Children Of Bodom: Alexi Laiho fala sobre o novo álbum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Talia Cruz, Fonte: COBHCBR, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

A esta altura os fãs de CHILDREN OF BODOM ou qualquer pessoa que deu a mínima para os três primeiros álbums da banda (Something Wild, Hatebreeder, Follow The Reaper) antes de eles enveredarem para a sonoridade de Are You Dead Yet? e Blooddrunk, estão cientes que Halo Of Blood, o novo álbum dos finlandeses, tira o chapéu para aqueles bons e velhos tempos. Porém, se você ouvir melhor vai perceber que não é simplesmente o álbum de volta às raízes que tantos seguidores têm esperado e tagarelado a respeito...

Kryour: prestando tributo ao Children of Bodom em vídeo ao vivoMetallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidas

"Cada porra de pessoa com quem eu falei sobre o álbum disse que nós definitivamente fomos de volta às raízes e que Halo Of Blood os lembrava de nossos três primeiros álbums", diz o vocalista/guitarrista Alexi Laiho. "Então você não precisa fazer isso; eu já sei (risos)."

Mas não há escapatória ao fato de que CHILDREN OF BODOM deu um passo para trás. Uma ouvida por Hatebreeder ou Follow The Reaper lado a lado com Halo Of Blood oferece muito espaço para comparações, mesmo que algumas das músicas antigas soem surpreendentemente "magrinhas" se comparadas com as novas. Sem ofensa ao legado do COB, é claro, mas valores de produção não mentem.

"Não me ofendi, é claro. Definitivamente há alguma verdade nisso. Pode haver alguns elementos do Bodom old school em Halo Of Blood, mas é um obviamente um som atualizado. Como você disse, há muito mais nele do que em Hatebreeder ou nos outros álbuns. 'All Twisted' é uma música que até eu sinto uma vibe Follow The Reaper, mas é um som atualizado. Nada daquelas merdas foi intencional ou pensada com antecedência. Só veio natural e espontaneamente, como sempre."

"Em certos momentos eu acho que o último álbum foi mais fácil que o anterior," Laiho continua, "mas compor um álbum nunca é fácil, isso é certo. Em algum momento eu sempre dou de cara com uma parede tentando juntar as partes, mas agora quando penso sobre o processo de composição e gravação de Halo Of Blood, desta vez parece que foi um pouco mais suave."

E um lançamento do Children Of Bodom não seria completo sem alguns covers esperando na manga como bonus tracks ou b-sides. Halo Of Blood tem dois, 'Sleeping In My Car' do Roxette e 'Cruel Summer' do Bananarama, completando com um solo do guitarrista do ANNIHILATOR, Jeff Waters, como convidado. Antiquado para o COB depois de 15 anos no mercado, e e ainda assim nunca fica entediante fazer novos covers.

"Porra, não, e eu acho que isso nunca vai acontecer porque o fato que importa é que nós nos divertimos tanto fazendo os covers," diz Laiho, sem rodeios. "As vezes tentamos escolher as músicas mais retardadas que conseguimos encontrar, como disco ou algo do tipo, e de novo é um desafio fazer algo assim. Pegar uma música disco e torná-la metal, mas nós queremos fazer soar profissional. É pra ser divertido, mas não uma piada total."

Halo Of Blood também quebra a tradição de ter capas que são um lixo (ou ao menos questionáveis), que havia nos três últimos álbuns (Are You Dead Yet?, Blooddrunk, Relentless Reckless Forever). Assim como seus colegas de banda, Laiho está completamente satisfeito com o produto final. "É foda pra caralho (risos). Eu estou realmente feliz com a arte da capa, e eu tenho que dizer isso porque é o novo álbum, mas eu falo sério. Se encaixa perfeitamente com o álbum, e mesmo se você não ouviu o álbum ou não sabe nada sobre CHILDREN OF BODOM, ela definitivamente se destaca e chama sua atenção"

Leia a entrevista completa no blog do COBHCBR




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Children Of Bodom"


Kryour: prestando tributo ao Children of Bodom em vídeo ao vivo

Children Of Bodom: Alexi Laiho e seu álbum favorito de OzzyChildren Of Bodom
Alexi Laiho e seu álbum favorito de Ozzy

Children Of Bodom: Alexi não se atreveria a tocar Dire StraitsChildren Of Bodom
Alexi não se atreveria a tocar Dire Straits

Children of Bodom: Alexi Laiho classifica álbuns do pior ao melhorChildren of Bodom
Alexi Laiho classifica álbuns do pior ao melhor


Metallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidasMetallica
James Hetfield explica suas tatuagens preferidas

Scorpions: a história por trás da música Wind of ChangeScorpions
A história por trás da música "Wind of Change"

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1991Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1991

Vocalistas: algumas das grandes vozes do rockVocalistas
Algumas das grandes vozes do rock

Slayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixoSlayer
Tom Araya revela seus ídolos do baixo

De AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rockDe AC/DC a ZZ Top
Origens dos nomes de bandas e artistas de rock

U2: as 10 melhores músicas de todos os tempos da bandaU2
As 10 melhores músicas de todos os tempos da banda


Sobre Talia Cruz

Fã de metal extremo, de black metal e de Wednesday 13. Fã incondicional de Vader e Dissection. Aparece como modelo na capa do álbum Day After, da banda Drunk Vision.

Mais matérias de Talia Cruz no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336