David Coverdale: "aprendi muito com Jon Lord e Ritchie Blackmore"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 08/05/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


O Frontman do WHITESNAKE, David Coverdale, é o convidado especial de uma nova entrevista com o Metal Express Radio. Um trecho desta conversa está disponível abaixo:
2785 acessosAses das seis cordas: Guitarristas e suas assinaturas5000 acessosSlayer: decoração de Natal sincronizada com Raining Blood

MER: Você é um rapaz do nordeste, nascido em Saltburn, Reino Unido – não muito longe de Paul Rodgers. O que você estava fazendo antes de entrar no DEEP PURPLE?

Coverdale: “Nasci em Saltburn, mas morava em Redcar quando consegui o trabalho com o DEEP PURPLE. Eu não tinha nem um telefone em meu apartamento, e como você sabe, a costa do nordeste é um lugar muito frio durante o inverno com aquelas rajadas siberianas vindas do mar. Eu tinha uma bolsa cheia de moedas e eu estava ligando para o escritório do PURPLE nesta cabine telefônica que estava com os vidros quebrados, no frio, tentando entender as coisas quando fui convidado a entrar na banda. Eu trabalhava em Redcar, em uma loja durante o dia, mas eu tocava em bandas da área à noite. Entrar em uma banda famosa, como o DEEP PURPLE, quando eu era apenas um jovem de Saltburn foi incrível.”

MER: Como você se ajustou à vida do DEEP PURPLE?

Coverdale: “Foi incrível. O PURPLE era tão, tão imenso ao redor do mundo, especialmente no Norte da Inglaterra. Acho que meu primeiro show com eles foi no Odeon, em Newcastle. Nos Estados unidos estávamos tocando para 20,000 – 30,000 pessoas por noite, e nos estádios de Baseball para 70 ou 80 mil. Foi incrível e um grande choque cultural, mas consegui me adaptar e isto se tornou parte da minha vida. Eu aprendi muito com Jon Lord e Ritchie Blackmore, e isso sem ofender nenhum dos outro incríveis músicos com quem trabalhei, mas foram Ritchie Jon que me prepararam para a transição para o DEEP PURPLE. Eu estava nas mãos bem capazes de Ritchie Blackmore e nas mãos bem cuidadosas de Jon Lord, e eles foram ótimos mentores para mim nesta entrada do mundo do Rock ‘n’ Roll. Ambos me ajudaram muito. Eu tive muitas ideias musicais de Ritchie e aprendi como lidar coma as pessoas com Jon.”

A entrevista completa pode ser vista, em inglês em:

http://metalexpressradio.com/menu.php?main=interviews&id=103...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Seis cordasSeis cordas
Guitarristas e suas assinaturas

1732 acessosAlice Cooper: show reúne membros da banda original1463 acessosDeep Purple: encerrando sua trajetória com ótimo álbum1489 acessosNerd Metal: Deep Purple, o fim em grande estilo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Deep Purple"

Deep PurpleDeep Purple
Ao infinito... E além!

David CoverdaleDavid Coverdale
Os álbuns com o cantor, do pior para o melhor

Tommy BolinTommy Bolin
Os excessos estavam acabando com aquele cara...

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Whitesnake"0 acessosTodas as matérias sobre "Deep Purple"

SlayerSlayer
Decoração de Natal sincronizada com Raining Blood

ScorpionsScorpions
A história por trás da música "Wind of Change"

Black SabbathBlack Sabbath
Rob Halford conta como foi substituir Ozzy

5000 acessosMax Cavalera: triste ver uma banda tão importante virar uma merda5000 acessosMinistry: Slayer é "barulho" e Kerry King um "otário cuzão"5000 acessosIron Maiden: Inspiração da capa do single "El Dorado"5000 acessosComo enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do Whiplash.Net?5000 acessosBaixistas: Steve Harris ganha de Cliff Burton em votação5000 acessosDee Snider: Kiss se vendeu e não deveríamos tê-los perdoado

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online