Megadeth: "fãs querem guitarristas que soem como Friedman"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Miranda, Fonte: Blog Van do Halen
Enviar correções  |  Comentários  | 

O guitarrista Glen Drover (MEGADETH, KING DIAMOND) foi entrevistado em março de 2011 pela Classic Rock Revisited. Confira abaixo alguns trechos.

3489 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosSeparados no nascimento: Ozzy Osbourne e Jim Carrey

Classic Rock Revisited: Como você entrou para o Megadeth? Dave Mustaine ouviu seu trabalho no Eidolon?

Glen: Fui indicado por alguém que era fã do Eidolon. Esse fã tinha contato com o gerenciador do site Megadeth.com. Dave procurava membros para uma nova versão da banda e esse rapaz mencionou que ele deveria procurar esse cara de Toronto (eu). Ele deve ter sentido que eu seria um bom guitarrista. Recebi um e-mail dele e soube que a banda estava fazendo uma audição para guitarristas e baixistas. Eu não esperava muito, para ser honesto, era um sábado de manhã e era muito cedo, mas com alguns dias no telefone com eles, as coisas aconteceram rapidamente.

Classic Rock Revisited: Você se intimidou ao entrar para uma banda estabilizada, de história?

Glen: Há um pouco de pressão, mas foi OK. Infelizmente os fãs são muito críticos, exceto quando é algo feito por Marty Friedman. Todos tem que soar como ele, o que é infeliz, pois não há uma chance de se expressar de forma pessoal. Eles só se importam se você soar como ele. Adoro Marty, ele é um grande guitarrista e eu cresci ouvindo sua música e muita coisa da Shrapnel (gravadora que o lançou com o Cacophony). Nem todos os fãs eram assim, mas muitos eram. Com exceção disso, foi divertido - mas o final da história foi meio azedo para mim.

Classic Rock Revisited: O que foi mais divertido para você em seu período de banda?

Glen: Poder conhecer o mundo e tocar em muitos lugares legais com meu irmão. Como disse, no começo todos estavam se dando bem e era uma atmosfera mais bonita, menos corrputa, diferente do que aconteceu depois.

Classic Rock Revisited: Então não foi uma decisão dura se afastar?

Glen: Sim, foi. Na verdade foi muito duro. Uma das mais duras que tive que fazer em minha vida. Você tem que entender que estar numa banda com aquela estrutura com seu irmão não é algo que acontece todos os dias.

Classic Rock Revisited: Sim, porque sei que muitas pessoas dariam um rim em troca de uma oportunidade dessas.

Glen: Sim. A coisa engraçada e triste é que, depois que saí, todos pensaram que eu deixei a música de lado, não tocaria mais guitarra e passaria o resto da minha vida em casa, com minha família. Mesmo eu dizendo que eu saí porque estava infeliz onde estava. Pensei que as pessoas conseguiriam ler nas entrelinhas, mas por qualquer motivo estúpido não conseguiram. Mas de qualquer forma, é uma história antiga e é parte do passado. Passei por uma boa época, mas estou mais feliz agora, fazendo algo sem estar em alguma situação miserável. Estou orgulhoso de meu novo CD solo e os caras que trabalham nele. São músicos estelares, estou fazendo o que quero e isso me deixa feliz. Meu irmão ainda está na banda, ele está indo bem e enquanto ele estiver bem, estarei bem.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 18 de outubro de 2012

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3109 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa527 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3537 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1986

MegadethMegadeth
Faixa que Mustaine não toca é favorita de Drover

MegadethMegadeth
Atual formação é um upgrade imenso sobre as anteriores

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Ozzy Osbourne e Jim Carrey

Luís Mariutti para Nando MouraLuís Mariutti para Nando Moura
"Estádio não se lota com views ou likes"

Total GuitarTotal Guitar
Os melhores e piores covers da história

5000 acessosPunk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGN5000 acessosGibson: os 10 maiores bateristas de todos os tempos5000 acessosKing Diamond: Alguém já o viu sem a maquiagem?4622 acessosSlipknot: dificuldades em gravar um disco sem Paul Gray4716 acessosIron Maiden: Ed Force One atrapalhando o trânsito de Fort Lauderdale5000 acessosSeparados no nascimento: Paul Stanley e Ioná Magalhães

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online