Bruce Dickinson: "Nunca imaginei que seria piloto"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Soares, Fonte: Iron Maiden 666
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 16/09/14. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Quando o Iron Maiden gravou a clássica "Aces High", o vocalista Bruce Dickinson jamais poderia imaginar que, como os heróis da música, estaria um dia em uma batalha aérea entre aviões de guerra britânicos e alemães, sobre os campos verdes da Inglaterra.

3519 acessosIron Maiden: em vídeo, crianças reagem às músicas da banda5000 acessosFascínio pelo terror: Cinco bandas que dão medo

Pois foi exatamente isso que Bruce fez no último final de semana a bordo de um triplano da Primeira Guerra Mundial no famoso Duxford Air Show.

Em entrevista ao Sunday Express, Bruce falou sobre sua relação com a aviação e sobre o seu Fokker Dr1, igual ao do lendário "Barão Vermelho" Manfred von Richthofen.

"Eu sou o vilão, então eu sempre sou abatido no final," riu Dickinson.

"Meu padrinho foi da RAF na Segunda Guerra Mundial, e por isso sempre me interessei por aviação, mas só consegui voar aos 30 anos. Tudo que fiz antes disso foi construir aeromodelos e olhar para o céu melancolicamente a imaginar."

"Foi o nosso baixista Steve Harris que escreveu Aces High, eu fiquei de fora pois ele chegou primeiro, mas sempre fui apaixonado por aviões, apesar de nunca, em um milhão de anos, imaginar que um dia seria piloto de um avião transatlântico, muito menos participar de um duelo com aviões da Primeira Guerra Mundial."

"Depois que eu finalmente mergulhei nisso tudo, pensei que gostaria de ter feito isso dez anos antes, mas se eu tivesse feito antes, todas as coisas com o Iron Maiden poderiam não ter acontecido."

Quando o engenheiro e projetista John Day morreu e a viúva colocou sua aeronave triplano à venda, foi tentador demais para Bruce Dickinson resistir: "Dei uma olhada e decidi que não podia deixar de comprá-lo. É soberbo! John era um engenheiro incrível e tudo tinha que ser original. É uma obra de arte."

Comprar um triplano é uma coisa, mas fazer a batalha no céu é outra completamente diferente: "Há um grau de risco em tudo - mas é como você gerencia isso que importa. Parece perigoso, mas não pode ser perigoso", afirma Dickinson.

"Sempre me perguntam qual é a sensação de estar no palco na frente de 100 mil pessoas, mas a verdade é que eu realmente não tenho a chance de desfrutar, porque eu estou muito ocupado fazendo todos os malabarismos. Se eu tivesse tempo para fazer um selfie mental de mim mesmo eu não estaria fazendo meu trabalho corretamente. Eu me satisfaço ao saber que meus fãs tiveram um grande momento - é a mesma coisa com o show aéreo."

Fonte: Sunday Express / ITV News

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Iron MaidenIron Maiden
Em vídeo, crianças reagem às músicas da banda

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Iron MaidenIron Maiden
Veja Bruce abandonando o palco em 1999

Andre MatosAndre Matos
"Eu não estava preparado para cantar no Maiden!"

Rock N Roll RibsRock N' Roll Ribs
Conheça o restaurante de Nicko McBrain

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"0 acessosTodas as matérias sobre "Bruce Dickinson"

Fascínio pelo terrorFascínio pelo terror
Cinco bandas que dão medo

Axl RoseAxl Rose
Texto analisa rivalidade com Kurt Cobain, do Nirvana

O amorO amor
10 músicas para roqueiros apaixonados

5000 acessosMulheres: as bandas mais famosas em suas versões femininas5000 acessosCâncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson5000 acessosFrances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fã5000 acessosJesus Cristo: algumas canções que levam o seu nome como tema5000 acessosMatt Sorum: como é sair da zona de conforto após 25 anos com Duff5000 acessosCorey Taylor: "agradeça pelo que tem", ele diz para Chester

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 16 de setembro de 2014

Sobre Igor Soares

Brasiliense de nascimento e piauiense de coração, Igor é Geógrafo e Desenvolvedor Web. Acessa o Whiplash.Net desde os primórdios e o Iron Maiden, sua banda favorita, é uma das razões dele ter se tornado colaborador do site.

Mais matérias de Igor Soares no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online