Matérias Mais Lidas

imagemSlash explica porque o Guns N' Roses faz shows de 3 horas e meia

imagemDave Mustaine perde a compostura e xinga membro da equipe do Judas Priest

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemGuns N' Roses cancela show na Escócia por razões médicas

imagemGuitarrista original do Mercyful Fate solta os cachorros por ter ficado fora de reunião

imagem"Master Of Puppets" apareceu em comédia há 19 anos, muito antes de "Stranger Things"

imagemA banda de hard rock dos anos 1970 que é a queridinha de Xande de Pilares

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagem"Master Of Puppets" entra no top 30 global do Spotify depois de "Stranger Things"

imagemO que Lemmy Kilmister aprendeu trabalhando como roadie de Jimi Hendrix

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemDave Mustaine rasga elogios e fala sobre amizade com Ice-T, vocalista do Body Count

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemAngra: vídeos e setlist de show celebrando "Rebirth" em SP, com convidada especial

imagemAxl Rose teria sofrido ataque de ansiedade antes de show, diz jornal


Airbourne 2022

Bill Ward: não ouvi o "13", é muito doloroso pra mim

Por Samuel Coutinho
Fonte: Metal da Ilha
Em 10/11/13

Quarenta e três anos depois, o BLACK SABBATH ainda continua forte, embora siga em diferentes direções. De um lado três membros originais reunidos - Tony Iommi, Ozzy Osbourne e Geezer Butler - lançaram um novo álbum intitulado "13" e estão percorrendo o mundo, e de outro, o baterista Bill Ward, que não participou da festa. Diferentes versões da história foram apresentadas na imprensa, envolvendo advogados, contratos, promessas quebradas e muitas mágoas.

Enquanto seus ex-companheiros de banda ressuscitavam o Black Sabbath para uma última saudação ao heavy metal, Ward ficou em casa na Califórnia se virando sozinho, incluindo uma nova exposição de arte que ele mostrou recentemente em Annapolis, Maryland.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A Rock Cellar Magazine procurou Ward para extrair de sua mente tudo o que ele sente sobre Sabbath - passado e presente - e sobre suas novas formas de expressão.

Rock Cellar Magazine: Seus fãs apoiaram sua decisão de não participar do novo álbum de reunião do Black Sabbath e da turnê mundial?

Bill Ward: Os fãs foram brilhantes. Eu sinto que eu tenho um contato próximo e real com eles. Eu nunca cheguei a tal ponto de realmente ter essa proximidade com todos. Estou tentando entender esse momento agora. Suas reações e suas palavras. Como ontem à noite quando eu fui fazer umas comprinhas, eu me deparei com um cara que estava absolutamente maravilhado e me disse coisas maravilhosas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Isso está acontecendo o tempo todo. Estou recebendo cartas de todo o mundo, de músicos, de todos os tipos e eles me apoiam totalmente. E eu sou eternamente grato por eles reagirem de uma forma tão positiva. Tem sido uma grande experiência. Na verdade eu não tenho palavras suficientes para isso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eu estou sem palavras. (Longa pausa) eu até choro por causa disso, você sabe. Mesmo agora que estou falando contigo, estou segurando uma lágrima. Tive que seguir meu coração sob as circunstâncias mais difíceis.

Rock Cellar Magazine: Você já ouviu o novo álbum do Sabbath?

Bill Ward: A única coisa que eu ouvi de "13" foi... talvez 40 segundos da primeira música, e então eu desliguei. E para ser sincero, eu não ligo. É muito doloroso. Se quiser me torturar, basta colocar o disco pra tocar.

Quer dizer, eu desejo-lhes toda a sorte - bem, não sorte, eles não precisam de sorte - mas eu desejo-lhes tudo de melhor no mundo. Mas para mim, eu não posso ouvi-lo. Como eu disse, eu escutei os primeiros 40 segundos de "God is Dead?" e eu disse que eu não posso ouvir isso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Leia a entrevista completa (em inglês) na fonte original desta matéria:
http://www.rockcellarmagazine.com/2013/11/01/bill-ward-interview-black-sabbath/#sthash.yMGQS7F1.x9RvjaCR.dpbs

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Black Sabbath: dez músicas obscuras porém fantásticas

Geezer Butler: cansado de engordar e ver TV após Sabbath se aposentar



Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho.