Pantera: edição especial e curiosidades do "Far Beyond Driven"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jean Forrer, Fonte: Pinouvido
Enviar Correções  

O Pantera alcançou um grande marco em 1994 com o lançamento de "Far Beyond Driven": o álbum estreou em 1º lugar na Billboard 200. Mesmo comparado à outras bandas pesadas que também conseguiram esta façanha, como Metallica e Slipknot, o fato se mantém notável por ter feito o metal soar mais alto na época do auge do grunge. Como Vinnie Paul disse à revista 'Rolling Stone' americana: "As pessoas faziam qualquer coisa para classificar a banda delas de outra coisa - "alternativo" ou outro nome - apenas para não serem jogadas na categoria heavy metal. E nós carregávamos esta bandeira. Este disco foi muito extremo se comparado com qualquer outra coisa que tenha sido lançada naquela época".

Pantera: com Rob Halford tocando música do Judas Priest (vídeo)

Motorhead: a gafe nazista de Lemmy em Nuremberg

publicidade

No último sábado (20), este sétimo álbum do Pantera completou 20 anos. Para comemorar a data, amanhã (25) será lançada uma edição especial: o "Far Beyond Driven: 20th Anniversary Edition". O disco duplo terá versões remasterizadas das músicas, juntamente com a gravação da performance ao vivo da banda no "Monsters of Rock" de 1994, em Donington (Reino Unido), com alguma das faixas favoritas dos fãs, como "Walk", "Fucking Hostile" e "Cowboys from Hell". Segundo Vinnie Paul, o "Monsters of Rock" foi um dos 312 shows que a banda fez em 1994.

publicidade

"Far Beyond Driven" marcou um aumento na agressividade no som da banda, ao mesmo tempo que a personalidade de Phil Anselmo começou a se destacar em vocais com timbres mais graves e violentos e sem os gritos agudos. Este também foi o primeiro álbum em que o guitarrista "Diamond Darrell Abbott" passou a ser creditado como "Dimebag Darrell".

Se você quer saber outras curiosidades sobre esse álbum é só clicar na imagem abaixo para ver em tamanho maior.

publicidade

Pessoalmente, embora eu já conhecesse algumas músicas do Pantera antes, esse foi o primeiro álbum da banda que ouvi inteiro e posso dizer que mudou a minha vida há alguns anos. Os riffs de guitarra de "5 Minutes Alone" e "I'm Broken" são matadores e, por tocar bateria, no momento em que ouvi o pedal duplo feito por Vinnie Paul em "Becoming", a minha percepção sobre música chegou a outro patamar. Hoje eu afirmo, sem dúvidas, que o Pantera é a minha banda favorita. Não é a toa que eu tenho o CFH tatuado no meu braço junto com a frase "Stronger Than All" da música "Strength Beyond Strength", que também faz parte deste álbum.

publicidade

"Far Beyond Driven" não é o meu CD preferido do Pantera, mas com certeza, abriu as portas e os meus ouvidos para um novo mundo, e portanto, é uma honra escrever este post.

publicidade


WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin