Max Cavalera: orgulhoso quando toca música do Sepultura

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em uma nova entrevista com o The Vinyl District, o ex-vocalista do SEPULTURA e atual SOULFLY, Max Cavalera, foi perguntado se ele ainda sente orgulho e um senso de completude quando toca músicas do SEPULTURA ou se isso abre uma velha ferida: "Não, eu me sinto orgulhoso, especialmente quando toco com o CAVALERA CONSPIRACY, porque sou eu e Igor [Cavalera, ex-baterista do SEPULTURA", disse. "Duas pessoas que estavam envolvidas na versão original das músicas."

Doom Metal: os dez trabalhos essenciais do estiloBullet For My Valentine: vocal detonou Guns em turnê

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele continua: "Na última turnê sul americana [do CAVALERA], nós fizemos muitas coisas legais. Nós fizemos um medley de 'Beneath The Remains', nós tocamos 'Desperate Cry'. Em Belo nós tocamos 'Necromaner' com Jairo [ex-guitarrista do SEPULTURA], o que foi bem legal."

"É divertido e o que eu amo sobre as coisas do CAVALERA, é que são tão poderosas quanto as coisas do SEPULTURA. Quanto tocamos 'Inflikted' ou 'Sanctuary' ou 'Killing Inside', foi brutal e muito alto, e o vocal é tão alto quanto aquele das músicas do SEPULTURA. Para mim, essa foi a vitória, bem aí. Isso mostra que estamos fazendo algo tão relevante quanto o que já fizemos, e nós devemos continuar. Nós estamos no caminho certo."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Max também falou sobre o começo do SEPULTURA e sobre as dificuldades da banda estourar na cena brasileira e se tornar conhecida ao redor do mundo: "Sim, foi difícil." Disse. "Na verdade quando começamos, ninguém gostava de nós. Haviam somente algumas pessoas que ligavam para o que estávamos fazendo. Por muito tempo, foi assim. Éramos nós contra o mundo. Pouco a pouco, isso melhorou com o tempo."

"Nós nunca poderíamos imaginar que poderíamos fazer uma turnê mundial, lançar livros e ter fãs em todo o mundo. Isso foi realmente incrível, vindo de onde nós vemos. Era realmente impressionante, e realmente, realmente legal. Eu agradeço aos fãs todos os dias. Eles fizeram meu sonho se tornar realidade."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Quando eu era jovem, tudo que eu queria fazer era viver de música e não ter outro emprego. Só música. Viver para a música. Eu faço isso agora, e é ótimo. Eu só quero dar algo aos fãs através da música. Não decepcioná-los com o que quer que eu faça. Eu continuo tentando fazer bons discos todo o tempo."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Sepultura"Todas as matérias sobre "Soulfly"Todas as matérias sobre "Cavalera Conspiracy"Todas as matérias sobre "Max Cavalera"


Sepultura: o que Eloy Casagrande acha da treta entre ex e atuais integrantes?Sepultura
O que Eloy Casagrande acha da treta entre ex e atuais integrantes?

Sepultura: Roots combina perfeitamente com Guardiões da GaláxiaSepultura
"Roots" combina perfeitamente com Guardiões da Galáxia


Doom Metal: os dez trabalhos essenciais do estiloDoom Metal
Os dez trabalhos essenciais do estilo

Bullet For My Valentine: vocal detonou Guns em turnêBullet For My Valentine
Vocal detonou Guns em turnê


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

adGoo336