Gwar: banda nega acusações do pai de Oderus Urungus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

Os membros do GWAR se pronunciaram sobre o processo movido pelo pai de Dave Brockie (Oderus Urungus), que os acusou de roubar diversos itens de Dave – e suas cinzas – e de se recusarem a devolvê-los para sua família.

Gwar: pai de Oderus acusa banda de roubar cinzas do vocalistaGwar
Pai de Oderus acusa banda de roubar cinzas do vocalista

publicidade

Segue o pronunciamento da banda:

"Nós ainda não chegamos a ver os papeis do processo, e então não podemos comentar a substância disto e o que ele traz contra o GWAR pelo pai de Dave Brockie, William Brockie, mas nós podemos dizer que as afirmações do artigo do Style Weekly são falsas. Nós não roubamos as cinzas de Dave Brockie ou qualquer item pertencente a ele. Na verdade, os itens mencionados no artigo, incluindo as cinzas de Dave, estão disponíveis aos seus advogados há semanas. Em diversos momentos e em diversas circunstâncias, tentamos agir de boa fé para honrar os desejos de nosso querido amigo. Dave não deixou instruções para seus últimos preparativos e então fizemos o melhor para honrar o que acreditamos que Dave Brockie iria querer."

publicidade

"As acusações sobre as cinzas de Dave são as que particularmente são um problema para nós. Seguindo o falecimento de Dave, a primeira coisa que fizemos foi notificar seu pai, que assinou para que fosse permitido sua cremação. O pai de Dave nos falou que não queria estar envolvido nos arranjos finais. Por essa razão, o Slave Pit [companhia que agencia o GWAR] assumiu a responsabilidade, pagando por sua cremação, organizando dois serviços memoriais (um público e um privado) e comprando um jazigo para Dave no cemitério de Holywood. O pai de Dave não compareceu a nenhum dos serviços feitos para seu filho em Richmond."

publicidade

"Por mais de 30 anos trabalhando e vivendo com Dave, nós ouvimos ele dizendo que gostaria que suas cinzas fossem mantidas no Slave Pit, para que pudesse ‘manter um olho no GWAR’, enquanto nós trabalhássemos. Nas semanas que seguiram sua morte, desenvolvemos planos para um fundo memorial que iria arrecadar dinheiro para honrar seu legado com uma estátua no cemitério e trabalhamos para continuar a apoiar seu apaixonado apoio pelas artes. Nós sentimos fortemente que uma porção desses restos mortais devem viver no local deste vindouro monumento no cemitério de Holywood. Quando William Brockie nos abordou, nós demos uma porção de suas cinzas como foi requisitado, para que pudesse espalhá-las no mesmo local da mãe e irmã de Dave."

publicidade

"Sobre as outras alegações do artigo, não houve nenhum esforço por parte de ninguém no GWAR, incluindo o baterista Brad Roberts, para roubar ou esconder os pertences de Dave seja de sua casa ou escritório. Dave, como o resto do GWAR, foi pago com adiantamento por sua última perna da turnê com a banda. A afirmação de que não pagamos sua parte dos royalties é falsa, e nós temos dados que provam isso. Estivemos em contato com William Brockie e seus advogados por meses. Eles tiveram acesso aos dados financeiros e os pagamentos de royalties para Dave estão claramente registrados. Desta forma, os advogados de William Brockie detalharam uma lista de pequenos itens de Dave que queriam da Slave Pit. Nunca houve nenhuma tentativa da parte da Slave Pit de afastar estes itens de William Brockie. Quando seus advogados finalmente identificaram o que queriam, nós fizemos os preparativos para enviá-los imediatamente. Os restos de Dave, assim como seus pertences, incluindo instrumentos e o disco de ouro mencionado no artigo, foram dados aos advogados, que então notificaram os representantes de Brockie de que ele poderia recebê-los semanas atrás."

publicidade

O resto do pronunciamento, em inglês, pode ser lido pelo link abaixo:

http://www.blabbermouth.net/news/gwar-issues-statement-regar...



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Blend Guitar: em vídeo, as dez bandas mais bizarras de todos os temposBlend Guitar
Em vídeo, as dez bandas mais bizarras de todos os tempos

Inacreditável: O que acontece de mais bizarro em um show de metalInacreditável
O que acontece de mais bizarro em um show de metal


Sexo e Satã: as mensagens subliminares em capas de Rock / MetalSexo e Satã
As mensagens subliminares em capas de Rock / Metal

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUATúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin