Jason Newsted: coisas que fazem o Metallica ser o que é

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Luciano Correa, Fonte: Blabbermouth
Enviar Correções  

JASON NEWSTED concedeu recentemente uma entrevista para o PureGrainAudio.com. Alguns trechos dessa conversa podem ser conferidos abaixo.

publicidade

PureGrainAudio.com: 8 de Agosto de 1992 - GUNS N' ROSES e METALLICA tocam no Olympic Stadium em Montreal - Canadá. Nós sabemos o que aconteceu. O que a maioria dos fãs não sabem é o "resto" da história. O Metallica retornou na cidade em 1993 e realizou dois shows grátis (ou com o preço de $5 ou algo assim) para fazer o show novamente. Porque foi tão importante para você e a banda retornarem? Porque apenas não pegaram a grana e se mandaram?

Jason: Integridade e a palavra de um homem.

PureGrainAudio.com: Por causa dessa parte da história que se perdeu. Nós vimos na MTV carros retornando, o incêndio que se iluminava e os confrontos com a polícia, mas ninguém sabe que vocês voltaram e fizeram dois shows de graça...

Jason: Eles nos custam dinheiro.

PureGrainAudio.com: Posso imaginar.

Jason: Contanto que você tenha guardado o ingresso do seu outro show, você tem de graça. Quem não fez, teve que fazer uma doação para um banco de alimentos ou algo assim. Nós não pegamos o dinheiro. É uma coisa de integridade e não foi a primeira vez que tínhamos feito shows assim. Quando uma "força maior" nos impediu de tocar na Suécia porque os fluídos do ônibus tinham congelado... Nós sempre voltamos e fazemos os shows. Há apenas três ocasiões (que eu me lembre) que nós cancelamos um show nos quinze anos que estive no METALLICA.

publicidade

PureGrainAudio.com: E é por isso que o METALLICA tem seu sucesso? Porque eles nunca sacaneiam os fãs.

Jason: É um dos fatores. São poucos fatores, mas este é definitivamente um deles. Lealdade para os fãs e lealdade dos fãs. Eles sempre fazem as pessoas se sentirem parte do crescimento, parte do poder, parte do exército, parte da banda, parte do sucesso... Eles sempre fazem as pessoas sentir parte disto. Estou só mencionando o quanto a banda significou para a vida de tantas pessoas. Significou muito para mim é claro, mas quero dizer realmente...

publicidade

Jason: Eu sei que isso mudou as pessoas e sei que isso trouxe mais alegria do que tristeza não importando o quão pesada fosse a música... Então, isso é sucesso ao certo. Não importa quantos discos eles vendam ou não, o METALLICA sempre foi um embaixador do metal e isso é uma coisa muito boa...

PureGrainAudio.com: Você deve ter um certo orgulho em fazer isto...

Jason: Sempre... e dando um exemplo. Assim como você falou de Montreal... Isso é um exemplo. Algo que deve ser transmitido aos filhos. Isso também conta. Eles tiveram as mesmas pessoas trabalhando pra eles durante 30 anos (desde gerentes até tecnicos de guitarras e montadores de palco) - este é um outro fator. Eles foram fiéis ao seu pessoal de apoio e estes mesmos também são fiéis a eles. Tem algumas coisas que sabemos sobre eles: Eles realmente trabalham duro. Eles não dizem não às coisas e aproveitam novas oportunidades... Existem uma série de fatores que fazem o METALLICA ser o que são.

publicidade

A entrevista completa (em inglês), que aborda também os novos rumos da carreira de Jason frente ao NEWSTED, pode ser conferida abaixo.

http://www.blabbermouth.net/news.aspx?mode=Article&newsitemI...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Mulheres no Rock: as mais importantes segundo rádio inglesaMulheres no Rock
As mais importantes segundo rádio inglesa

Slash: guitarrista escolhe seus riffs favoritosSlash
Guitarrista escolhe seus riffs favoritos


Sobre Luciano Correa

Colaborador do Whiplash e apreciador de várias vertentes do Rock/Metal. Começou cedo ouvindo Queen, Nazareth e RPM no velho toca discos dos pais. Escutou muito Guns N' Roses, Bon Jovi, Scorpions, Metallica, Iron Maiden e Sepultura até descobrir Helloween, Blind Guardian e Gamma Ray. Ainda nesse meio tempo começou a ouvir Ramones, Misfits, Offspring, Angra, Rhapsody, Hammerfall, Stratovarius, Manowar, Motörhead, Pantera e Slayer para fechar a década de 90. No começo dos anos 2000, incluiu em sua lista bandas como Nightwish, Sonata Arctica, Within Temptation, System Of A Down, Rammstein, Dimmu Borgir, Cradle of Filth e atualmente - últimos 5 anos, tem escutado muito Children Of Bodom, Katatonia, Alestorm, Eluveitie, entre tantas outras. Rock/Metal é barulho para alguns e estilo de vida para tantos outros!

Mais matérias de Luciano Correa no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin