Nicolas Cage: filho queria muito apresentar Amon Amarth ao pai

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Weston Coppola Cage, o filho de 23 anos do ator Nicolas Cage, recentemente lançou um single de heavy metal, "Tell Me Why (Matriarch Of Misery)". A faixa, que pode ser ouvida pelo link abaixo, deve aparecer no vindouro álbum solo de estreia de Weston, "Prehistoric Dichotomy", com lançamento previsto para fevereiro.

Amon Amarth: homem é esfaqueado em show da bandaFotos de Infância: Bon Scott, do AC/DC

https://soundcloud.com/wescage/tell-me-why-mastered/s-qxVp8

Quando perguntando algumas de suas bandas favoritas nos últimos anos, Weston contou ao Journey of A Frontman: "A música que sempre tocava em casa quando eu era pequeno era Enya e Buddha Bar; era algo bem atmosférico. Quando eu ouvir coisas como DIMMU BORGIR ou EMPEREROR, fiquei bem conectado, pelo som bem atmosférico que eles têm. Bandas que foram grandes escapes para mim foram SYSTEM OF A DOWN, RAMMSTEIN e NINE INCH NAILS, mas agora tenho ouvido bastante GOJIRA."

Weston também falou como ele e seu pai se conectam pela música. Ele disse: "O último show que nós fomos, foi um do MOTLEY CRUE em Vegas, e Tommy Lee quase começou uma briga comigo. [Risos] Nós fomos ver o LACUNA COIL com ROB ZOMBIE quando tocaram juntos. Foi ótimo. Queria ir em um show do AMON AMARH, era uma banda que eu realmente queria que ele gostasse, porque nós dois amamos a mitologia Viking e qualquer coisa nórdica."

Ele continua: "Meu pai sempre gostou do NINE INCH NAILS, sempre tocou lá em casa. Ele ouve bastante ROB ZOMBIE. Ele também tocava muitas músicas clássicas, como Beethoven, Bach, Mozart e Chopin. Todos esses incríveis compositores estavam tocando na minha casa. Eu acho que talvez isso tenha me moldado e feito com que eu quisesse também compor."

"Quando eu tinha 18 anos, eu tocava música sinfônica clássica interruptamente. Eu não podia parar de ouvir e querer fazer coisas assim. Beethoven ajudou com isso."

Quanto a música em que ele está trabalhando, Weston disse: "Para aqueles que ainda não ouviram minha música, é definitivamente algo que eu encorajo as pessoas a ouvirem, porque é algo que vai continuar evoluindo e ficando perto de um som que nunca foi feito antes. É algo que pode trazer algo ancestral e algo interior. Se alguém quiser definitivamente embarcar em uma viajem interior, esse é o caminho certo."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Amon Amarth"


Amon Amarth: homem é esfaqueado em show da bandaAmon Amarth
Homem é esfaqueado em show da banda

Amon Amarth: banda lança vídeo de "Shield Wall", música do álbum mais recenteAmon Amarth: um dos grandes álbuns ao vivo da história do metalAmon Amarth: novo álbum "Berserker" será lançado em CD nacional

Revolver Music Awards: Confira quem ganhou as premiaçõesRevolver Music Awards
Confira quem ganhou as premiações

Amon Amarth e Abbath: bandas visitam o cristo redentorAmon Amarth e Abbath
Bandas visitam o cristo redentor

Heavy Metal: as 10 capas mais de macho de todos os temposHeavy Metal
As 10 capas mais "de macho" de todos os tempos


Fotos de Infância: Bon Scott, do AC/DCFotos de Infância
Bon Scott, do AC/DC

Simone Simons: Rammstein me faz querer mexer a bundaSimone Simons
"Rammstein me faz querer mexer a bunda"

Osama Bin Laden: O que havia na sua coleção de cassetes?Osama Bin Laden
O que havia na sua coleção de cassetes?

Marilyn Manson: Sou o monstro do Lago Ness! Sou o Bicho Papão!Marilyn Manson
"Sou o monstro do Lago Ness! Sou o Bicho Papão!"

Deep Purple: riff de Smoke on the Water foi criado por Tom Jobim?Deep Purple
Riff de "Smoke on the Water" foi criado por Tom Jobim?

Mariah Carey: Sebastian Bach fica indignado com justificativasMariah Carey
Sebastian Bach fica indignado com justificativas

Rainbow: Dio era legal por ser americano, diz Tony CareyRainbow
"Dio era legal por ser americano", diz Tony Carey


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336