Corey Taylor: Não podíamos trabalhar junto com Jordison

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Testa, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O vocalista do Slipknot, Corey Taylor, disse que Joey Jordison foi demitido do grupo em dezembro de 2013 porque os membros da banda e o baterista "simplesmente não podiam trabalhar juntos mais."

1324 acessosSlipknot: estúdio x ao vivo, expectativa e realidade5000 acessosMegadeth: Dave explica por que não tocar "The Conjuring"

Em uma entrevista, Corey disse: "Existem legalidades, mas ao mesmo tempo as pessoas precisam saber disso: existe respeito. Eu não vou falar sobre a vida de Joey porque não cabe a mim isso e as pessoas precisam entender isso. Se Joey quiser falar da situação, ele pode. Eu só posso falar sobre como ele se aplica a esta banda, e a única maneira que eu tenho sido capaz de resumir é que algumas vezes você está na mesma estrada e você chega a uma encruzilhada. Algumas vezes vocês seguem juntos, algumas vezes vocês se separam. E dessa vez nos separamos. Simples assim. Nós não éramos mais capazes de trabalhar juntos. É isso."

Depois de comentado que o Slipknot estava mantendo a classe nas entrevistas, Taylor continuou: "Eu não vou sentar aqui e falar mal de alguém com que eu passei 15 anos construindo algo incrível, não vou fazer isso. E os fãs precisam entender isso. Acho que a maioria entende, mas sempre tem essas pessoas que apenas querem um pouco mais para poderem falar merda. E essa é a única razão por quererem a história inteira. Eles querem falar merda."

Perguntado se o Slipknot sente falta dos arranjos e presença de Jordison durante a gravação do disco ".5: The Gray Chapter", Taylor disse: "Você sabe... É uma boa pergunta, na verdade. E eu não tinha pensado nisso até você perguntar. Porque, no momento, estamos apenas meio que tentando passar por isso. Todos estão muito positivos, então você não está o ignorando, mas você está apenas seguindo em frente. Definitivamente, existem momentos em que você sente falta da habilidade dele de ver as coisas. Mas eu, Clown, Jim... Isso é como as vezes que sentimos falta do Paul e do que ele levou com ele. E todos tinham que preencher esse espaço vazio.

Eu e Jim fomos os primeiros a dizer que aprendemos tanto trabalhando com Paul que nós temos usado a mesma maneira que ele usava de fazer as coisas. E foi mais ou menos com Joey. Joey, a maior parte do tempo, era definitivamente um líder no estúdio, porque ele tem uma grande mente para isso e sabe como conseguir a sonoridade correta e como fazer certas coisas. Então você meio que tem que preencher esse vazio."

Comente: Joey Jordison ainda faz falta no Slipknot?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 01 de novembro de 2014
Post de 02 de novembro de 2014
Post de 08 de fevereiro de 2017

Bill WardBill Ward
Os dez discos de metal favoritos do baterista

1324 acessosSlipknot: estúdio x ao vivo, expectativa e realidade512 acessosSlipknot: reagindo aos melhores vocais cover da banda2796 acessosSlipknot: o fã que achou alguma coisa na Deep Web0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slipknot"

Metallica e SlipknotMetallica e Slipknot
"Snuffing Else Matters"

Corey TaylorCorey Taylor
"O sr. Gene Simmons precisa sair mais de casa"

SlipknotSlipknot
Corey Taylor revela qual o pior emprego que ele teve

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Slipknot"

Dave MustaineDave Mustaine
"Joguei dois feitiços em pessoas, ambos funcionaram!"

Blind FaithBlind Faith
Uma das capas mais polêmicas da história do rock

Demonstrações de afetoDemonstrações de afeto
Fotos de rockstars que já se beijaram

5000 acessosLista: as dez melhores músicas para se ouvir na estrada5000 acessosManowar: A vida real e nada épica dos Reis do Metal?5000 acessosMike Mangini: um dos bateristas mais rápidos do mundo?5000 acessosOzzy Osbourne: Brad Gillis conta como foi substituir Randy Rhoads5000 acessosDr. Sin: Felipe Andreoli, do Angra, lamenta o fim da banda5000 acessosIggy Pop: Dizendo sob tortura que Justin Bieber é futuro do rock

Sobre Rafael Testa

Nascido em Juiz de Fora, Minas Gerais, tem 23 anos, é estudante de sistemas de informação e torcedor fanático do Vasco da Gama e do Tupi Football Club. Se interessou por rock/metal depois do grande tio Roney mostrar-lhe o Iron Maiden. Tem o gosto musical muito variado, curte do thrash metal do Slayer ao metalcore do All That Remains. Acredita que existem bandas boas atualmente e faz questão de apresentá-las.

Mais matérias de Rafael Testa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online