Slipknot: "Estou tentando viver mais o aqui e o agora!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 02/10/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O guitarrista do SLIPKNOT/STONE SOUR, Jim Root, foi perguntado pelo Artisan News Service (veja o vídeo abaixo) se a recente morte do baixista do SLIPKNOT, Paul Gray, mudou sua forma de pensar sobre suas prioridades entre o SLIPKNOT e STONE SOUR. “Não, não realmente,” ele respondeu. “É difícil dizer. Tudo está tão recente.”

1041 acessosCanal NB: Slipknot tocando "Amor de Chocolate" do Naldo Benny5000 acessosRachel Sheherazade: cantando Iron Maiden com o Ultraje A Rigor no The Noite

Ele continuou, “Estamos falando sobre fazer outro álbum com o SLIPKNOT? Não. Vamos fazer? Possivelmente. Quero dizer, neste momento o SLIPKNOT não tem um baixista, então como podemos pensar em fazer outro disco sem um baxista? Talvez nosso baixista já seja alguém que está na banda, eu não sei. O Mick [Thomson, guitarra] ou eu ou qualquer um cumprir essa tarefa se estivéssemos compondo? Com certeza."

“Tudo acontece por uma razão. Talvez essa seja nossa chance de fazer outro disco [com o STONE SOUR] e dar ao SLIPKNOT um pouco mais de tempo de pensar sobre o futuro e sobre o que queremos fazer. Tudo pode acontecer.”

Sobre como a morte de Gray afetou o modo dele viver a vida, Root disse, “Estou tentando viver um pouco mais o aqui e o agora ao invés de seis meses ou um ano à frente, o que é o que tenho feito pelos últimos dez anos. Sempre estou vivendo pelo menos um ano à frente de onde realmente estou, e isso pode te levar a alguns pensamentos negativos e a algumas vibrações ruins. Estou só meio que mais, tipo, vou viver um dia de cada vez do jeito que ele vier e isso vai ser bom o bastante para mim.”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Lacuna Coil e SlipknotLacuna Coil e Slipknot
Cristina Scabbia e Jim Root se separam depois de 13 anos

1041 acessosCanal NB: Slipknot tocando "Amor de Chocolate" do Naldo Benny1007 acessosSlipknot: em vídeo, oito curiosidades que você não sabia0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slipknot"

SlipknotSlipknot
Corey é fã de metal mas ouve todos os tipos de música

KerrangKerrang
Os 50 discos mais importantes dos anos 2000

Letras EstúpidasLetras Estúpidas
O que há de mais tosco e vulgar no cenário Rock

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Slipknot"


Rachel SheherazadeRachel Sheherazade
Cantando Iron Maiden com o Ultraje A Rigor no The Noite

MegadethMegadeth
Os 10 bens mais preciosos de Dave Mustaine

Em vídeoEm vídeo
A diferença entre ser músico e ser rockstar

5000 acessosAnthrax: "AC/DC e Iron Maiden são os culpados"5000 acessosAbout.com: site elege os 5 melhores álbuns do Slayer5000 acessosMegadeth: Mustaine fala do desafio de ter Kiko Loureiro na banda4307 acessosPantera: "fazíamos o chão tremer, atravessávamos paredes"4796 acessosSepultura e Nirvana: Max conta sobre os encontros com Kurt Cobain4514 acessosMetallica: Lars Ulrich defende banda tocar em festivais pop

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.