep Purple, mas o que revolucionou minha forma de perceber a música foi a primeira vez em que ouvi o álbum "2112" do Rush, embora eu já conhecesse algumas músicas da banda, foram os acordes de "Overture" que colocaram tudo em uma nova perspectiva. Foi assim que aos 14 anos de idade coloquei o mundo que me cercava em cheque. Meu gosto por literatura, então, encontrou sua contra-parte de forma bastante harmônica e ambos são essenciais em minha vida. Atualmente moro em Florianópolis e estudo piano e faço o curso de letras. "We've taken care of everything / The words you hear the songs you sing".

Mais informações sobre Silvio Somer

Mais matérias de Silvio Somer no Whiplash.Net.