Nostalgia: ela está matando o rock? Há quem diga que sim

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar Correções  

RICHARD ASHCROFT afirmou não estar interessado em reunir o THE VERVE e ser atração principal de festivais com a banda enquanto grupos novos não tem acesso ao mesmo status.

Ashcroft falou com a jornalista LAUREN LAVERNE da BBC 6 Music no começo desse mês e foi questionado quanto à possibilidade de os fãs verem o The Verve tocando de novo, se é que por ventura o fariam.

publicidade

Negando veementemente os boatos, Aschcroft disse: "Não vai acontecer. Você tem que ser realista na vida e eu tenho orgulho por termos ido e gravado material novo. O lance todo de nostalgia está ficando sufocante e é difícil para as bandas novas, especialmente nos festivais."

Explicando-se ainda mais, ele continuou: "Se você olhar para algumas dessas line-ups dos eventos, eu não me baseio em idade de modo algum, mas elas são dominadas por nostalgia. Nós precisamos que a juventude crie sua própria versão do que pode tornar-se potencialmente nostálgico, mas ela não tem um lugar para fazê-lo porque é dominada por esses artistas jurássicos enormes que raspam todo o dinheiro."

publicidade

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Música Fácil: músicas com batidas de bateria simples mas geniaisMúsica Fácil
Músicas com batidas de bateria simples mas geniais

Qualidade duvidosa: os 30 CDs mais vendidos em 30 anosQualidade duvidosa
Os 30 CDs mais vendidos em 30 anos


Mötley Crüe: a ousada tattoo de modelo paulista em tributo à bandaMötley Crüe
A ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda

Contra Costa Times: Os 25 melhores guitarristas da Bay AreaContra Costa Times
Os 25 melhores guitarristas da Bay Area


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin