Faith No More: sem planos para um novo álbum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: Metal Sucks, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 03/05/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Ao contrário do que se poderia imaginar, o recém-reformulado FAITH NO MORE não pretende gravar um novo álbum de estúdio. A declaração foi feita pelo vocalista Mike Patton em entrevista a Gary Suarez, do blog MetalSucks. Confira os principais excertos do bate-papo logo a seguir:

1410 acessosFaith No More: a curiosa passagem de Courtney Love pela banda5000 acessosMorbid Angel: "banda satânica, eu jamais voltaria", diz Sandoval

De todos os projetos que você trabalhou no passado, o que o trouxe de volta ao FAITH NO MORE?

Mike Patton "Sem uma boa resposta para isso. Apenas aconteceu. Acho que foi algo do tipo uma reconciliação. Já haviam nos convidado para voltar muitas, muitas vezes nos últimos dez anos. Em um dado momento, todos nós percebemos, ‘Ei, qual é o problema aqui? Devemos mesmo fazer isso? A música vai prevalecer?’. Essas eram as grandes perguntas. Então, começamos a ensaiar para vermos se valia ou não a pena. E valia. E aqui estamos".

Como tem sido esses shows da reunião? Você tem se divertido com eles?

Patton: "Sim, é claro. Não estou neste negócio para sofrer. Não vou me expor para todos e me torturar. Não faço isso. E tem sido demais. Sinto-me confortável. De um certo modo, estamos voltando ao nosso passado, mas também curando algumas mágoas. Não nos separamos da melhor maneira, e essa foi a chance de consertarmos isso. Qualquer um na vida, se esse alguém tem a chance de voltar a um certo ponto e tentar algo diferente... acho que é isso que estamos fazendo agora".

Nesses shows recentes, vocês tem tocado músicas de artistas como PEACHES & HERB e LADY GAGA. De quem foi a ideia?

Patton "[risos] Não quero levar os créditos por isso, mas... veja, é algo que simplesmente acontece. Não é algo como se nós nos sentássemos e disséssemos: ‘é isso aí, hoje vamos tocar um cover de LADY GAGA no meio de umas de nossas músicas’. Tocamos o mesmo repertório por um longo período, é natural ficar um pouco mais complacente. Então, para mim, é divertido injetar outras canções por cima das nossas. Diria que é uma mistura ao vivo".

Sei que muitas pessoas ficaram excitadas com esses shows e com a reunião. Você acredita que com essa reconciliação vocês voltarão ao estúdio para compor e gravar novo material?

Patton "Quem se importa? Por que isso deveria importar? Basicamente, o que estamos fazendo agora são pessoas que estão curtindo o momento. Qualquer coisa além disso, bem, eu não posso controlar. Nós não podemos controlar isso. Se as pessoas estão indo a nossos shows baseadas no fato de que estamos ou não gravando outro álbum? Ei, você está brincando comigo, não é? Não, ninguém liga para porra nenhuma. Isso não importa. E com relação a um novo trabalho, se o fizermos será legal. Mas isso não parece estar nos planos agora. Uma das razões para esta reunião estar sendo tão divertida é porque não temos essas nuvens sobre nossas cabeças. Não há pressão. Apenas aparecemos e tocamos nossa música".

Para ler a entrevista na íntegra, em inglês, clique aqui. Em tempo: Mike Patton lança no dia 4 de maio, via Ipecac Recordings, o álbum “Mondo Cane”, um de seus inúmeros projetos paralelos que consiste na regravação de clássicos do cinema cantados em italiano junta a uma orquestra.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Manowar, Joan Jett e outrosManowar, Joan Jett e outros
Gravando Rap antes do New Metal?

1410 acessosFaith No More: a curiosa passagem de Courtney Love pela banda1092 acessosFantômas: banda de Mike Patton e Dave Lombardo volta a ativa0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Faith No More"

InacreditávelInacreditável
O que acontece de mais bizarro em um show de metal

Faith No MoreFaith No More
Roupa umbandista para contrariar fãs tradicionais

Rock In Rio 1991Rock In Rio 1991
10 curiosidades sobre a 2ª edição do evento

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Faith No More"

Morbid AngelMorbid Angel
"Banda satânica, eu jamais voltaria", diz Sandoval

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1980

SlashSlash
Comentários sobre Guns, pornstars e Michael Jackson

5000 acessosGuns N' Roses: o código na capa de The Spaghetti Incident5000 acessosSeparados no nascimento: Paul Stanley e Sidney Magal5000 acessosSeparados no nascimento: Robert Plant e Patrícia Pillar4910 acessosGeezer: grande parte da minha vida se foi com Ronnie5000 acessosStreet Fighter: e se os músicos do grunge entrassem pro game?5000 acessosHelter Skelter: a música que Charles Manson "roubou" dos Beatles

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online