Matérias Mais Lidas

imagemKiko Loureiro explica por que acha uma merda seu solo de guitarra em "Rebirth"

imagemLes Claypool, do Primus, explica por que não se tornou baixista do Metallica

imagemAdrian Smith e a volta ao Maiden: "queriam o Bruce e já tinham dois guitarristas"

imagemQuando Angus Young, do AC/DC, detonou o Led Zeppelin e os Rolling Stones

imagemMetallica divulga vídeo de "Whiskey In The Jar" ao vivo em Curitiba

imagemQuando Pete Townshend faltou a um show do The Who pra ir assistir o Pink Floyd

imagemPhil Campbell conta como era fácil "comprar" Lemmy pra fazer qualquer coisa

imagemRob Halford explica como surgiu ideia de entrar no palco em cima de uma moto

imagemOzzy achou que integrantes do Metallica estavam tirando uma com sua cara durante turnê

imagemClassic Rock lista 15 músicas do saudoso Chris Cornell que você precisa conhecer

imagemBill Hudson diz que tatuagem pode ter sido entrave para entrar no Megadeth

imagemA surpreendente maneira que Nando Reis ficou sabendo da morte de Marcelo Fromer

imagemKiko Loureiro diz que é mais fácil compor "música louca" de 20 min do que de 4 min

imagemRage Against The Machine vem ao Brasil em dezembro, diz José Noberto Flesch

imagemA curiosa opinião de Ozzy sobre cover do Metallica para "Sabbra Cadabra"


Stamp

Korn: "exploramos tudo que podia ser explorado"

Por Rafael Gonçalves
Fonte: Blabbermouth
Em 02/07/10

The Pulse of Radio informa: o KORN faz um retorno deliberado às suas raízes musicais em seu novo álbum, "Korn III - Remember Who You Are", que chega às lojas em 13 de julho e sucede o oitavo álbum da banda, sem título, de 2007. A banda chegou a recrutar o velho amigo e produtor Ross Robinson (que trabalhou na estreia da banda em 1994 e em "Life Is Peachy", de 1996) para produzir o novo registro.

O vocalista Jonathan Davis contou ao jornal The Pulse of Radio porque a banda decidiu olhar para trás. "Nós sentimos que era hora de voltar e tentar fazer algo como um registro old school", disse ele. "Depois de 'Peachy' nós começamos a trabalhar com diferentes produtores e realmente experimentar, e com 'Untitled' parece que exploramos tudo o que queríamos explorar, e era hora de abrir mão de certos elementos e escrever um álbum intenso e emocional".

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Davis disse à Billboard.com na sexta-feira (25 de junho) que o KORN "bateu criativamente na parede com toda a experimentação em seu último álbum, fato talvez representado nas vendas não tão significativas".

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

PRB
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Anthrax: Scott Ian e seu jovem filho tocam "Here To Stay", do Korn; confira vídeo


Deftones: por que eles não querem fazer turnês com o Korn



Sobre Rafael Gonçalves

Mineiro de Juiz de Fora, nascido em 1985, graduando em Administração de Empresas, leitor do Whiplash! desde 2001, guitarrista mediano. Teve seus primeiros contatos com o Rock na infância, com Legião Urbana, Raul e Pink Floyd. Porém foi somente aos 14 anos que teve os cabelos da nuca arrepiados ao ouvir uma bolachinha chamada Appetite for Destruction, de um tal Guns N'Roses. Desde então, o hard rock e o heavy metal são parte integrante e indispensável de sua vida. Mas como sabe que só existem dois tipos de música (a boa e a ruim), curte também progressivo, rock nacional, blues e até um punk rock de vez em quando.

Mais matérias de Rafael Gonçalves.