Eluveitie: "Nosso fan-club é provavelmente o mais dedicado do mundo"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Gisela Cardoso, Fonte: Horns Up
Enviar Correções  

Em entrevista ao site brasileiro Horns Up, Chrigel Glanzmann falou sobre o mais recente álbum do Eluveitie, "Origins", e toda a mitologia que cerca as fabulosas letras desta incrível banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Matéria originalmente publicada em:
http://hornsup.com.br/v2/eluveitie-nosso-fan-club-e-provavel...

HORNS UP – "Origins" é o sexto álbum de estúdio da banda. Como fora o processo de composição e os objetivos que você tinha em mente quando iniciou todo o processo?

Chrigel – Honestamente, nós não temos objetivo quando escrevemos nossas músicas. Exceto em se tornar melhor, musicalmente. Além disso, eu sempre tenho objetivo ao escrever música: expressar um conteúdo lírico musicalmente, criar atmosferas e expressar emoções.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

HORNS UP – Este novo esforço foi gravado novamente no New Sound Studio com o produtor, Tommy Vtterli. Por que você decidiu manter esta escolha?

Chrigel – Basicamente por ser a melhor opção para nós. Tommy é um dos melhores engenheiros em minha opinião. Ele nos conhece, sabe dos desafios da nossa música, nossos instrumentos e tudo que nos cerca de uma forma bastante ampla. E portanto, nós conhecemos ele e como ele trabalha. Ao longo dos anos nós nos tornamos amigos em uma forma mais pessoal.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

HORNS UP – Você havia comentado que este álbum possui um tema sobre a mitologia Celta e você obteve cooperação com vários cientistas e diversas universidades. Logo, de onde veio esta ideia?

Chrigel – A cultura e história Celta é o que faz o Eluveitie ser o que somos. E claro, a mitologia Celta é um importante assunto. Enquanto estávamos focados em nossos relatos históricos (como as guerras Gaulesas, por exemplo) nos últimos álbuns, nós pensamos que era hora de adentrar na mitologia e espiritualidade dos Celtas novamente (pela primeira vez desde "Evocation I").

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

HORNS UP – A arte de "Origins" é bastante bonita e interessante. Em sua opinião, como é transmitido todo o conceito por trás do álbum através desta arte?

Chrigel – Obrigado! Bem, como mencionei, "Origins" lida com a mitologia e espiritualidade Celta. A partir do momento em que a ideia básica do álbum nasceu, era claro que nós queríamos algo simples, um pouco abstrata e mistico em nossa arte de capa. Nós queríamos algo emblemático, algo que representasse e expressasse o conteúdo lírico do álbum. Mesmo assim, não fora algo fácil de se conseguir. Eu digo, se "Origins" fosse um álbum conceitual sobre a religião católica, por exemplo, quando poderíamos ter imaginado um crucifixo na capa, haha.. Teria sido muito fácil. Mas, na cultua Celta? Não há símbolo que se destaque para a mitologia ou espiritualidade. Eu procurei intensamente e trabalhei em conjunto com a universidade de Zurich (onde sou amigo de um professor especialista na cultura e arte Celta). No fim, tudo voltou ao deus Celta Sucellos. O álbum lida com contos etiológicos da antiga Gália. E nesses temas mitológicos, Sucellos aparece uma várias vezes (mesmo que muitas vezes apenas em teses cientificas, uma vez que os nomes divinos não eram escritos pelos Celtas – tudo permanece muito misterioso). Muitas estátuas de Sucellos foram encontradas em escavações arqueológicas. Em uma dessas Sucellos é representado como uma espécie de auréola – uma espécie de meia-roda em forma de sol, que é composto de várias marretas, como uma que ele costuma carregar em suas mãos. E portanto, este símbolo é que você vê na capa de "Origins".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

HORNS UP – Quais as diferenças entre "Origins" e "Helvetios"?

Chrigel – Além do fato de que "Helvetios" é um álbum conceitual com uma história contínua (logo, todas as faixas estão conectadas), e isso não ocorre com "Origins", eu acho que as diferenças são basicamente a natureza músical. Nós nos desenvolvemos como uma banda e "Origins" representa o que somos hoje. Logo antes de iniciar o processo de composição de "Origins" nós finalizamos nossa maior turnês – "The Helvetions World Tour" que durou 2 anos e meio. E nestes 2 anos e meio nós não fizemos nada além de tocar nossos instrumentos, centenas de shows em todo o mundo e praticar. Todos nós crescemos como músicos. E eu acho que isso é perceptível neste novo álbum. Musicalmente ele está em um nível maior do que tudo que já realizamos. Também é possível dizer que a música está um pouco mais complexa, além de soarmos um pouco mais pesado e agressivo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

HORNS UP – Eluveitie não conta mais com Meri Tadic em sua formação. Como você encarou isso? Esta decisão dela foi uma surpresa pra você?

Chrigel – É claro que foi um golpe duro. Quero dizer, Meri estava conosco há 11 anos! Mas, felizmente, não foi uma surpresa. 11 anos é um longo período e às vezes você precisa fazer uma mudança em sua vida. Meri estava pensando nisso por um bom tempo e uma vez que ela decidiu, ela nos contou cedo o suficiente para procurar um sucessor.

HORNS UP – Como você conheceu Nicole Ansperger? Ela participou do processo de criação do novo álbum?

Chrigel - Na verdade, um amigo em comum nos colocou em contato com ela! Quando ela veio ao nosso ensaio, Nicole simplesmente nos impressionou. Ela provavelmente foi a melhor coisa que nos aconteceu. Mas ainda, sou eu quem basicamente escreve as música do Eluveitie (junto com Ivo), portanto ela não participou do processo. Mas, ela é talentosa e possui muitos anos de experiência. Seu modo energético de tocar é definitivamente algo que enriquece as músicas presentes em "Origins".

HORNS UP – Vocês realizaram vários shows no Brasil através dos anos. Como você descreve a sua relação com os brasileiros?

Chrigel – Incrível, eu diria! Uma coisa que eu preciso realmente mencionar: nosso fan club Brasileiro é provavelmente o mais dedicado do mundo! Estes garotos e garotas são simplesmente incríveis.

HORNS UP – Já podemos esperar um retorno ao Brasil?

Chrigel – Claro! Mas ainda não há datas confirmadas. A "Origins World Tour" ainda esta sendo planejada.

HORNS UP - Obrigado pela entrevista! Fique a vontade para enviar uma mensagem aos seus fãs brasileiros.

Chrigel – Bem, muito obrigado por esta entrevista! E obrigado a todos os leitores pelo interesse no Eluveitie e pelo seu suporte. Mal podemos esperar para voltar ao Brasil – espero vê-los em breve.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Rock e Metal: 7 bandas/artistas que você pronuncia o nome erradoRock e Metal
7 bandas/artistas que você pronuncia o nome errado


Separados no nascimento: Sarah Jessica Parker e o mascote EddieSeparados no nascimento
Sarah Jessica Parker e o mascote Eddie

Enjaulados: Os crimes mais chocantes da história do rockEnjaulados
Os crimes mais chocantes da história do rock


Sobre Gisela Cardoso

Headbanger, Jornalista, Crítica de Metal, vocalista, instrumentista, anarco-comunista, vegetariana, apaixonada por Mitologia Nórdica e adoradora do Deus Metal. A música me move e as palavras constroem! @GisaGrind.

Mais matérias de Gisela Cardoso no Whiplash.Net.

Cli336 Goo336 Goo336 Cli336 Goo336 Goo336 CliHo WhiFin