Dokken: "Fumar foi suicídio vocal", declara Don

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Renato Alves, Fonte: Blog Van do Halen
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 27/02/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Don Dokken emitiu o seguinte comunicado:

"Estamos começando a gravar um novo CD. Meus problemas de voz foram resolvidos após uma cirurgia que fiz recentemente. Era muito frustrante não poder cantar cem por cento como queria. Para todos que reclamavam porque eu fumava: vocês tinham razão. Foi suicídio vocal. O JD (tabaco mastigável) não funcionou. Agora estou usando um Ecigarette (moderador eletrônico de nicotina). Para quem fuma, recomendo. Você mantém sua dose de nicotina sem ter câncer!

540 acessosGeorge Lynch: músico relembra quando tocou em colônia nudista5000 acessosRammstein: "Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!", diz Till Lindemann

Meu primeiro show pós-cirurgia será no Alaska. Cruzem os dedos. Jon (Levin, guitarrista) trouxe grandes idéias para novas músicas. Mick (Brown, baterista), Sean (McNabb, baixista) e eu vamos escrever as letras logo. Se minha voz agüentar, tocaremos bastante no verão. Não tinha certeza disso, mas o Centro de Restauração Vocal de Boston fez um grande trabalho comigo. Achei que era apenas o fumo e a bebida que complicaram tudo, mas eles disseram: 'Ei, você vem cantando há 35 anos, há um preço a se pagar'. Esperei demais para ter minha voz consertada. Mas após ouvir o que Tom Keifer (Cinderella) conseguiu, fiquei maluco! Ele soa demais e me inspirou para procurar um médico.

O novo CD deve sair no outono (nos EUA) se tudo der certo. Quanto à reunião da formação clássica, a verdade é que tivemos um encontro e Jeff Pilson disse que está muito ocupado com o Foreigner até 2012. Então, se vai acontecer, será só depois disso. O que George Lynch falou sobre mim é tudo bobagem. Adoraria fazer um disco com o grupo clássico. Jon já me deu suas benção para fazer isso, mas confesso que também amo o Dokken atual. Ele é um guitarrista fantástico, assim como também é meu melhor amigo. Escrevemos grandes canções juntos, então, vamos ver o que acontece até 2012. Por hora, espero que gostem do que estamos preparando.

Sei que os fãs adorariam ver uma reunião, mas como sempre, George e eu temos idéias diferentes sobre a direção musical. O álbum Shadow Life é um exemplo. Algumas boas músicas, mas não era o Dokken, em minha opinião. Não vou repetir aquela direção. Recomendaram que eu não cantasse por, ao menos, um ano. Mas sou teimoso e quero tocar, então lá vamos nós! Se tudo vai acabar em 2012 mesmo, vamos dar o fora com muito ROCK! Espero vê-los nos shows".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 27 de fevereiro de 2011

540 acessosGeorge Lynch: músico relembra quando tocou em colônia nudista0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dokken"

GuitarristasGuitarristas
Os 10 maiores dos anos 80 segundo a revista Fuzz

ComerciaisComerciais
Os mais divertidos envolvendo Rock e Heavy Metal

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1985

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Dokken"

RammsteinRammstein
"Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!"

VídeoVídeo
Ex-rockeiro explica o real significado da mão chifrada

GuitarristasGuitarristas
E se os mestres esquecessem como se toca?

5000 acessosCinema: 60 filmes pra quem ama Rock e Metal5000 acessosMetallica: Lars Ulrich quase saiu no tapa com Lou Reed5000 acessosGuns N' Roses: melhores músicas segundo a Ultimate Classic Rock5000 acessosExtreme: banda implode durante show e Nuno abandona o palco5000 acessosJanis Joplin: a cantora e suas aventuras no Brasil4122 acessosRhapsody Of Fire: Staropoli fala sobre Lione, Holzwarth e futuro da banda

Sobre João Renato Alves

27 anos, jornalista formado pela Universidade de Cruz Alta. Kissmaníaco inveterado, um verdadeiro apaixonado pela banda de Gene Simmons e Paul Stanley. Idolatra com quase a mesma paixão Queen, Van Halen e Black Sabbath. Aprecia desde o Rock dos anos 50 (Elvis, Little Richard, Chuck Berry, entre outros) e 60 (Beatles, Rolling Stones, The Who, Led Zeppelin...), Hard Rock dos 70's (AC/DC, Deep Purple, Alice Cooper...) e 80's (Mötley Crüe, Def Leppard, Europe, Talisman...), Metal Tradicional (Judas Priest, Dio, Ozzy...), NWOBHM (Iron Maiden, Saxon, Angel Witch...) e Thrash oitentista (Slayer, Destruction, Kreator...). Já teve um programa de rádio, chamado "Lavagem Cerebral", na Unicruz FM. Solteiro e seguidor das idéias de Gene Simmons em relação ao casamento.

Mais matérias de João Renato Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online