Fora do Armário: Ex-membros do Death se assumem como gays

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar Correções  

Em 2014, pela primeira vez, os músicos do CYNIC, PAUL MASVIDAL e SEAN REINERT discutiram sua sexualidade publicamente. Em uma nova entrevista, Masvidal e Reinert se declaram abertamente como gays enquanto discutem as dificuldades de ser homossexual no mundo do metal.

Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaHá quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universo

A orientação sexual de Masvidal e Reinert nunca foi exatamente um segredo entre os fãs do Cynic, mas ambos nunca haviam abordado o tema em público. Em uma nova entrevista com o jornal L.A. Times, os dois músicos, que tocam juntos desde o ginásio e tocaram no icônico álbum ‘Human’ do pilar do Death Metal – o DEATH, discute com orgulho suas vidas como homens gays. Os dois músicos também esclarecem que nunca foram atraídos um pelo outro.

O frontman Paul Masvidal já havia ‘saído do armário’ para amigos e família desde 1991. O baterista Sean Reinert demorou mais a se assumir, sem poder descobrir sua identidade tal como Masvidal o fizera. "Eu sabia que, secretamente, eu também queria ir àquelas boites", diz ele. "Mas, naquele tempo, meu estereótipo de como ser gay incluía vestidos e camisetas regata. Eu não tinha nenhuma figura modelo masculina no metal que fosse gay. Uma coisa é dar uns pegas nos seus colegas de banda e ‘brincar de ser gay’ porque é ousado", Masvidal emenda. "Com certeza vai haver uma reação, mas é importante ser verdadeiro".

Como músicos de metal altamente respeitados, os membros do Cynic são figuras públicas entre os fãs, e, infelizmente, esse mesmo status levou a uma realidade incômoda para Reinert. "Eu sai com um cara horrível que falou a respeito em seu site", explica o baterista. "Então, por anos, se você digitasse meu nome no Google, a segunda coisa que aparecia depois de ‘Sean Reinert baterista’ era ‘Sean Reinert Gay’."

Na entrevista do L.A. Times, Reinert também manda uma mensagem muito clara para aqueles que possam se opor à sua homossexualidade. "Os gays estão em todo lugar, desempenhando todo tipo de trabalho, tocando todo tipo de música e sempre o fizemos. Levou anos para que eu finalmente tivesse coragem de finalmente dizer ‘se você tem algum problema com isso, então jogue seus discos no lixo. O problema é seu, não meu.’"

Texto original por Graham ‘Gruhamed’ Hartmann



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


King ov Hell: Gorgoroth não é sobre libertação gayKing ov Hell
"Gorgoroth não é sobre libertação gay"

Homossexualidade: 5 nomes da cena rock/metal que assumiramHomossexualidade
5 nomes da cena rock/metal que assumiram


Mulheres no Rock: resistência em um meio machistaMulheres no Rock
Resistência em um meio machista

Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin