Matérias Mais Lidas

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemOzzy Osbourne é visto caminhando com dificuldade ao sair de estúdio

imagemApós resposta de Malmsteen, Jeff Scott Soto rebate guitarrista e diz que deseja paz

imagemMalmsteen ameaça cancelar show por que vocalista Jeff Scott Soto estava no local

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden está ensaiando para turnê que passa pelo Brasil

imagemBob Dylan relembra o grande impacto que o lendário Robert Johnson teve sobre ele

imagemKirk Hammett relembra "Metallica x Napster": "avisamos todo mundo o que aconteceria"

imagemSe vira nos 30: Andre Matos tomou cano de produtor e fez milagre pra agradar fãs

imagemVocalista do Gwar diz que integrantes do Maiden são "um bando de velhas britânicas"

imagemLuciano Hang processa vocal do Fresno e quer indenização de R$ 100 mil por danos morais


PRB

Os Hipsters Choram: Statement V2, o toca-discos de 535 mil reais

Por Nacho Belgrande
Fonte: Playa Del Nacho
Em 15/01/16

Os hipsters brasileiros, mais especificamente aqueles defensores do vinil são fruto de uma realidade econômica bastante difícil desde o fim dos anos 70 e começo dos 80, e desde então, tentam disseminar uma falsa ideia da qualidade de aparelhos fonográficos brasileiros feitos com tecnologia parca e da prensagem de discos de vinil de baixíssima densidade e peso que eles já adquiriram usados, e os tratam com um grau de sacralização que tipifica imbecilidade.

Não é raro deparar-se com declarações do tipo 'Que se dane tudo digital, vou ficar com meus vinis antigos do Pínqui Flóide que vieram na marinete de Jairo diretamente da capital João Pessoa e pertenceram a meu avô! Quanto mais eu eshcutxo, melhor ficam! '

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não é com esse nível de imperícia que se concebem projetos com o novo toca-discos da CLEARAUDIO.

Concebido por uma filosofia 'custo não é problema', o novo modelo da marca tem uma estrutura robusta com quatro pés, e oito pontos de apoio feitos de Panzerholz, uma madeira de alta densidade e à prova de balas e ensanduichada entre duas placas de alumínio.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Statement V2 – nome do modelo – usa tecnologia de rolamentos magnéticos, que suspendem o prato do motor de tração. O motor usa um mecanismo belt drive de correia para direcionar o subprato mais baixo. Um subprato mais alto flutua em cima dele com um spindle de rolamento ligado a ele, que por sua vez, é conectado ao prato principal.

O V2 também retém o motor controlado usado para tracionar o subprato, que tem um 'notável nível de controle de tempo real' [não patina tampouco permite oscilações na rotação]. Todavia, o V2 vem com um novo jogo de circuitos eletrônicos para prover 'maiores e mais precisos controles de velocidade e estabilidade'.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O rolamento giroscópico que sustenta a estrutura flutuante também foi melhorado, e agora tem um pêndulo de 95 quilos pendurado no rolamento.

A Clearaudio afirma que o Statement V2 pode acomodar até quatro braços, e produziu um – o Statement TT1 V2 tangencial – especificamente para isso, sendo que o TT1 tem 'zero de erro no traçado e nenhuma força de skating', isso graças ao modo pelo qual o cartucho se move acompanhando o disco.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Se o pensamento de instalar um aparelho do tipo em sua casa é um pouco mirabolante demais para você, não se preocupe: um engenheiro da Clearaudio será enviado para a tarefa, em qualquer lugar do mundo, com o serviço já incluso no preço final [na Inglaterra]: 92500 Libras, ou 535 mil reais [aduanas à parte].

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Arquivos em MP3: quem os ouve, não ouve o que foi feito em estúdio



Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande.