Papa Roach: guitarrista dá dicas de sobrevivência em turnês

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Noisecreep, Tradução
Enviar Correções  

O PAPA ROACH passou das marcas dos 10 anos há um tempo atrás, e eles passaram muito tempo na estrada. Enquanto a banda se prepara para fazer parte da turnê Carnival of Madness, o guitarrista da banda, Jerry Horton, falou sobre equipamentos com o Music Radar e compartilhou algumas dicas de sobrevivência na estrada.

Kirk Hammett: "Mustaine toca rápido e eu, melódico"

VH1: 100 melhores músicas de hard rock de todos os tempos

Horton falou das top 10 regras que o ajudam a manter a sanidade e contribuíram para o sucesso da banda. A primeira regra ajudou todos da banda a marcarem shows que sabiam que iriam correr bem em áreas que nunca estiveram antes. Eles simplesmente trocaram shows com outras bandas. Eles descobriram bandas na Califórnia que estavam indo tão bem quanto eles e então se ofereceram para marcar um show na cidade natal do PAPA ROACH. Não demorou muito para estarem tocando em famosos clubes de Los Angeles, como o Troubadour.

Uma de suas outras dicas sugere achar um fã para se juntar à equipe da estrada.

O guitarrista também exalta a importância de prestar atenção às finanças da banda. "Nós fazemos tudo que o orçamento permite, mas neste ponto nós estamos focados em voltar com dinheiro de uma turnê". Disse. "Nós costumávamos não nos preocupar com isso - o que acabou voltando para nos morder no traseiro mais tarde."

Várias de suas dicas estão focadas no equipamento. Primeiro ele diz que é importante saber como o instrumento soa ao vivo antes de usá-lo na turnê. Ele tocava em casa com um Fractal Axe-FX preamp, e realmente gostava dele, mas na primeira vez que tocou ao vivo não recebeu o som que precisava. Ele teve que utilizar somente seu backup.

Horton também aconselha os músicas a manter tudo simples. Se seu equipamento é muito complicado, ele disse que um pequeno problema pode ser difícil de se achar e consertar. Disse ainda que a banda toca com poucas afinações e que é muito importante trazer reservas, porque algo ruim pode muito bem acontecer. "Não é uma questão de 'se', é uma questão de 'quando', então não fique parado.". Disse o guitarrista.

Para ler a entrevista completa, em inglês, visite o link abaixo.

http://www.musicradar.com/news/guitars/papa-roachs-guide-to-...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kirk Hammett: Mustaine toca rápido e eu, melódicoKirk Hammett
"Mustaine toca rápido e eu, melódico"

VH1: 100 melhores músicas de hard rock de todos os temposVH1
100 melhores músicas de hard rock de todos os tempos


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin