David Lee Roth: "escuto muita música, canto muito e danço muito!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Ver Acessos

Kathy McCabe do The Daily Telegraph da Austrália, recentemente conduziu uma entrevista com o vocalista do VAN HALEN, David Lee Roth. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

The Daily Telegraph: Será na Austrália o show que vocês pretendem fazer fora da América em uma turnê pelo mundo novamente?

Roth: Certmente. Os Vans Halens, eu acho, estão começando a valorizar o que já foram só agora, a capacidade de experimentar outros mundos, outras comunidades, especialmente quando você é um estranho em uma terra estranha. Acho isso muito inovador. E você tem que estar preparado para ser um novato, você tem que estar preparado para não ter o seu cheesburger e suas fritas, você tem que estar preparado para tudo. Dias atrás, quando, ficamos fora da estrada depois de um ano inteiro, fiquei com vontade de ir direto para o terminal internacional e pular de cabeça para mais uma aventura. Eu ganhei estrelas e cicatrizes. Kathy e eu estávamos gravando um video outro dia e eu disse para a maquiadora em japonês: 'Você está vendo que há oito linhas na minha testa? Cada uma tem o nome de uma ex-namorada'. E ela apontou para a terceira linha e disse 'Quem é esta, Dave?'. E eu respondi 'Essa é a Stacey de Dallas'."

The Daily Telegraph: Ainda existe aquela chama dentro de você quando anda pelo palco?

Roth: O fogo já começa a descer pelo pequeno Elvis mesmo antes de chegar na barriga. Sim, eu chamo o meu pau de Elvis. Na verdade, eu acho que foi a Stacey que fez isso. Você acha que eu estou brincando? Meu fogo começa muito antes de começar a ensaiar e muito antes de chegar ao palco. Coleciono música, como se fosse por peso. Tem também três lojas da Tower Records aqui, quatro andares de CDs, você pode pegá-los suas mãos e ficar a vontade. Se eu amarrar minhas mãos eu posso empilhar CDs por todo o caminho até o queixo. Eu mesmo tenho quatro ou cinco coisas que eu realmente gosto de ouvir e eu sou capaz de me aprofundar ainda mais. Eu ouço constantemente, eu canto e danço constantemente. Eu escolhi este apartamento porque tem um piso legal de madeira e com as meias certas você pode fazer um slide de quatro metros.

Leia a entrevista completa (em inglês) no link abaixo:

http://www.dailytelegraph.com.au/scars-and-stars/story-fn6cc...


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Van Halen"Todas as matérias sobre "David Lee Roth"


Heavy Metal: os 10 discos essenciais lançados nos anos 1970Heavy Metal
Os 10 discos essenciais lançados nos anos 1970

Van Halen: discos com o outro venderam metade dos meus, diz DLRVan Halen
"discos com o outro venderam metade dos meus", diz DLR


Freedom of Expression: o tema do Globo RepórterFreedom of Expression
O tema do Globo Repórter

Deuses do Rock: o tempo passa para (quase) todos elesDeuses do Rock
O tempo passa para (quase) todos eles


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336