Buckcherry: guitarrista comenta a influência do AC/DC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Guilherme Rocha Thielen, Fonte: Road Crew Magazine, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 23/05/09. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

A Road Crew Magazine recentemente realizou uma entrevista com o guitarrista do BUCKCHERRY Keith Nelson. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

433 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman5000 acessosRammstein: "Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!", diz Till Lindemann

O BUCKCHERRY está fazendo uma campanha de sensibilização que se chama "Rescue Me" contra o abuso infantil. Você pode me dizer como vocês se envolveram nisso?

Keith: Ela surgiu do Josh Todd (vocalista). Ele leu um livro chamado "A Child Called It" que inspirou a letra de duas canções desse disco ("Rescue Me", "A Child Called It"). Quando tomamos consciência de que esses fatos ocorrem, procuramos alguma forma de nos envolver. Nós não pensamos que isto chegaria tão longe. Pensavamos que seria algo mais escondido, mas essa organização e nós estamos nos saindo muito bem. Há um evento planejado e nós estamos tentando levantar um pouco a sensibilidade das pessoas. Nós não somos uma banda muito política. Nós preferimos nos ver como uma boa banda de rock and roll mas, há algumas causas que nós temos nos envolvido e essa é uma boa causa.

Road Crew Megazine: Eu soube que o AC/DC é uma grande influência pra vocês.

Keith: Eles realmente São. A música deles é atemporal. Essa é umas das coisas inspiradoras. A musica deles é atemporal e eles continuam fazendo.

Road Crew Magazine: E como foi encontrar com eles?

Keith: Foi Incrivel. Nós fizemos alguns shows juntos há algusn anos átras, eles eram bem legais e passamos um tempo com toda a banda. A banda inteira passou um tempo com a gente depois do último show que fizemos com eles e foi muito legal.

Road Crew Magazine: O que você aprendeu desta experiência, musicalmente?

Keith: Musicalmente e pessoalmente... Musicalmente eles são um trem carregado sem freios que não para. Pessoalmente, nós vivemos na estrada e nós conhecemos varias bandas e parece que quanto mais bem sucedidas e quanto mais sucesso a banda tem, mais legais elas são. Bandas que se esforçam muito pra chegar no topo são mais difíceis de lidar e não muito sociáveis. Quando você toca com bandas como KISS, AEROSMITH, e AC/DC e eles são apenas caras curtindo, é realmente muito legal encontrar pessoas assim e descobrir que eles são tão legais.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Phil RuddPhil Rudd
Por que ele se recusa a fazer solos de bateria

433 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman1477 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "AC/DC"

ReligiãoReligião
Top 10 citações sobre Deus e o Diabo

Rock e MetalRock e Metal
Os dez maiores Deuses dos Riffs

Dave MustaineDave Mustaine
James Hetfield, eu, Malcolm Young e Rudolf Schenker somos os melhores

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Buckcherry"0 acessosTodas as matérias sobre "AC/DC"

RammsteinRammstein
"Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!"

Em canaEm cana
Os rockstars em suas fotos mais constrangedoras

HumorHumor
Não basta um machado na mão para ser Black Metal

5000 acessosBizarre Magazine: Quão bizarro é... Ronnie James Dio5000 acessosRock Progressivo: Você sabe que está ouvindo demais quando...5000 acessosIron Maiden: Rachel Sheherazade é uma grande fã da banda5000 acessosGuns N' Roses: cover de AC/DC em homenagem a falecido cão de Axl Rose5000 acessosQueen: estudo diz que Bohemian Rhapsody é melhor que sexo5000 acessosMötley Crüe: "não somos como o Bon Jovi", diz Nikki Sixx

Sobre Guilherme Rocha Thielen

Guilherme Rocha Thielen nasceu em 1991, em Ararangua, mas mora em Florianópolis. Fã de Legião Urbana, Metallica, Iced Earth e viciado em traduções curte Heavy Metal desde pequeno. Atualmente escuta varios estilos do Metal, principalmete Metalcore, Folk, e Melodic Death Metal. Quando sobra um tempo contribui para o Whiplash! com traduções de matérias.

Mais matérias de Guilherme Rocha Thielen no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online