Manowar: "Into Glory Ride", o melhor álbum por fãs fanáticos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Lucas Witchunter, Fonte: Lucas chains and leather, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 24/03/15. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Após se autoproclamar como a última fronteira do verdadeiro Heavy Metal nos Estados Unidos com o debut, Battle Hymns, o Manowar resolveu adicionar novos elementos a sua música em Into Glory Ride. A base continuava a mesma. Porém, o som se distanciava do lado mais simples do estilo, criando uma atmosfera épica, o que resultou em faixas mais longas e climáticas. O disco também marcou a estreia de Scott Columbus na bateria, substituindo Donnie Hamzik, hoje de volta à formação substituindo o falecido companheiro de instrumento. Além disso, era a estreia da banda pela Megaforce Records, onde assinaram o contrato com o próprio sangue, como pode ser visto na foto.

1668 acessosManowar, Joan Jett e outros: gravando Rap antes do New Metal?5000 acessosMetallica: Perguntas, respostas e curiosidades diversas

Em suas sete faixas, o álbum oferece algo novo, que influenciou as gerações posteriores no gênero que ficou conhecido popularmente como True Metal. O grande trunfo do quarteto se encontrava na guitarra. Ross The Boss fazia com que a parte criativa fosse mais coletiva. Após sua saída, Joey De Maio e Eric Adams assumiram totalmente o comando das operações. Também coube a Ross oferecer o lado mais melódico dessa era, fazendo com que o som se tornasse facilmente reconhecível sem cair no popularesco.

No tracklist, clássicos como “Gates Of Valhalla”, “Gloves Of Metal” e a sensacional “Revelation (Death’s Angel)” marcaram época. Apenas a abertura, com “Warlord”, tem duração abaixo dos cinco minutos, consequência do que propuseram os músicos em termos de linha temática.

A repercussão foi enorme, especialmente na Inglaterra, o que rendeu homenagens posteriores do grupo, como o título do trabalho seguinte, Hail To England. Curiosamente, hoje bandas do gênero são solenemente ignoradas no país.

Into Glory Ride marcou a confirmação do Manowar como referência de um estilo que ainda não possuía ares cômicos. Mesmo que atualmente a banda tenha virado uma auto-paródia, seus primeiros discos são de extrema valia para quem quiser conhecer o Heavy oitentista em seu esplendor. E seja lá qual for a postura de seus integrantes, tanto em termos visuais como de discurso, ainda é difícil encontrar um vocalista com a capacidade de Eric Adams.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Manowar, Joan Jett e outrosManowar, Joan Jett e outros
Gravando Rap antes do New Metal?

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Manowar"

Humor involuntárioHumor involuntário
As resenhas de discos da Rock Brigade na década de 80

Top 10Top 10
Os mais influentes álbuns de Metal Tradicional

ManowarManowar
Assista Régis Tadeu pegando pressão épica de fãs true

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Manowar"

MetallicaMetallica
Perguntas, respostas e curiosidades diversas

Metal NeoclássicoMetal Neoclássico
As regras para se tornar uma estrela do gênero

Collectors RoomCollectors Room
Uma coleção impressionante de ítens do Kiss

5000 acessosMegadeth: O recadinho provocante da vocalista do Huntress5000 acessosCenografia: os pedestais mais bizarros do Rock e Metal5000 acessosOs Headbangers não praticantes5000 acessosOzzy e Lemmy: mansão luxuosa, apartamento como caverna5000 acessosGuns N' Roses: Axl mandou expulsar Steven Adler de show5000 acessosKiss: Classic Rock elege as 40 melhores músicas da banda

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 24 de março de 2015

Sobre Lucas Witchunter

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online