Música: fãs são pouco ou nada abertos a artistas novos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar Correções  

Esqueça do próximo grande aplicativo que divulga bandas novas por um momento. E se a maioria dos fãs de música não está lá muito motivada para descobrir coisas novas? Claro, as estações de rádio tendem à repetição mecânica, e a homogeneidade com outras estações de rádio. Mas o estranho é que os fãs de música tipicamente SE COMPORTAM DO MESMO MODO – mesmo se são ofertados com uma escolha infinita e opções infindáveis para seguirem o rumo contrário. Por exemplo, acesso a coleções completas de discos com pouco ou nenhum custo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O que levanta a questão: há realmente algo a se olhar além do óbvio, pelo menos afora o fanático por um gênero? Porque seja dado de bandeja [ex.: rádio], on-demand [YouTube, Spotify], ou à la carte [iTunes], os resultados parecem bem similares.

Eis um demonstrativo das dez músicas mais tocadas nas rádios terrestres, Spotify, iTunes e no YouTube dentro dos EUA. Ao longo de 40 posições em potencial, nos só encontramos 15 artistas diferentes e 20 músicas diferentes.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Confira:

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Bandas: Por que ninguém está indo a seus shows?Bandas
Por que ninguém está indo a seus shows?

Álbuns mais vendidos: a lista de um consultor do New York TimesÁlbuns mais vendidos
A lista de um consultor do New York Times


Edu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos deleEdu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Slayer: Kerry King fala sobre sua relação com religiõesSlayer
Kerry King fala sobre sua relação com religiões


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Cli336 Cli336 CliHo Cli336