Almah: confira capa e análise de novo single do grupo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Eduardo Macedo, Fonte: MS Metal Press, Press-Release
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 07/09/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


Review orginalmente publicado pelo site da empresa MS Metal Press
5000 acessosFalaschi: veja setlist do primeiro show da tour Rebirth Of Shadows5000 acessosRockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e Deus

Por MS Metal Press Team

Para conferir o novo single do grupo, basta acessar o canal oficial do Almah no YouTube.

http://www.youtube.com/AlmahChannel

Desde que o Almah lançou em 2008 o seu segundo e bem recebido álbum “Fragile Equality”, muita coisa aconteceu na vida do conjunto. Vários shows pelo Brasil, reconhecimento nas principais publicações especializadas do mundo e, principalmente, o surgimento de um sentimento de segurança dentro do grupo, por finalmente ter adquirido uma formação sólida, assumindo assim o caráter de banda propriamente dita.

Em 2011 o quinteto composto por Edu Falaschi (vocalista), Felipe Andreoli (baixista), Marcelo Barbosa e Paulo Schroeber (guitarristas), além do carismático baterista Marcelo Moreira; está prestes a lançar o seu novo e mais ousado álbum da carreira, convenientemente batizado de “Motion”.

O título da obra foi oficializado, de maneira condizente com o atual estágio de amadurecimento que os músicos se encontram, sempre em constante evolução ou movimento. O Almah, com o lançamento de “Motion”, conseguiu o que muitos artistas passam toda a vida buscando e jamais encontram: compor canções com autenticidade desconectando-se de clichês, sempre olhando para o futuro, para então resultar em algo único e extremamente cativante. Tal ponto de vista é perceptível com facilidade ao escutar o novo single, mas preferimos deixar esse assunto para depois, já que o álbum completo será lançado no Brasil no próximo dia 16 de setembro, e não queremos aqui estragar as inúmeras surpresas contidas nele.

Precedendo o lançamento do citado material, o time que gerencia a banda disponibilizará na madrugada de quarta para a quinta-feira, à 00h00 do dia 08 de setembro, o primeiro single dele extraído. A canção escolhida como cartão de visitas foi “Trace of Trait”, faixa esta que já permite notar a drástica mudança no direcionamento musical proposto pelos caras.

O primeiro aspecto a ser destacado, e que certamente será apontado por fãs e mídia ao terem contato com o produto, é a qualidade absurda que a equipe de produção conseguiu ao finalizar todo o trabalho. Felipe Andreoli e Edu Falaschi, de fato, se superaram nesse quesito, proporcionando ao ouvinte um padrão de qualidade raras vezes visto em produções do gênero no Brasil. Tudo é muito bem definido, graças também ao talento de Jochem Jacobs (Textures), que foi o responsável pela mixagem e masterização em seu estúdio particular na Holanda, o Split Second Sound, além da dupla que virou referência quando o assunto é música pesada no Brasil: Adriano Daga e Brendan Duffey do Norcal Studios. Cada riff, cada arranjo, cada solo, podem ser notados com nitidez impressionantes, mesmo que todos esses elementos estejam contidos em estruturas de baixa afinação, onde o peso de todas elas é fator predominante.

Outra característica digna de nota: a completa falta de temor em percorrer um direcionamento musical inédito para muitos no grupo. Mesmo que Edu e Felipe tenham composto músicas como “King”, “Torn” e a “própria “Fragile Equality”; nada se compara ao peso e fluência constatados em “Trace of Trait”. Tamanha coragem rendeu um produto final que alia peso, virtuose e melodia em doses homeopáticas, onde todos os músicos transparecem a segurança de estarem à vontade nessa nova empreitada, principalmente Paulo Schroeber, que sempre bebeu da fonte de bandas como Down, Pantera, Black Label Society e congêneres.

“Trace of Trait” não é uma canção rápida. Ela na verdade se vale de altas doses de groove - com destaque para os arranjos precisos do baterista Marcelo Moreira -, peso, e solos eficientes a cargo dos sempre competentes Marcelo Barbosa e Paulo Schroeber. Tudo é muito bem linkado, atrelando-se aí um refrão que é impossível não fixar na memória após algumas poucas audições. Nesse aspecto, Edu Falaschi proporciona um show de interpretação, aliando sua voz marcante ao seu melhor momento como letrista. “Trace of Trait” carrega uma mensagem forte, direta, e que propõe com muita inteligência uma reflexão sobre a existência de aspectos autodestrutivos, que mais parecem estar geneticamente intrínsecos aos seres humanos. De fato, vale muito à pena acompanhar a música com o encarte em mãos.

O single “Trace of Trait” é apenas um dos dez fragmentos que compõem o terceiro título do Almah: “Motion”. Um pequeno aperitivo que demonstra toda a versatilidade de um grupo, que com muita competência e pés no chão, transmite sua mensagem através de temas que aliam altas doses de peso, bom gosto e execuções características de músicos brasileiros.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 07 de setembro de 2011

Edu FalaschiEdu Falaschi
Veja setlist do primeiro show da tour Rebirth Of Shadows

1131 acessosNerd Metal: Edu Falaschi, The Treta Tour...0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Almah"

Edu FalaschiEdu Falaschi
Deus, ex-colegas do Angra e 25 anos de carreira

Abrindo o jogoAbrindo o jogo
Entrevista com Edu Falaschi

Paulo SchroeberPaulo Schroeber
Nota oficial sobre falecimento do guitarrista

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Almah"

Blasfêmias?Blasfêmias?
Rockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e Deus

Thrash MetalThrash Metal
20 bandas brasileiras de qualidade inquestionável

MetallicaMetallica
Hammett e Ulrich escolhem álbuns e músicas da década

5000 acessosMetal Extremo: chocando os jurados em reality-shows5000 acessosDoom Metal: os dez trabalhos essenciais do estilo5000 acessosRobert Plant: "quase saí do Led quando meu filho morreu"5000 acessosGuns N' Roses: Slash se derrete em elogios para Axl Rose5000 acessosZakk Wylde: cinco momentos insanos do guitarrista5000 acessosKiss: Produtor comenta hábitos de Gene Simmons

Sobre Eduardo Macedo

Teve a felicidade de descobrir o Metal com um álbum de um grupo nacional, Theatre Of Fate dos paulistanos do Viper. Atuante no cenário nacional, Eduardo Macedo administra a empresa de assessoria de imprensa MS Metal Press, juntamente com seu trabalho de redator para o site Portal Novo Metal e para a revista Lucifer Rising, esta última voltada ao que existe de melhor no Metal extremo mundial. Amante de todas as vertentes do Metal, Eduardo tem como foco o cenário brasileiro, onde já contribuiu como vocalista das bandas Tharsis e Veuliah, além de ser um colecionador incondicional de todo material lançado por bandas tupiniquins.

Mais matérias de Eduardo Macedo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online