Rafael Bittencourt: Com o Aquiles eu não mantenho mais contato e nem tenho vontade

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Bruce William, Fonte: Ceará & Rock
Enviar correções  |  Comentários  | 

Durante entrevista ao Ceará & Rock, Rafael Bittencourt foi perguntado sobre as mudanças na formação que ocorreram no Angra em suas duas décadas e meia de história, confira abaixo o que ele disse:

35 acessosAngra: Tira o Gate do Bumbo, Emiliano!5000 acessosRock progressivo: bandas que merecem ser ouvidas

Em 25 anos de história, o Angra passou por uma série de mudanças na formação. Vários nomes passaram pelo grupo, como André Matos, Ricardo Confessori, Luiz Mariutti, Aquiles Priester, Edu Falaschi… Eu gostaria de falar, principalmente, dos dois últimos. Em quais circunstancia ocorreram essas saídas e qual relação você mantém com eles?

RF: O Aquiles saiu da banda por causar muito problema. Ele conseguiu uma antipatia de todos dentro do grupo, porque tanto profissionalmente, quanto pessoalmente, ele conseguiu pisar na bola com todos dentro do grupo. Eu prefiro não entrar em detalhes, mas a tolerância com relação ao comportamento dele se esgotou.

O Edu… Acho que as pessoas sabem, ficou muito público, na época; ele teve problemas nas cordas vocais e isso atrapalhou o desempenho dele, dentro do grupo, juntamente com isso, ele se desentendeu com o Kiko, principalmente, e acabou desgastando a relação. Eu mantenho uma relação boa com o Edu, a gente faz uns trabalhos juntos, eventualmente, e existe uma admiração, mútua, muito grande; tanto eu admiro ele, muito, quanto ele a mim, acredito. (...)

Com o Aquiles eu não mantenho mais contato e nem tenho vontade.

Em novembro, Aquiles passou por Fortaleza e deu algumas declaração sobre o tempo em que passou no Angra, criticando diretamente você e Kiko Loureiro, o que você poderia dizer sobre essas declarações? (nota: clique aqui para ler as declarações).

RF: Esse é um assunto cheio de detalhes, o que ele fala não condiz com a realidade ou como eu vejo a situação, mas também não gosto de expor esses detalhes e transformar as entrevistas ou os meios de comunicação em fofoca, então ele fala o que ele bem entende e eu não quero entrar em detalhes por não querer fazer o jogo dele.

A banda não acabou. Não quero dar nenhuma declaração sobre isso, é uma opinião dele e não quero ficar fazendo ‘mimimi’, que isso aí eu não gosto. Eu não gosto… ele fala “Imbecis”, fica me xingando, dizendo que “proíbem”, isso, aquilo… Nós tivemos problemas com os merchandising de todos dentro da banda e foi decidido por todos e foi decidido por todos que não seria feito… E quando alguém gerencia uma banda, dita algumas regras, da mesma maneira que ele dita as regras lá no Hangar. É normal! (...)

Veja a entrevista completa no link abaixo:

http://blog.opovo.com.br/cearaerock/2015/05/28/rafael-bitten...

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

35 acessosAngra: Tira o Gate do Bumbo, Emiliano!311 acessosAngra: Felipe Andreoli lança curso online629 acessosAngra: 10 Melhores músicas no Disco Voador Rocks1165 acessosRio Rock City: O Power Metal morreu?1274 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify1427 acessosAngra e Hangar: Fábio Laguna conta como entrou nas bandas0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Vídeo revela penoso processo de desenvolvimento até o Megadeth

ViperViper
Fotos dos primórdios da carreira

AngraAngra
Como fica "Carry On" nas vozes do Van Canto

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 29 de maio de 2015
Post de 01 de junho de 2015

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Rafael Bittencourt"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"0 acessosTodas as matérias sobre "Aquiles Priester"

Rock progressivoRock progressivo
Bandas que merecem ser ouvidas

HetfieldHetfield
"Você não iria gostar de mim se soubesse minha história"

NirvanaNirvana
Como soa a voz de Kurt Cobain isolada?

5000 acessosRock Stars: como se pareceriam alguns se não tivessem morrido5000 acessosOzzy Osbourne: Sharon conta como o Madman tentou assassiná-la5000 acessosPink Floyd - Perguntas e Respostas4229 acessosHair Metal: Os 10 maiores hits do gênero em 19854689 acessosO Exorcista: a relação de músicas do Purple e Ozzy com o filme5000 acessosEurope: a história por trás da música "The Final Countdown"

Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online